8 pontos turísticos gratuitos para visitar em Campos do Jordão

Cidade é conhecida como um dos mais charmosos destinos de inverno, mas também oferece excelente atrações durante o verão.

Campos do Jordão, a Suíça Brasileira, tornou-se sinônimo de turismo de inverno no Brasil. A arquitetura em estilo europeu, as baixas temperaturas, bares e restaurantes charmosos, além da larga oferta de hospedagem aconchegante atrai turistas de todo o país na alta temporada. A badalação da Vila Capivari, entre outras atrações, colocou a cidade na rota de destinos de charme com preços elevados. Porém, existem 8 pontos turísticos gratuitos para visitar em Campos do Jordão que dão uma aliviada. 

A Estância Climática de Campos do Jordão tem aproximadamente 50 mil habitantes e sua temperatura média anual não ultrapassa os 14°C. Ou seja, a cidade é linda no inverno e acalma quem gosta de verões amenos. Situada na Serra da Mantiqueira, a 170 quilômetros de São Paulo e 350 quilômetros do Rio de Janeiro, Campos do Jordão oferece variadas atrações turísticas que vão muito além dos chocolates e cervejarias. Serrana e a 1.628 metros acima do nível do mar, oferece atrativos para quem gosta de curtir a natureza. 

Saiba mais sobre Campos do Jordão e outras 10 destinos brasileiros para viajar na sua lua de mel: Os Dez Melhores Destinos Para Lua de Mel no Brasil

O destino está a cerca de 200 quilômetros de São Paulo, portanto, locando um veículo na capital, é perfeito para aqueles que pretendem explorar a região da Serra da Mantiqueira e conhecer, além de Campos do Jordão, cidades como Gonçalves e São Bento do Sapucaí. Contudo, os preços costumam assustar, especialmente nos locais mais badalados e em períodos de alta temporada. 

Confira, a seguir, 8 pontos turísticos gratuitos para visitar em Campos do Jordão que vão aliviar o investimento durante sua viagem. 

Pontos turísticos em Campos do Jordão para visitar de graça

1 Morro do Elefante

Morro do Elefante
Teleférico do Morro do Elefante

O Morro do Elefante fica a 1800 metros de altitude e, por isso mesmo, brinda o visitante com uma vista privilegiada de toda a cidade, além da serra nos arredores. E sabe por que o morro recebeu esse nome? Porque, quando vista de cima, a montanha lembra um elefante! 

Um dos pontos turísticos mais populares de Campos do Jordão, o Morro do Elefante tem um mirante lindo com jardins que tornam o passeio ainda mais especial. Além disso, existem várias lojinhas que vendem lembrancinhas do lugar. 

E como chegar até lá em cima? O topo do Morro do Elefante é alcançado de duas formas. Uma delas é de carro, enquanto a segunda dá um gostinho de aventura – o teleférico. As cadeirinhas suspensas por cabos de aço compõem o sistema de teleférico individual mais antigo do Brasil, inaugurado em 1972. O embarque é feito na praça da Estação do Capivari, dura cerca de cinco minutos, mas cobra-se R$ 15,00 pelo ingresso (sujeito a alterações). Antes de subir, aproveite o lago com pedalinhos!  

2 Mosteiro de São João

Mosteiro de São João
Mosteiro de São João

O Mosteiro de São João foi construído em 1964 e abriga cerca de 30 monjas beneditinas. O fim de tarde no local reserva a integração à natureza, entoada pela beleza do canto gregoriano que dão ainda mais paz e harmonia. O visitante pode apreciar as atrações locais, que compreendem jardins e, claro, as delícias preparadas pelas moradoras, como geleias e biscoitos.  

3 Fábrica de Chocolates Araucárias

Fábrica de Chocolates Araucárias
Fábrica de Chocolates Araucárias

A Fábrica de Chocolates Araucárias tem quase 30 anos de existência e permite ao visitante conhecer um pouco mais sobre o processo do doce. A visita não é guiada, mas limitada a grupos de até 15 pessoas, sem agendamento prévios. No passeio, dá para apreciar detalhes da história da fábrica em um pequeno espaço cultural do local.

4 Ducha de Prata

Ducha de Prata
Ducha de Prata

A Ducha de Prata fica bem perto do centrinho e é um dos pontos turísticos mais tradicionais de Campos do Jordão. Em meio à exuberante Serra da Mantiqueira, é formada por várias quedas artificiais que podem ser observadas de diversos ângulos, a partir das passarelas de madeira. O conjunto impressiona os visitantes e rende fotos belíssimas entre trilhas e pedras. Próximo à Ducha, ficam lojinhas que vendem produtos feitos em lã, além de lanchonetes para um bom chocolate quente.

5 Pico do Itapeva

Pico do Itapeva
O turista pode optar por apreciar a vista do Pico do Itapeva da estrada, de maneira gratuita, ou pagar pela entrada no mirante e aproveitar sua estrutura

O Pico do Itapeva fica a 2.030 metros de altitude e, por isso, oferece uma das melhores vistas da região. Lá de cima, dá para ver até mais de dez cidades do Vale do Paraíba, como Tremembé, Taubaté e Caçapava, além de conhecer o Lago do Itapeva, um dos mais altos do país. Ainda que esteja oficialmente integrado à cidade de Pindamonhangaba, a única entrada se dá pela estrada asfaltada que sai de Campos do Jordão. No caminho, estão fabricantes de malhas, luvas e outros itens a preços justos.  

Gratuitamente, a vista pode ser apreciada parando o carro ao longo da estrada. Porém, no Parque Pico do Itapeva, o turista encontra melhor infraestrutura, como mirante, passeios de bicicleta, café e lavandário. No entanto, o ingresso é pago por veículo e por pessoa, o que pode tornar o passeio um pouco caro.  

6 Palácio da Boa Vista

Palácio da Boa Vista
Palácio da Boa Vista

O Palácio da Boa Vista foi construído entre 1938 e 1964 em uma área com 3 mil metros quadrados. Possui mais de 100 cômodos na construção cujo estilo segue a arquitetura dos castelos europeus. Foi a antiga residência de inverno do Governador do Estado e, em 1970, foi convertido em monumento público e centro cultural. 

Hoje, funciona como um museu, abrigando acervo de artistas contemporâneos como Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Alfredo Volpi, Anita Malfatti e Cândido Portinari. No local, ainda há mobiliário, objetos e arte sacra dos séculos 17 e 18, salões, jardins e alas imensas. 

As visitas monitoradas são gratuitas e ocorrem de quarta a domingo, das 10h às 12h (com permanência até as 12:30) e das 14h às 17h, com permanência até as 17:30. O tour dura cerca de 1h e não é permitido tirar fotos das partes internas do palácio. Mais informações no site oficial.

7 Vila Capivari

Vila Capivari
A arquitetura da Vila Capivari tem forte influência europeia

A badalada Vila Capivari é a principal região turística de Campos do Jordão, abrigando os melhores e mais famosos bares e restaurantes. O bairro temático é influenciado pela presença europeia na cidade além de, claro, ser inspirado pelo clima frio da serra. Perambulando por lá, o turista encontra tudo que lembra o frio e a Europa, como cervejarias artesanais, casas de fondue e chocolate, bem como lojas de roupas de frio. Na temporada do inverno, as ruas ficam lotadas, exigindo reserva antecipada nos restaurantes.

A Vila Capivari acaba sendo a referência no que toca à infraestrutura hoteleira, com estabelecimentos de renome internacional. O bairro de arquitetura enxaimel, típica de regiões montanhosas da Europa, como a Alemanha, sedia o Festival de Inverno de Campos do Jordão, um dos mais importantes eventos e música clássica da América Latina. A Praça Benedito Calixto, com sua concha acústica, transforma-se em palco durante o evento. 

8 Parque das Cerejeiras

Parque das Cerejeiras
A melhor época para visitar o Parque das Cerejeiras é durante a florada, que ocorre nos meses de julho e agosto.

As cerejeiras estão para Campos do Jordão assim como as hortênsias estão para Gramado! Linda em qualquer época do ano, a cidade ganha ares ainda mais charmosos no inverno, período da surpreendente florada das cerejeiras! O Parque das Cerejeiras, como bem diz o nome, é o melhor lugar para vê-las em seu ápice. São mais de 400 cerejeiras distribuídas em uma área de 2.500 m². O lugar fica todo cor de rosa durante a florada, que vai de julho a agosto. 

O parque também abriga a Festa da Cerejeira, evento que acontece nos finais de semana de julho e agosto. A festa é um festival tradicional japonês, num encantador Jardim Oriental cheio de cerejeiras floridas, trazendo muita cultura, comidas típicas, feira de produtos e diversas atrações. Mais informações podem ser encontradas no site oficial do evento.

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Especial: Viagem com segurança durante a pandemia