Conheça o Forte dos Reis Magos, em Natal-RN

Conheça a história de um dos pontos turísticos mais famosos de Natal/RN, incluindo sua localização, preços e horários de funcionamento

0

Sol, água morna, praias de areia branquinha e muita história! Estes são apenas alguns dos motivos que atraem milhares de turistas a Natal o ano inteiro. E, para quem gosta de belas paisagens, a capital potiguar abriga o Forte dos Reis Magos, um de seus principais pontos turísticos. Mas quem construiu o Forte dos Reis Magos? Quando foi construído? Qual seu horário de funcionamento?

História  do Forte dos Reis Magos

O Forte dos Reis Magos é uma edificação militar construída na Praia do Meio ainda no século 16 por Manoel Mascarenhas, colonizador português. A construção em formato de estrela foi motivada pela necessidade de proteger o território contra invasões de outras metrópoles europeias. Seu nome se dá em homenagem ao dia do descobrimento da região e quando as obras começaram – 06 de janeiro, data religiosa aos três reis magos.

Forte dos Reis Magos, em Natal-RN: vista aérea
A vista aérea do Forte dos Reis Magos mostra o seu formato estrelar

O Forte ou Fortaleza dos Reis Magos acabou se tornando o marco inicial da cidade, mas demorou cerca de três décadas até ficar pronto. Durante a Primeira Guerra Mundial, foi guarnecido por uma Bateria Independente de Artilharia da Costa. Em 1949, foi tombado pelo Patrimônio Histórico e, até 2013, ficou sob a administração da Fundação José Augusto, ligada ao governo do estado.

O que tem no Forte dos Reis Magos?

O monumento, atualmente administrado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), abriga o Marco dos Touros, pilastra de 1,62m de altura feita de mármore com uma cruz de malta e o escudo da Coroa Portuguesa esculpidos. Sua função era “avisar” aos demais colonizadores que aquela terra já tinha “dono”.

Marco dos Touros, no Forte dos Reis Magos, em Natal-RN
Marco dos Touros, no Forte dos Reis Magos

Os visitantes contam, ainda, com uma antiga capela com poço de água doce, alojamentos, os canhões, lanchonete e lojinha de artesanato. A Fortaleza dos Reis Magos se junta à Catedral, à Igreja de Santo Antônio, Palácio do Governo e o Museu de Sobradinho para integrar um conjunto urbanístico de grande expressão em Natal, no que toca aos termos artísticos, históricos e culturais.

Capela dos Reis Magos, no Forte dos Reis Magos
Capela dos Reis Magos

No primeiro andar do Forte, há a casa do comando, quartel e depósito, além de uma espécie de recepção e a capela dos Reis Magos. Nela, encontram-se imagens dos magos Gaspar, Belchior e Baltazar. Ainda no pavimento inferior, o visitante conhece as salas usadas como alojamentos e as antigas celas que, hoje, são usadas como espaços de atendimento ao turista.

Imagens dos três reis magos, no Forte dos Reis Magos
Imagens dos três reis magos, no interior da capela

Na parte superior, estão a casa de pólvora e dois canhões originais (um apontado para o mar que pesa 800 quilos, outro virado para a cidade com 400 quilos). Vale lembrar que a “subida” é feita por uma escada de oito metros sem corrimão.

Canhões do Forte dos Reis Magos, em Natal-RN
Canhões do Forte dos Reis Magos, na parte superior

Curiosidades do Forte dos Reis Magos

Forte dos Reis Magos, em Natal-RN
Forte dos Reis Magos
  • Sobre o teto da igreja, existe um local secreto onde os soldados guardavam armamentos e munições no período de colonização
  • Também foi preservado o próprio piso do Forte que tem, nada menos, que 400 anos e se mantém como original.
  • O Forte era ocupado apenas por soldados homens que faziam suas necessidades em um local específico para, depois, jogar os dejetos na água. Por isso, não havia banheiros na construção
  • O acesso ao Forte dos Reis Magos é feito por uma caminhada de, aproximadamente, 500 metros sobre uma passarela. O prêmio da caminhada, além da própria construção, é a bela vista do Rio Potengi e da Praia de Genipabu.
  • Do Forte, também tem-se a vista da Ponte Newton Navarro, outro cartão postal de Natal
  • Apesar da localização estratégica do Forte, o território foi invadido pelos holandeses em 1633, mas a cidade (e o forte) foram retomados anos mais tarde pelos portugueses

Visitação

O Forte dos Reis Magos está aberto diariamente, das 08h às 16h, sem necessidade de agendamento. A visita pode ser feita com tour guiado e a entrada tem o valor de R$ 3,00. Em 2019, o governo do Rio Grande do Norte iniciou a reforma do espaço. O projeto prevê instalação de corrimões nas escadarias, readequação das salas de exposição e espaços reservados para souvenires.

Endereço: Av. Presidente Café Filho, Praia do Meio

Telefone: (84) 3211-6166

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.