Por que a Islândia proibiu a venda de cerveja no país? Saiba os detalhes!

Entenda o que motivou essa decisão.

- Tempo de leitura: 2 minutos -

Conhecida por suas paisagens de tirar o fôlego e cultura rica em elementos culturais nórdicos, a Islândia é o destino de muitos turistas que procuram aventura.

Ao chegar nesse país tão diferente, os visitantes se deparam com montanhas, cachoeiras e auroras boreais. Porém, talvez já deve ter ouvido falar que a cerveja foi proibida no país. Mas, será se é isso mesmo?

Ficou curioso(a) para saber por que a Islândia proibiu a cerveja? Então, acompanhe a leitura deste texto na íntegra e descubra maiores detalhes sobre essa notícia!

Por que a Islândia proibiu a cerveja?

A Islândia, terra dos vikings, sempre foi conhecida por seu consumo de álcool. Porém, no início do século XX as cervejas deixaram de ser tão populares no país.

Tudo começou em 1915, quando uma votação proibiu a venda de determinadas bebidas alcoólicas no país, inclusive a cerveja.

A alegação do Governo da Islândia para a proibição da cerveja no país é que, como ela era uma bebida considerada “fraca”, muitos jovens e trabalhadores faziam o seu consumo. Nesse sentido, a cerveja servia como uma porta de acesso para outras bebidas mais fortes.

LEIA MAIS: Unesp cria cerveja saudável que retarda envelhecimento – Conheça!

Esse argumento, além de fraco, não foi muito eficiente para controlar o consumo de bebidas alcoólicas, já que a venda de outras bebidas mais fortes era liberada no país.

Assim, os islandeses tinham duas opções: produzir suas próprias cervejas com teor alcoólico abaixo de 2,2% — que era permitida no país — ou consumir outras bebidas alcoólicas mais fortes.

Essa decisão foi revogada em 1 de março de 1989, assim que o governo percebeu que a medida não tinha funcionalidade.

Veja porque é difícil encontrar cerveja na Islândia

Mesmo depois da revogação da medida que proibia a venda de cerveja, a comercialização deste produto ainda é controlada pelo governo. Atualmente, é possível encontrar cervejas na Islândia em lojas administradas pelo governo, conhecidas como Vínbúoin.

LEIA MAIS: Cervejas brasileiras artesanais mais bem avaliadas: Confira o Top 5!

Essa proibição, apesar de ter causado vários transtornos aos islandeses, criou uma relação bem interessante com a produção da bebida no país. Isso porque os islandeses, para continuar apreciando a bebida, foram obrigados a produzir suas próprias cervejas, com baixo teor alcoólico, o que proporcionou o surgimento de um grande número de cervejarias artesanais.

Atualmente, dia 1° de março é conhecido como o dia da cerveja na Islândia. Muitas pessoas gostam de celebrá-lo com  uma caneca de cerveja bem gelada.

Durante um festival chamado Taste the Saga, é possível degustar diversas cervejas islandesas, inclusive a receita original de quem a produzia clandestinamente.

Se você está pensando em ir à Islândia, visite um pub local para saber um pouco mais sobre a história da cerveja no país.

Gostou de entender porque a Islândia proibiu a cerveja no país? Então, confira outras novidades no Rotas de Viagem.

Você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->