As 9 melhores cidades turísticas do Sul de Minas Gerais

A região é conhecida pelo clima frio das serras e belezas naturais inconfundíveis, trazendo nomes já famosos e integrantes de roteiros turísticos.

Minas Gerais é bão demais, ! Um verdadeiro conjunto de belas paisagens, culinária incrível, povo hospitaleiro e muita, muita história! É difícil escolher um roteiro para traçar pelo estado, muito menos, conhecer tudo de uma vez só! Mas, se ainda não conhece os simpáticos lados mineiros, uma boa opção para começar é visitando as melhores cidades turísticas do Sul de Minas Gerais

Casais apaixonados vão adorar o clima frio das serras. Os aventureiros encontram parada certa para atividades como trilhas, cachoeiras, caminhadas e tirolesas em pleno contato com a natureza. As charmosas e bucólicas cidades históricas integram a lista infindável de motivos para visitar a região. Aliás, no rol ainda consta a facilidade de acesso para quem vem de São Paulo e Rio de Janeiro.

Veja, abaixo, uma lista com as melhores cidades turísticas do Sul de Minas Gerais. Pode ser um tour completo ou só uma viagem de final de semana. O importa é saber que, cada uma delas, vale a visita!

1 São Thomé das Letras

São Thomé das Letras é, com certeza, a mais mística das cidades que compõem essa lista. Sua história é cheia de lendas e crenças que vão desde a criação do município até a existência de duendes e ET’s. O mistério sobre como a cidade nasceu – se ela veio mesmo após o encontro do escravo fugido com o próprio São Thomé – persiste. Mas, o que importa mesmo é que tudo isso favorece, e muito, o turismo local! 

A cidade fica a 310 km ao sul de Belo Horizonte, encravada no alto de uma montanha. A horda de turistas que chega até lá é eclética – casais, mochileiros e curiosos. No fim, todos se rendem ao misticismo de São Thomé das Letras e curtem seus mirantes, grutas e cachoeiras. Veja o que dá para fazer por lá durante sua estadia:

  • Cachoeiras: dá para falar de mística e energia sem mencionar as cachoeiras? São Thomé é cheia delas! 
  • Igreja Matriz: inaugurada em 1785, a Igreja Matriz tem sua história fundida à da própria cidade, o que inclui lendas, é claro! Sua arquitetura segue estilo que une barroco e rococó, bem característico das construções das igrejas em Minas Gerais.
  • Parque Municipal Antônio Rosa: fica a 500 metros da Igreja Matriz, bem no centro da cidade. O Parque reúne alguns dos pontos turísticos da região, como a Pedra da Bruxa, o Morro do Cruzeiro e a Pirâmide.
  • Ladeira do Amendoim: magia, ilusão de ótica ou só ação da física mesmo? Bom, nada em São Thomé é por acaso, então, não é surpresa que, à medida em que sobe a Ladeira do Amendoim, o motorista tem a impressão de que o carro segue sozinho. Por isso, vale a pena entrar na onda do misticismo da cidade e aproveitar a vista panorâmica proporcionada pelo passeio.

Quando ir para São Thomé das Letras: o ideal é ficar uma semana por lá, de preferência, na baixa temporada, período dos menores preços nas pousadas. Por outro lado, a cidade lota nos feriados, quando os turistas animam os bares noturnos. Falando em pousadas, prefira se hospedar no centro, de forma a aproveitar São Thomé a pé. 

Veja tudo o que você precisa saber antes de ir para São Thomé das Letras: São Thomé das Letras, Minas Gerais: Uma cidade de alma mística

2 Caxambu

Caxambu fica na Serra da Mantiqueira o que, por si só, já vale a viagem. Mas, a cidade é uma das principais que compõem o Circuito de Águas de Minas Gerais, graças à maior concentração de águas carbogasosas do mundo. Ao lado de Capitólio (vamos falar dela daqui a pouco), Caxambu está na lista dos destinos indispensáveis a visitar na rota turística do Sul de Minas. E, o que fazer por lá?

  • Parque das Águas: são de 210.000m² de águas carbogasosas em pleno centro da cidade. E qual o grande diferencial dessas águas? As propriedades terapêuticas que combatem problemas digestivos, hipertensão, depressão e estresse.
  • Passeio de charrete e comidas típicas: nada como conhecer uma cidade charmosa de maneira especial! Faça um passeio pelo centro de Caxambu com paradas em lugares especiais para comprar doces e queijos típicos da região. São os presentes ideais, tanto para os outros quanto para você mesmo.
  • Teleférico para o Morro do Caxambu: o teleférico fica no Parque das Águas, atravessando o parque até o mirante do Morro Caxambu. Pense na vista!

 

3 Poços de Caldas

Tradicional, Poços de Caldas agrada a gregos e troianos, pois suas atrações atendem famílias, casais e aventureiros. A cidade tem excelente estrutura hoteleira, incluindo resorts, hotéis-fazenda e hotéis de grande porte (até parques aquáticos a gente encontra por lá). Quem gosta de um contato maior com a natureza vai adorar as cachoeiras e cascatas, além da Serra de São Domingos e a área tombada de muito verde.

No alto da Serra, ainda tem Cristo Redentor, mirantes, pista para salto com asas deltas e trilhas. Chegar ao topo fica fácil através do teleférico com 1.500m de percurso. Casais encontram refúgios em passeios nos jardins do Recanto Japonês ou ao Calendário Floral. Notívagos vão adorar as opções de vida noturna. Quer ver mais?

  • Águas termais: descobertas no século XVIII, as termas de Poços de Caldas são o principal atrativo da cidade, graças às propriedade terapêuticas.
  • Rampa de voo livre: os corajosos arriscam os voos livres, mesmo iniciantes. Moradores e reles mortais apenas aproveitam vista panorâmica lá do topo da rampa.
  • Cachoeira Véu das Noivas: são três quedas d’água, cada uma com mais de 10 metros de altura. Um dos cartões postais de Poços de Caldas ainda tem trenzinho e mirante com uma vista matadora.
  • Parque José Affonso Junqueira: local ideal para passear à tarde, fazer um piquenique, dar uma passada no Café Concerto, apreciar a Fonte Luminosa e conhecer o Palace Casino.
  • Museu Histórico e Geográfico: o casarão concentra toda a história da cidade, além de levar o visitante em uma verdadeira viagem no tempo.

 

4 São Lourenço

Mais uma integrante do Circuito das Águas de Minas, São Lourenço está na Serra da Mantiqueira, então dispensa comentários. O contato com a natureza é intenso, além da vista que a paisagem proporciona. Linda, a cidade oferece atrações muito interessantes, como: 

  • Trem das águas: são 20 quilômetros de passeio no trem a vapor. Quem viaja com criança não pode perder.
  • Rota do café: amantes da bebida mais querida do Brasil não podem deixar o passeio de fora da lista. O visitante conhece mais sobre a sua história do grão, além de saber como é o processo de produção sob a orientação de excelentes guias.

 

5 Monte Verde

Monte Verde é, de maneira muito justa, também conhecida sob a alcunha de “Suíça de Minas Gerais”. E não é para menos! O clima, paisagem e construções características lhe renderam o apelido, além das deliciosas opções de chocolates para adoçar a viagem. Um distrito de Camanducaia, a romântica vila também se assemelha muito a Campos do Jordão, exceto pela quantidade menor de turistas. 

Estrategicamente situada entre as Matas Atlântica e de Araucária, Monte Verde atrai casais em viagens românticas pelo clima que convida para um vinho e ambientes aconchegantes. A culinária variada, montanhas, trilhas e passeios a cavalo são ideais, também, para famílias em busca de um destino tranquilo e charmoso. O Festival de Inverno de Monte Verde aquece a vila no período mais frio do ano, associando-se à variada culinária. 

E, o que fazer em Monte Verde, a menos de duas horas de São Paulo? 

  • Pico do Selado: o ponto mais alto de Monte Verde tem 2082 metros de altitude e proporciona vista inigualável da Serra da Mantiqueira.
  • Parada da Fonte: loja de comidas mineiras com doces, queijos, pimentas e cachaças típicas e de ótima qualidade. Seus produtos são tão bons que transformaram o local em parada obrigatória. 
  • Parque Ecológico Verner Grinberg: considerado como o parque mais famoso de Monte Verde, oferece trilhas que dispensam a orientação de um guia. São elas a Pedra Redonda, Pico do Selado, Pedra Partida, Chapéu do Bispo e Platô.
  • Fazenda Radical: o turismo de aventura tem, aqui, seu reduto garantido. Lá, o visitante pode praticar arvorismo, escalada, tirolesas e passeios de quadriciclo.
  • Escola Mineira de Falcoaria: um instrutor ensina sobre as diferentes espécies de aves de rapina, enquanto o visitante ficar bem pertinho delas.
  • Patinação no gelo: oi? Patinação no gelo em plena Minas Gerais? Sim, Monte Verde tem sua própria pista que funciona o ano inteiro.
Quer um destino romântico para a sua próxima viagem? Confira: Os Dez Melhores Destinos Para Lua de Mel no Brasil

6 Capitólio

Sim, o Sul de Minas tem belezas naturais inigualáveis, mas Capitólio chega a ser estonteante! A região é privilegiada por cânions e cachoeiras de águas cristalinas, um verdadeiro oásis que trouxe ao destino a alcunha de Mar de Minas.

  • Lago de Furnas: principal atração de Capitólio, é uma das maiores extensões de água de Minas Gerais. O lago artificial foi criado em 1963 para gerar energia pela Usina Hidrelétrica de Furnas. Hoje, é destino de passeios por se combinar a vários cânions e quedas d’água, proporcionando paisagens incríveis.
  • Trilha do Sol: a trilha permite fazer caminhadas enquanto o visitante desfruta de cachoeiras, trilhas e piscinas naturais.
  • Paraíso Perdido:  principal atração da cidade, tem quase 18 piscinas naturais e quedas d’água que são colírio para os olhos.

 

7 Gonçalves

Gonçalves está a cerca de 210 km de São Paulo e tem atrativos que agradam a todos os perfis. Um de seus grandes trunfos é combinar o clima mineiro o típico, restaurantes típicos e pousadas aconchegantes. E o que fazer na cidade? Atividades não faltam, afinal, são cachoeiras de todos os tipos, além de poços para banho. Gosta de trilhas? Gonçalves conta com trajetos de diferentes níveis de dificuldade.

8 Extrema

Gosta de uma boa cachaça? Então, Extrema é o seu lugar, já que oferece uma série de alambiques. A cidade fica a 111 km de São Paulo e tem cinco rotas turísticas. Na Rota das Águas, cachoeiras e praias de águas naturais. A Rota das Rosas, por sua vez, é o centro da cidade com restaurantes, lojas e Parque Municipal. 

Nas Rotas da Pedra e do Sol, paisagens diferentes a cada quilômetro percorrido, como morros e vales. Por fim, a Rota dos Ventos, formada pelo Parque Ecológico do Pico dos Cabritos (ideal para a prática de rapel, trilha e voo livre) e por pedras gigantes.

  • Trilhas, rapel e voo livre no Parque Ecológico do Pico dos Cabritos, entre outras atividades.
  • Rota das Rosas: trilha perfeita para o encantamento. O Santuário de Santa Rita de Extrema, com mais de 30 obras feitas de latão martelado pelo italiano Alfredo Mucci, vale a visita.

9 Varginha

Uma das economias mais desenvolvidas do Sul de Minas, Varginha ganhou os noticiários nacionais pelas supostas aparições de seres extraterrestres (lembra do ET de Varginha?). Muito além disso, a cidade oferece excelentes acomodações e restaurantes, bem como várias atrações turísticas:

  • Nave espacial: o monumento é, nada mais, que uma caixa d’água enorme em formato de nave espacial, fazendo referência às lendas de extraterrestres que apareceram na região. 
  • Ufologia: os amantes dessa área, têm muitas opções de monumentos e eventos relacionados.
  • Theatro Capitólio: fundado em 1927, possui uma bela arquitetura, e programação para todos os gostos e idades

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Especial: Viagem com segurança durante a pandemia