Saiba quais são os melhores assentos no avião para evitar infecções por vírus e bactérias

Um estudo mapeou quais são os melhores lugares para sentar em aeronaves e quais devem ser evitados para não contrair uma doença durante o voo. Confira!

Quando uma nova doença surge, os aeroportos são um dos primeiros locais a tomar medidas de segurança, visto que, se uma pessoa infectada viaja, outros lugares certamente serão atingidos pela doença. Além disso, aviões são espaços fechados e lotados de pessoas, ou seja, propícios para a propagação de vírus e bactérias.

Mesmo que viagens sejam desencorajadas durante a pandemia do novo coronavírus, existem cuidados básicos de higiene que podem ser aplicados em qualquer momento para evitar outras doenças, como a gripe. Alguns exemplos são:

  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca;
  • Lavar as mãos ou passar álcool em gel com frequência;
  • Cobrir a boca com um lenço se precisar espirrar.

Além desses cuidados, existem ações que podem aumentar a prevenção, uma delas é escolher um assento no avião que diminua o contato com outras pessoas, já que não é possível saber se as pessoas ao seu lado estão infectadas ou não.

Em 2018, uma pesquisa realizada na Universidade Emory, nos Estados Unidos, analisou a movimentação de passageiros em voos transcontinentais. A partir dessa análise, é possível perceber quem se levanta com mais frequência e vai mais vezes ao banheiro, por exemplo, resultando na aproximação com outros passageiros.

O estudo percebeu que, se a pessoa infectada estivesse sentada em um assento no corredor, em uma fileira perto da asa, muito provavelmente todas as pessoas da fileira da frente e de trás seriam infectadas. As chances de infecção também seriam altas para as pessoas sentadas no corredor até três fileiras atrás do passageiro infectado. A probabilidade de infecção seria média para todos os passageiros sentados na cadeira do corredor e do meio nas cinco fileiras à frente do infectado e em todas as fileiras atrás.

Portanto, o melhor lugar para se sentar em um avião é na janela. De acordo com a pesquisa, quem senta na janela levanta menos do assento e só fica em contato com quem está sentado próximo. Por isso, passageiros que preferem a janela têm cinco vezes menos encontros com outros passageiros, o que diminui a possibilidade de cruzar com uma pessoa infectada.

Qual o melhor assento de avião para se proteger de doenças contagiosas? - Gráfico
A distribuição acima mostra que pessoas que viajam na janela geralmente tendem a ter um menor contato com os demais passageiros do avião, reduzindo o seu risco de contágio (fonte: https://www.pnas.org/content/115/14/3623)

Como conseguir lugares na janela pode ser difícil, uma alternativa é sentar longe do banheiro. Dificilmente as pessoas que estão em um voo conseguem passar o percurso inteiro sem ir ao banheiro, o que faz com que seja o lugar mais movimentado da aeronave. No entanto, as chances de contágio são baixas nessa situação, já que a maioria das pessoas passa rapidamente pelo corredor.

Em aviões, o maior problema, na verdade, é a má sorte de sentar ao lado de alguém infectado. Nesses casos, a probabilidade de contrair a doença ultrapassa os 80%. Mesmo assim, seguir as dicas básicas — usar álcool em gel, evitar tocar nos olhos, nariz e boca no avião e no aeroporto — pode fazer a diferença

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Especial: Viagem com segurança durante a pandemia