Quanto ganha um policial em Portugal?

O membro da Polícia de Segurança Pública precisa, antes, passar por um concurso de admissão aberto anualmente, desde que cumprindo os requisitos.

0

Em outubro de 2018, uma pesquisa da Global Peace Index indicou Portugal como o quarto país mais pacífico do mundo. Isso não significa que não tenha uma força policial no país e que ela não seja necessária! 

Mas, é possível ser um policial na “terrinha”? Quanto ganha um policial em Portugal e quais são os requisitos para se tornar um? 

O baixo índice de criminalidade em Portugal, muito se deve, ao respeito da população a estes profissionais, além da confiabilidade em sua eficiência. Outro motivo é o investimento do governo em segurança, fazendo com que os portugueses sintam-se seguros em sair às ruas e fazer programas ao ar livre. 

Porém, ainda há crimes no país, sendo furtos por oportunidade e violência doméstica os mais comuns. É aí que entra a polícia de Portugal que atua, ainda, em diversas instâncias, inclusive na desarticulação de grupos criminosos em grandes operações, principalmente nas maiores cidades, como Porto e Lisboa. 

Como funciona a Polícia de Portugal?

Os sistemas processuais e penais em Portugal são bem parecidos com os aplicados no Brasil, mas a grande diferença entre os dois países está nos modelos da investigação criminal. Enquanto, por aqui, isto fica a cargo dos delegados de polícia e agentes, em Portugal, a direção investigativa é da responsabilidade da magistratura ministerial. 

Porém, assim como nos moldes brasileiros, Portugal não adota o Sistema de Polícia Única, modelo existente no Uruguai, por exemplo. Existem diversas instituições policiais com atuações diversas na sociedade, a saber: 

Policiamento ostensivo:

  • Polícia Marítima (PM);
  • Polícia Florestal (PF);
  • Polícias Municipais (PM).
  • Polícia de Segurança Pública (PSP);
  • Guarda Nacional Republicana (GNR);
  • Guarda Prisional (GP).

Policiamento de investigação criminal:

  • Serviço de Informações de Segurança (SIS);
  • Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE).
  • Polícia Judiciária (PJ);
  • Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Como entrar na Polícia de Portugal?

Cada corporação policial em Portugal cuida de determinada área e, também, exige requisitos específicos para ingresso. Vamos falar, aqui, da corporação mais procurada por quem quer fazer parte da força policial portuguesa – a Polícia de Segurança Pública (PSP). A corporação tem, como missão, defender a legalidade democrática, garantir a segurança interna e a defesa dos direitos dos cidadãos. 

Sua responsabilidade é fazer o policiamento ostensivo e fardado, prevenindo a criminalidade, primando pela ordem pública, executando a polícia administrativa, controlando o uso de armas, entre outras competências. 

Para ingressar em cada cargo da PSP, é necessário cumprir os seguintes requisitos: 

Agente:

  • ser aprovado em concurso público 
  • ter nacionalidade portuguesa;
  • possuir entre 19 anos e 27 anos de idade;
  • ter no mínimo 1,60m (mulher) e 1,65m (homem);
  • possuir ensino secundário completo;
  • não ter antecedentes criminais;
  • estar com a situação militar regularizada.

Após ser aprovado, o aspirante passar por um curso de nove meses em Torres Novas, seguido de um estágio na esquadra policial. 

Oficial:

  • ser aprovado em concurso público 
  • passar pelas provas físicas 
  • altura mínima exigida em edital 
  • idade mínima de 21 anos 
  • nunca ter tido sanções penais

O curso acontece anualmente na Escola Superior de Polícia e configura um mestrado integrado, com duração de cinco anos. A seleção completa é compreendida por provas, testes psicotécnicos, entrevista e exames médicos. 

Quanto ganha um policial em Portugal?

O salário mensal médio de um agente da PSP é de 1.250 euros. Um oficial da PSP, por sua vez, tem salário médio inicial mensal de 1.775 euros. Entre os benefícios percebidos pelo profissional, estão planos de pensão, saúde e de carreira. 

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.