O que fazer de Graça em Madrid – dicas das melhores atrações gratuitas!

A vibrante capital espanhola concentra excelentes atrações culturais e históricas de forma gratuita, garantindo diversão e economia.

A escolha de uma capital europeia favorita não é tarefa fácil, mas Madri é uma daquelas que facilmente ocupam o topo de qualquer lista. Vibrante, a maior cidade da Espanha concentra o que há de melhor. Ótimas compras, gastronomia encantadora, museus e monumentos históricos que ocupam integralmente seu roteiro. E, quando as atrações são gratuitas, tudo fica ainda mais interessante! Por isso, confira o que fazer de graça em Madri caso seu orçamento esteja apertado!

Quem não é tão rico ou está apenas atrás de um dia informal sem muitos gastos vai amar Madri. Muitos dos pontos turísticos, incluindo parques, igrejas e galerias de arte, são gratuitos. Fator que leva sua estadia de boa a absolutamente inesquecível. Confira a lista de atrações e faça já suas malas!

Atrações gratuitas em Madri

1 Casa de Lope de Vega

Casa de Lope de Vega
Casa de Lope de Vega

Lope de Vega foi um dos maiores dramaturgos, poetas e romancistas da literatura espanhola. A Casa Lope de Vega, onde morou, escreveu e viveu com a amante até sua morte, em 1635, está repleta de objetos relacionados à sua vida e obra. Visitas guiadas gratuitas podem ser reservadas com antecedência por e-mail ou telefone.

2 El Rastro

El Rastro
Mercado de Pulgas El Rastro

O que começou como um mercado de carne no século XVII, se tornou o mercado de pulgas de Madri. El Rastro reúne antiguidades, camisetas vintage e discos antigos ao lado de roupas novas e lembranças. Nas manhãs de domingo de manhã, Calle de la Ribera de Curtidores e as ruas circundantes do distrito de La Latina se transformam em enorme loja de segunda mão ao ar livre. Mesmo que não compre nada, passar uma ou duas horas vagando entre as barracas já é uma experiência e tanto!

3 Museo del Prado

Museo del Prado
Museo del Prado

A coleção de 1500 pinturas do Museo del Prado contém algumas das obras de arte mais conhecidas do mundo, como O Jardim das Delícias Terrenas, de Hieronymus Bosch, pintura do final do século XV; Las Meninas, de Diego Velázquez, que retrata a família real espanhola de uma perspectiva única e revolucionária. O museu é gratuito das 18:00 às 20:00 de segunda a sábado e das 17:00 às 19:00 domingo.

4 Parque del Retiro

Parque del Retiro
Barcos no Parque del Retiro

Alugar um barco no grandioso lago no centro do Parque del Retiro é pago, mas aproveitar o próprio parque não custa um centavo. Localizado a leste do centro de Madri, no final da Calle Alcalá, o espaço verde mais famoso da cidade atrai milhares de visitantes, mas não deixe que isso te assuste. O parque é grande o suficiente para que a multidão não pareça avassaladora e você poderá desfrutar de um passeio relaxante.

Construído pelo rei Felipe IV como os jardins da realeza espanhola, o Parque del Retiro se tornou o coração verde de Madri. Enfeitado com monumentos de mármore branco, gramados cuidadosamente ajardinados e vários edifícios interessantes, como o elegante Palácio de Cristal feito de metal e vidro, o parque ganha vida nos fins de semana.

5 Gran Vía

Gran Vía
Gran Vía

A principal avenida de Madri tem alguns de seus edifícios mais grandiosos, por isso, a Gran Via é imperdível para os amantes da arquitetura e história. Além disso, as melhores lojas de roupas da capital podem ser encontradas na avenida.

6 Puerta del Sol

Puerta del Sol
Praça Puerta del Sol

Puerta del Sol é o ponto na Espanha a partir do qual todas as distâncias são medidas. O coração do país é uma rápida introdução sobre um dos marcos mais famosos de Madri.

7 Plaza Mayor

Plaza Mayor
Plaza Mayor

A Plaza Mayor é, talvez, o símbolo mais icônico de Madri. Embora hoje em dia seja mais um ponto de encontro turístico do que um espaço local, o design impressionante da praça a deixa sem fôlego.

8 Metro Chamberí (Anden 0)

Metro Chamberí (Anden 0)
Museu Metro Chamberí/Anden 0

A estação de Metro Chamberí foi inaugurada em 1919 e, por décadas, permaneceu uma parada crucial na linha de metrô original da cidade. Caiu em desuso gradualmente até ser fechada na década de 1960, ficando abandonada por décadas. Um projeto de restauração nos anos 2000 transformou a estação e, hoje, está aberta como lembrete vivo de como era o transporte público em Madri na década de 1920.

Também conhecida como Andén Cero, é livre para visitação e oferece alternativa aos pontos turísticos típicos. Em 2008, foi inaugurado como museu, contendo uma cápsula do tempo de 1966, incluindo pôsteres, anúncios e móveis art déco do início do século XX.

9 Templo de Debod

Templo de Debod
Templo de Debod

O Templo de Debod foi dado à Espanha, em 1968, como agradecimento do governo do Egito. A construção da Represa Alta de Aswan, na década de 1960, criou o atual Lago Nasser, no sul do país, ameaçando submergir vários sítios arqueológicos importantes. O governo então apelou à Unesco para salvar os artefatos das águas que subiam. Aí, o Templo de Debod foi movido bloco a bloco para a Espanha como um presente para os arqueólogos espanhóis que salvaram os artefatos da inundação.

É um dos quatro templos egípcios antigos do mundo localizados fora de sua terra natal ancestral, e é absolutamente gratuito. Localizado a cerca de 10 minutos a pé ao norte do Palácio Real, oferece o pôr do sol deslumbrante que fica na memória pelos próximos anos de sua vida. Este monumento anacrônico é na verdade um gigantesco cartão de agradecimento.

10 El Corte Inglés

El Corte Inglés
Rooftop Bar no terraço do El Corte Inglés, em Madri

O novo andar da loja de departamentos El Corte Inglés, na Plaza Callao, tem um terraço com vista incrível para a Gran Via. Vista essa semelhante à oferecida pela disputada cobertura do edifício Círculo de Bellas Artes. Com uma vantagem: além de ser menos lotada, não exige o pagamento de quatro euros. O local ainda oferece inesquecível experiência gourmet.

11 La Tabacalera

La Tabacalera
Espaço cultural La Tabacalera

Antiga fábrica de tabaco convertida em um dos melhores espaços culturais de Madri, La Tabacalera é uma visita obrigatória. O local abriga desde exposições de arte a performances ao vivo com entrada totalmente gratuita. O espaço fica no bairro de Palos de la Frontera, ao norte do Metrô Embajadores.

12 Museo al Aire Libre

Museo al Aire Libre
Escultura do Museo al Aire Libre

Escondida sob um viaduto, a coleção ao ar livre do Museo al Aire Libre tem dezenas de esculturas abstratas de alguns dos principais artistas da Espanha, incluindo obras do escultor basco Eduardo Chillida, do catalão Joan Miró, além de Eusebio Sempere e Alberto Sánchez.

13 Biblioteca Nacional

Biblioteca Nacional
Biblioteca Nacional

Imperdível para os amantes de livros, a Biblioteca Nacional apresenta exibições interativas sobre a imprensa e a história da biblioteca, além de exposições de manuscritos iluminados. Embora seja necessário um cartão de leitor ou pesquisador para conferir qualquer um dos livros da enorme coleção com mais de 30.000 manuscritos, o museu gratuito no térreo tem o suficiente para distrair os bibliófilos por uma tarde inteira.

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.