20 pontos turísticos gratuitos em Gramado

A bela cidade na Serra Gaúcha tem a fama de preços salgados, mas o seu melhor está mesmo nos diferentes cantos que não custam um centavo no bolso.

- Tempo de leitura: 10 minutos -

O que fazer em Gramado? Durante a viagem por um lugar tão cheio de adjetivos, todos muito positivos, a própria cidade é uma atração turística! Parques, lagos, arquitetura em estilo germânico, fábricas de chocolate, avenidas limpas e bem decoradas, um templo budista e o ar inconfundível da Serra Gaúcha integram o roteiro perfeito pelos pontos turísticos gratuitos em Gramado.   

Sejamos justos – a pérola da Serra Gaúcha é conhecida pelo cenário cinematográfico, mas também pelos preços salgados. Preços estes, cobrados em algumas das atrações turísticas, como parques temáticos e shows. No entanto, Gramado encanta em seus pequenos detalhes e monumentos abertos ao público. Um verdadeiro colírio para os olhos e alívio para o bolso!

Conheça, a seguir, lugares gratuitos em Gramado e acredite: é possível se divertir em uma viagem econômica por lá! 

O que fazer em Gramado de graça? Lugares Gratuitos!

1 Avenida Borges de Medeiros

Avenida Borges de Medeiros
Avenida Borges de Medeiros

Sabe aquela avenida linda pelas fotos, digna das revistas de viagem? Assim é a Avenida Borges de Medeiros, principal via da cidade. Uma verdadeira amostra da arquitetura em estilo alemão, sempre refletida em cafés, lojas, fábricas de chocolate artesanal e prédios residenciais. As flores contrastam com as construções em linhas retas, enquanto canteiro central e calçadas assumem formas variadas para dar vida à Borges de Medeiros. 

2 Calçada da Fama

Calçada da Fama
Calçada da Fama de Gramado, na Avenida Borges de Medeiros

Muito caro ir até Hollywood? Não se preocupe! Em Gramado, dá para contemplar uma calçada da fama cheia de assinaturas e placas com as mãos de artistas que prestigiaram Festival de Cinema. A Calçada da Fama de Gramado segue desde a Igreja São Pedro até o Palácio dos Festivais. 

3 Estátua do Kikito e Rótula das Bandeiras

Estátua do Kikito e Rótula das Bandeiras
Estátua do Kikito, na Avenida Borges de Medeiros, com a Rótula das Bandeiras ao fundo

Gramado está para o Brasil assim como Los Angeles para os Estados Unidos quando se fala em sétima arte. Em agosto, acontece o famoso Festival de Cinema de Gramado, Oscar das produções nacionais que premia os vencedores com o Kikito, personagem idealizado pela artista plástica gramadense Elizabeth Rosenfeld, ainda nos anos 60. Representando o “Deus do Bom Humor”, é resultado de um concurso de artesãos realizado na época.

A Rótula das Bandeiras fica na praça próxima ao Lago Joaquina Rita Bier, logo a frente da Estátua do Kikito. Lá, estão hasteadas bandeiras de todos estados brasileiros. 

4 Palácio dos Festivais

Palácio dos Festivais
Palácio dos Festivais

O Kikito é o prêmio entregue aos vencedores no Festival de Cinema de Gramado, certo? Mas, onde o evento é realizado? No Palácio dos Festivais, um pouco mais à frente da Estátua do Kikito (que fica em uma praça lá no começo da Avenida Borges de Medeiros), a uma distância inferior a 1 km. O nome original da construção é Cine Embaixador e sua fachada construída no estilo colonial exibe, claro, o Kikito. 

Versátil, o Palácio sedia o Festival, recebe eventos diversos e exibe filmes em programação semanal. Os fãs de cinema que não viajarem à cidade em agosto podem ter o sabor do evento visitando o Museu do Festival. Funciona de segunda-feira a sábado, das 10h às 18h. Mais informações no site.

5 Rua Coberta

Rua Coberta
Rua Coberta

No quarteirão entre a Avenida Borges de Medeiros e a Rua Garibaldi, a Rua Coberta tem cerca de 100 metros de extensão. Neste espaço, estão bares animados, restaurantes e lojas ideais para ver gente e assistir a espetáculos, sobretudo em datas festivas. E por que o nome? Seu telhado transparente é literalmente coberto por plantas, como trepadeiras, bem em frente ao Palácio dos Festivais. 

A rua, claro, é aberta todos os dias. Mas, fique atento ao horário de funcionamento das lojas (até às 19 horas), cafés e restaurantes (até à meia-noite).

6 Praça das Etnias

Praça das Etnias
Praça das Etnias

Três povos foram responsáveis pela colonização de Gramado – portugueses, italianos e alemães. A nacionalidade de todos está representada por três casas construídas na Praça das Etnias, ponto movimentado e próximo à rodoviária de Gramado. Na construção alemã, a Casa do Colono, é possível comprar comidas típicas e lembranças, assim como na feirinha realizada aos sábados, que vende produtos artesanais e comidas típicas da região.

Uma graça, a Praça das Etnias tem sua própria padaria na qual os colonos assam pães e cucas na hora. Também chamada Praça das Comunicações, sedia diversos eventos, como a Feira do Livro e a Festa da Colônia.

7 Vinha Gramado

Vinha Gramado
Vinha Gramado, na Praça das Etnias

Ok, estamos falando de atrações gratuitas em Gramado, mas dá para viajar para lá sem comprar, pelo menos, uma garrafa de vinho? E, já que o assunto é economizar, a Vinha Gramado tem rótulos nacionais a preços bem moderados, a maior parte produzida por vinícolas locais. A loja está na Praça das Etnias e funciona diariamente, das 9h às 19h.

8 Rua Torta (Rua Emílio Sorgetz)

Rua Torta (Rua Emílio Sorgetz)
Rua Torta (Rua Emílio Sorgetz)

A Rua Torta fica próxima à Praça das Etnias e seu formato se deve ao modo encontrado para eliminar escadarias que levassem ao topo. Hoje, os carros que transitam, cautelosamente, por ela precisam respeitar os curiosos que adoram tirar uma foto neste cartão postal. O apelido, claro, foi dado pelas curvas semelhantes à Lombard Street, em San Francisco.

No início da Rua Torta, está a casa do Major Nicoletti, fundador do município de Gramado, em 1954. 

9 Parque do Lago Negro

Parque do Lago Negro
Parque do Lago Negro

Pedalinhos no lago plácido. Caminhos iluminados por pequenas luminárias de ferro. Trilhas que passam por árvores coloridas, azaléias e hortênsias. O cenário romântico é ambientado na Europa? Não, estamos falando do Parque do Lago Negro, cuja história é um tanto quanto trágica. O lago foi criado artificialmente para preservar o local depois que um trágico incêndio destruiu a floresta na década de 1940. 

Os pinheiros foram trazidos da famosa Floresta Negra, na Alemanha, que fazem sombra nas águas do lago. Há quem queira pagar pelo passeio nos famosos pedalinhos em forma de cisne ou navios piratas. Mas, também tem quem busque pelo sossego dos banquinhos, quiosques ou piqueniques à beira do lago. 

10 Igreja de São Pedro

Igreja de São Pedro
Igreja de São Pedro

Construída no estilo romano com mais de 70 mil pedras basálticas, a Igreja de São Pedro tem, em seu interior, vitrais que mostram a vida do apóstolo Pedro ao lado de Jesus Cristo. Aberta diariamente, das 7h30 às 21h, a igreja tem uma torre com altura de 46 metros que guarda o sino de 1 tonelada, feito de bronze, estanho e aço, além de controlado eletronicamente.  No jardim, há doze estátuas enfileiradas que representam os apóstolos. 

11 Fonte do Amor Eterno

Fonte do Amor Eterno
Fonte do Amor Eterno

Quem precisa ir à Paris para selar seu amor? Na Fonte do Amor Eterno, ao lado da Igreja de São Pedro, casais colocam cadeados com o nome da pessoa amada e jogam a chave na água. A construção de 2013 lembra – ainda que de maneira bem menos grandiosa – a famosa Fonte de Trevi, em Roma, e fica na Av. Borges de Medeiros, 2659. Ao redor da fonte, está uma charmosa galeria com lojas, restaurantes e lanchonetes.

12 Lago Joaquina Bier

Lago Joaquina Bier
Lago Joaquina Bier

Joaquina Rita Bier foi uma visionária que, na década de 1870, adquiriu terrenos onde, atualmente, é o centro de Gramado. A ideia era que seus herdeiros usufruíssem da terra de forma rentável, o que, de fato, aconteceu. Em sua homenagem, foi construído o Lago Joaquina Bier, com 17 mil m², onde é possível caminhar ou apenas sentar para apreciar a vista. É lá que acontece o espetáculo de fogos e iluminação durante o Natal Luz. 

O lago fica bem pertinho da Rodoviária de Gramado, Estátua do Kikito e, praticamente, junto a Rótula das Bandeiras.

13 Fábrica da Prawer Chocolates

Fábrica da Prawer Chocolates
Prawer Chocolates, na Avenida das Hortensias

Ir a Gramado sem visitar uma fábrica de chocolate é não fazer um roteiro completo! Uma das melhores indicações é a Prawer Chocolates, fundada em 1975 por Jayme Prawer. Filho de imigrantes poloneses, ele observava o processo de produção do doce na Argentina e resolveu trazer para o Brasil. Atualmente, a marca distribui mais de 140 produtos no Sul e restante do país. A visitação pode ser feita de  segunda a sexta, até às 17h.

14 Cristais de Gramado

Cristais de Gramado
Fabricação de cristais na Cristais de Gramado

A fábrica é pioneira na produção de cristais no estado e permite que o visitante assista, in loco, ao “mestre vidreiro” esculpindo objetos belíssimos e de altíssima qualidade. Referência nacional, a Cristais de Gramado foi inaugurada em 2002 e utiliza a técnica italiana di murano. Nela, o molde do cristal é obtido pelo sopro e movimentos manuais.

Os resultados são peças exclusivas, já que nenhuma sai como a anterior.  Os vasos, copos, taças, jarras, anéis, brincos, entre outras, são comercializados na loja a preços variados. A loja conta com transporte gratuito, levando e trazendo os visitantes até os hotéis de Gramado e Canela.

15 Fragram Museu do Perfume

Fragram Museu do Perfume
Fragram Museu do Perfume

Aqui, o visitante aprende toda a elaboração das fragrâncias e conhece as linhas de produtos deles. Ainda, compartilha algumas raridades, como o perfume que Napoleão Bonaparte usava.

16 Fábrica de Chocolates Florybal

Fábrica de Chocolates Florybal
Fábrica de Chocolates Florybal

Mais uma referência brasileira quando se fala em chocolate artesanal, a fábrica mantém o sabor caseiro apesar de toda a modernização da produção. A Florybal tem dez lojas comercializando mais de 500 produtos das linhas tradicionais, presentes, temáticos e bem estar. 

17 Play House Florybal

Play House Florybal
Play House Florybal

Ali do lado de Gramado, na  Av. Don Luiz Guanella em Canela, fica a Play House Florybal. O espaço possui decoração atrativa, com bichos e personagens na fachada, tudo dedicado ao chocolate. Além da loja com diversos produtos, o Play House conta com pista de patinação no doce e território dos horrores. Mas, as duas são pagas à parte.

18 Espaço Cultural Museu do Trem

Espaço Cultural Museu do Trem
Interior do Espaço Cultural Museu do Trem

O espaço tem o objetivo de resgatar a história da malha ferroviária que corre por Gramado desde os anos 20. O prédio sediava a antiga Estação Férrea Várzea Grande e sua restauração com organização do acervo foi realizada em 2008. O museu traz fotos, móveis e objetos que recontam toda a história.

19 Gramado Golf Clube

Gramado Golf Clube
Gramado Golf Clube

Um dos mais bonitos do Brasil, tem entrada livre e agrada aos amantes do esporte. Porém, caso queira praticar o esporte, é preciso desembolsar valores que podem ser consultados aqui.

20 Igreja do Relógio

Igreja do Relógio
Igreja do Relógio

Inaugurada em 1953, a Igreja do Relógio, ou Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, tem um sino fundido na Alemanha em 1826, além de relógios com quatro faces. 

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->