A beleza das praias de areia preta da Islândia, o país dos extremos

As praias negras da Islândia se misturam aos vulcões e aurora boreal entre os vários atrativos inspiradores do país.

Praias de areia preta não são, de todo, uma raridade no mundo. Mas, as praias negra da Islândia certamente de diferem das outras. O antes longínquo país, agora, se tornou um dos destinos mais populares para quem ama o ecoturismo. E o que torna suas praias escuras tão especiais é o motivo da coloração, a aventura que é visitá-las e o que vai encontrar ao chegar até elas. Afinal, estamos falando de um país dos extremos, que vai dos vulcões à aurora boreal em poucos quilômetros. 

Sempre há algo inspirador para testemunhar na Islândia. A terra do gelo, das comidas exóticas, do espetáculo celeste, gêiseres e vulcões ainda ativos surpreende o aventureiro mais experiente. Uma de suas atrações ecológicas mais incríveis são as famosas praias de areia preta. Ainda que a maior parte fique perto da capital, Reykjavik, as praias se espalham por todo o país. A vantagem é que a maioria é bem acessível para viagens de um dia, o que permite conhecer várias em um roteiro só.  

E o que faz as praias da Islândia terem a famosa cor preta? Por que é recomendável ter cautela ao visitar qualquer uma delas? Quais são as mais populares praias negras da Islândia? Confira todas as respostas a partir de agora e arrume suas malas para embarcar nesta aventura!

Por que as praias da Islândia são pretas?

Como se sabe, a areia preta é comum em áreas com alta atividade vulcânica, devido aos minerais, como basalto, e fragmentos de lava. Aliás, quase 90% de toda a rocha vulcânica do planeta é basalto, cuja alta concentração de ferro confere a coloração escura pela grande quantidade de luz absorvida. A areia é formada pelo rápido resfriamento da lava em contato com o mar. Esse encontro faz com que a lava se despedace em detritos pequenos o suficiente para chamá-los de areia. 

Os pedaços ficam cada vez mais finos com a atividade das marés, ondas quebrando e ventos fortes. Por isso, é possível encontrar diferentes tipos de areia na Islândia, desde a muito fina até a mais grossa. Outro fato interessante sobre a areia proveniente do basalto é que este material, geralmente, sofre com as intempéries. Isso significa que ele continua se decompondo enquanto exposto ao clima, o que não acontece com as demais praias. Nelas, os grãos são mais resistentes. 

Bom, resistente ou não, o fato é que as praias de areia preta ficam maravilhosas em contraste com o céu azul brilhante. Ademais, passear por elas é como dar uma caminhada  em outro planeta, um cenário verdadeiramente hipnotizante e poderoso. 

As mais populares praias negras da Islândia

As praias de areia preta mais populares da Islândia estão localizadas na costa sul do país, o que facilita a vida de quem está traçando um roteiro pela região. Únicas, oferecem uma experiência inestimável a quem as visita.

» Praia Reynisfjara

As melhores praias negras da Islândia: Praia Reynisfjara
Praia Reynisfjara

A Praia Reynisfjara é a mais popular da Islândia, com enormes colunas de basalto e ondas massivas que se quebram na costa. Localizada a cerca de 187 km da capital, Reykjavik, é bastante acessível e ainda permite uma visitinha a pequena cidade pesqueira de Vik. Também facilita o fato de que o país é conectado pela Ring Road, uma rodovia principal que passa pela ilha. As formações de rocha basáltica têm um formato tão único que foram usadas em alguns episódios de Game of Thrones! 

Diz-se que as pilhas gigantes já foram trolls tentando puxar navios para a costa, mas que, com o nascer do sol, se transformaram em pedra. A vida selvagem é bastante comum na praia, graças ao abrigo que as colunas dão para várias espécies de aves marinhas. Entre elas, papagaios-do-mar, guillemots e fulmars. Infelizmente, Reynisfjara é também uma das praias mais perigosas da Islândia, por isso, é importante ler com cuidado a seção de dicas de segurança que trouxemos no final do artigo. 

  • Como chegar à Praia Negra de Reynisfjara: a entrada para a estrada que desce para a praia fica na saída da Rodovia 1 (a King Road) e no topo de uma colina. Se chegar ao sopé da colina ou à cidade de Vik, dê meia-volta e volte pois você passou do ponto. Há uma placa que diz Reynisfjara, mas é bem pequena, então fique atento e confie no GPS.

» Sólheimasandur

As melhores praias de areia preta da Islândia: Sólheimasandur
Sólheimasandur: local do acidente aéreo no qual todos as pessoas sobreviveram

Particularmente única, a Praia de Sólheimasandur se tornou famosa pelos destroços de um acidente de avião ocorrido na década de 1990. Felizmente, todos a bordo sobreviveram, mas não é mais permitido dirigir até o local da queda. Se tiver muita curiosidade, será necessário caminhar por 6,5 km pela areia rochosa, um caminho fácil por ser plano, mas demora uma hora. A praia fica também na costa sul, a pouca distância de Reynisfjara e a cerca de 20 minutos de Vik.

Além da bela praia, a Cachoeira Skogafoss fica bem próxima ao local do acidente, então dá para aproveitar o caminho e fazer uma parada. Como os dois pontos são próximos, é possível deixar o carro no estacionamento fora da King Road, visitar a cachoeira e caminhar até o local dos destroços. Apenas certifique-se de deixar tempo suficiente para que o sol não se ponha e te deixe no escuro!

  • Como chegar a Solheimasandur: o local está bem perto da Cachoeira Skogafoss quando se dirige para Vik a partir de Reykjavik. Colocando a localização no GPS, encontra-se facilmente o estacionamento que dá acesso a praia.  

» Dyrholaey

As melhores praias de areia preta da Islândia: Arco de Dyrholaey
Arco de Dyrholaey

A Praia de Dyrholaey é, de fato, uma enorme falésia com vista para a praia de areia preta. Isso proporciona uma visão panorâmica única das ondas que quebram na costa. A falésia também possui um farol, arcos e mirantes para explorar e tirar lindas fotos. Ali, papagaios-do-mar costumam fazer ninhos durante os meses mais quentes, então bastante cuidado com eles! A praia também está bem perto de Reynisfjara.

  • Como chegar a Dyrholaey: para caminhar na praia de areia preta abaixo de Dyrholaey, é preciso estacionar em um dos pequenos pontos atrás da rocha. Lembre-se de que dirigir nas praias da Islândia é estritamente ilegal.

» Diamond Beach

As melhores praias de areia preta da Islândia: Diamond Beach
Os blocos de gelo que chegam á areia preta da Diamond Beach geram uma paisagem incrível

Diamond Beach está localizada na costa sul, bem ao lado da Lagoa Glaciar Jokulsarlon. Inclusive, a praia recebe esse nome justamente por causa dos icebergs que chegam à costa, como  diamantes contra a areia preta. É possível observar o espetáculo das enormes geleiras se formando e chegando à costa da lagoa, além de testemunhar a maré levando os pedaços da geleira para dentro e para fora da costa. Os blocos de gelo podem variar de trinta centímetros até o tamanho de uma pessoa!

E, sabe o que é mais legal? Dá para ver os imensos blocos de gelo na praia também no verão, já que geleira perde partes deles durante todo o ano! Diamond Beach oferece excelentes fotos, especialmente quando a luz do sol atravessa o gelo azul. Estando por lá, não deixe de visitar o Glaciar Jokulsarlon, onde poderá encontrar focas se alimentando ou apenas curtindo um banho de sol. Mas, aqui, vai um alerta! Subir no gelo é estritamente proibido, pois as bordas de gelo podem ser pontiagudas e a superfície escorregadia. 

  • Como chegar à Diamond Beach: se estiver em Jokulsarlon, basta estacionar no centro de visitantes e caminhar até a praia por uma ponte que sai da Lagoa.

» Praia Stokksnes

As melhores praias de areia preta da Islândia: Praia Stokksnes
Praia Stokksnes, com a cadeia de montanhas Vestrahorn ao fundo.

Situada na Península de Stokksnes, a Praia Stokksnes é incrível e única. Com a enorme montanha Vestrahorn que encontra o mar na praia de areia preta, proporciona fotos e vistas incríveis. Como a praia fica incrivelmente escura à noite, a área é um excelente ponto de observação para ver o espetáculo da aurora boreal. No verão, as intermináveis ​​horas douradas são perfeitas para fotos apreciando o sol da meia-noite! É um lugar mágico, outro exemplar islandês que dá a sensação de estar em outro planeta.  

No inverno, a montanha fica coberta de neve, então, imagine-a contrastando com o mar! A única desvantagem é sua distância da capital. São seis horas desde Reykjavik, chegando até a costa leste da ilha. Porém, mesmo com a taxa paga na entrada, cada quilômetro vale a pena. Por outro lado, a localização remota faz com que não haja muitos turistas, portanto, pode ter a praia literalmente para você.

  • Como chegar a Stokksnes: Stokksnes fica a cerca de 6 horas de Reykjavik, perto da cidade de Hofn, na costa leste da Islândia. Para chegar até lá, é necessário dirigir até a Península de Stokksnes e depois estacionar e caminhar direto na praia de areia preta. 

» Djúpalónssandur

As melhores praias de areia preta da Islândia: Praia Djúpalónssandur
Praia Djúpalónssandur

Também chamada de Praia da Pérola de Lava Negra, a Praia Djúpalónssandur fica na costa oeste, no final da península de Snæfellsnes. Bem ali perto, está o vulcão Snæfellsjökull, razão pela qual se encontra muitas formações lávicas no caminho que conduz à praia. O local é cheio de história. Uma delas é o naufrágio do Epine GY7, traineira britânica que deixou várias peças encalhadas na areia. A baía também abrigava uma vila de pescadores que promoviam um interessante teste de resistência. 

Eles colocaram quatro pedras de pesos diferentes na praia. Para se ter uma ideia de como essas pessoas levavam o teste a sério, a pedra mais leve pesa 23 kg e era chamada de chamada de “Amlóði”, que significa “inútil” em islandês. A rocha de tamanho seguinte era a “hálfdrættingur” ou “fraco”, com 54kg. As outras duas pesam 100kg e 154kg. Todas elas permanecem na praia.     

Cuidados para visitar as praias de areia preta da Islândia

As praias da Islândia são muito perigosas devido às ondas mortais. Isso acontece pela ação diferente da areia basáltica com o mar. Também não há terra entre o Ártico e a Islândia, o que significa que as ondas têm quilômetros de formação antes de finalmente quebrarem. Em Reynisfjara, por exemplo, elas parecem inicialmente seguras, até aparecer outras bem maiores que as primeiras. Por isso, os visitantes são aconselhados a manter a distância segura de 30 metros da água e nunca ficarem de costas para o mar.

Além disso, lembre-se sempre do clima! Quando o tempo fica ruim, as praias de areia preta ficam ainda mais perigosas. Ventos violentos atingem a areia, podendo te machucar. Sem falar que as ondas ficam potencialmente mais violentas. Ainda, certifique-se de usar roupas adequadas, especialmente no inverno. O clima pode ficar muito frio e úmido, então use meias e sapatos impermeáveis. Queimaduras de vento também podem ocorrer, portanto, tenha sempre um bom blusão para se proteger dos ventos fortes.

As praias de areia preta da Islândia são lindas o ano todo, mas ficam especialmente lindas no inverno. Por isso, caso visite o país na temporada mais fria do ano, vista-se adequadamente, leve mochila e calçado extra, respeite os protocolos de segurança e não se resigne a deixar de visitá-las!

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.