Quanto ganha um advogado em Portugal?

Já pensou em trabalhar como advogado em Portugal? Confira o que você precisa para exercer a profissão, salário, como é o mercado de trabalho e mais.

Portugal está entre os países mais procurados por brasileiros que desejam morar na Europa. Boa parte desse interesse é justificado pela língua em comum. Porém, não se restringe a este único fator.

A possibilidade de receber em euro, moeda bastante valorizada em relação ao real, e qualidade de vida também entram na lista de motivos para escolher o país para morar e, claro, conseguir um emprego.

Por isso, muitos advogados, mesmo aqueles com algum tempo de carreira e com alguma experiência, decidem se mudar para Portugal. Os profissionais que desejam dar continuidade à carreira no país tem uma vantagem, cujos detalhes são vistos adiante.

Mesmo com essa vantagem, em meio ao processo de mudança podem surgir muitas dúvidas, como por exemplo, quanto ganha um advogado em Portugal. Para esclarecer essa e outras questões, fizemos um apanhado geral sobre o exercício da advocacia em terras lusitanas.

Como trabalhar como advogado em Portugal

Em 2003, Brasil e Portugal assinaram um acordo de reciprocidade, garantindo, então, a vantagem citada acima. O acordo permite que advogados brasileiros atuem no país europeu e, da mesma forma, que advogados portugueses atuem no Brasil.

Sendo assim, não é preciso passar por novo exame da Ordem. No caso dos brasileiros, o único procedimento necessário é se inscrever na Ordem dos Advogados Portugueses (OAP).

Também é necessário ter aval de um advogado português que se incumba pelo profissional e informe seu endereço profissional. Caso não exista nenhuma pessoa para assumir a responsabilidade, o brasileiro deverá apresentar, durante a inscrição na OAP, um certificado de residência em Portugal.

Apesar de ser algo simples, é de suma importância ressaltar que para se inscrever na ordem portuguesa o advogado brasileiro não pode ter sofrido nenhuma condenação em processo disciplinar na OAB.

Para realizar a inscrição na OAP é necessário apresentar os seguintes documentos:

  • Diploma de conclusão de curso de Direito;
  • Certidão da OAB;
  • Inscrição na OAB (cópia do processo);
  • Carteira de Identidade de Advogado;
  • Certidão de nascimento;
  • Passaporte válido;
  • Três fotos 3×4;
  • Certificado de antecedentes criminais no Brasil;
  • Certificado de antecedentes criminais em Portugal.

Ademais, é necessário quitar uma taxa, que atualmente custa €300. Mais informações estão disponíveis no site da Ordem dos Advogados de Portugal.

Quanto ganha um advogado em Portugal?

Além do processo de inscrição na OAP, outra questão muito importante para os profissionais é o salário de um advogado em Portugal. A resposta para essa pergunta varia muito dependendo da região de atuação e porte do escritório de advocacia.

Em um escritório renomado, um advogado em início de carreira ganha entre €800 e €1.000 por mês. Os vencimentos daqueles que têm um pouco mais de experiência giram em torno de €2.100.

Apesar dos baixos ganhos iniciais, advogados com vasta experiência e, pelo menos dez anos de carreira, podem ter salário de até €8.000 por mês, trabalhando em uma sociedade.

Mercado de trabalho

Por fim, mas igualmente importante, está a situação do mercado de trabalho. Como é de se esperar, a vida em um novo país começa a “acontecer” aos poucos e não é diferente com a carreira.

O tempo para se consolidar como advogado depende muito da rede de contatos, para o caso de recomendações profissionais, qualificações e experiência.

Outro ponto a se considerar é que, embora tenha espaço para novos profissionais, o mercado de advocacia não está em ascensão em Portugal, ou seja, a oferta de empregos não é tão abundante. Além disso, os portugueses resolvem boa parte das intercorrências amigavelmente, por meio de acordos. Dessa forma, o volume de processos não é muito grande.

Uma boa porta de entrada para conseguir uma experiência profissional no país pode ser conseguindo uma colocação no departamento jurídico de uma grande empresa. Posteriormente, com mais contatos e tempo de atuação, é possível abrir um escritório e conquistar os próprios clientes.

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.