Quanto ganha um advogado no Canadá?

Informações detalhadas sobre o mercado de trabalho para Direito no Canadá, assim como o salário médio dos profissionais da área.

- Tempo de leitura: 3 minutos -

Trabalhar em outro país é sonho de muitos brasileiros, ainda mais em uma nação cuja qualidade de vida é internacionalmente reconhecida, como é o caso do Canadá.

Mas, e quando esse desejo brota em uma pessoa que estudou por cinco, ou mais, anos em uma de faculdade de Direito, e passou por um longo processo até ser aprovado no Exame da Ordem e se tornar advogado?

Pois bem, antes de fazer as malas e partir em busca desse sonho é necessário levar em consideração uma série de fatores, dentre os quais, a demanda por profissionais da área, revalidação do diploma e, claro, quanto ganha um advogado no Canadá.

Em primeiro lugar, segundo a Federation of Law Societies of Canada, para exercer a profissão no país, todos os advogados, obrigatoriamente, devem ser membros de uma associação provincial, responsável por regulamentar a profissão, assim como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e sua seccionais atuam no Brasil.

De acordo com informações do site Portal Canadá, em grande parte das províncias do país, a prática da lei é fundamentada nas tradições inglesas. Cada província e território possuem sua sociedade com leis específicas.

A exceção é Quebec, onde a lei é baseada nas tradições do direito civil francês. Ao contrário do restante do país, que adota o common law (do inglês “direito comum”), o sistema jurídico usado na província é o romano-germânico, também chamado de europeu continental.

Revalidação do diploma e exercício da profissão

A regulamentação da profissão, anteriormente citada, impacta diretamente na necessidade de revalidação de diplomas estrangeiros para atuar legalmente como advogado no país.

Para conseguir revalidar o diploma em qualquer lugar do Canadá é necessário apresentar cópias oficiais de todos os documentos, principalmente o diploma devidamente traduzido em inglês ou francês.

Falando na questão do idioma, ter domínio do inglês ou francês (leitura, escrita e conversação) é indispensável para trabalhar na área, sendo necessário comprovar proficiência na língua escolhida.

A boa notícia é que é possível dar entrada no processo antes mesmo de sair do Brasil, uma vez que o mesmo não será processado até que o órgão responsável receba toda a documentação necessária junto com o comprovante de pagamento da taxa. Informações detalhadas estão disponíveis no site do Comitê Nacional de Acreditação – NCA.

O primeiro passo para pessoas formadas no exterior atuarem como advogados no Canadá é obter o Certificado de Qualificação do NCA.

Para obtê-lo é necessário que o profissional tenha em seu currículo acadêmico algumas matérias específicas do direito canadense. Caso não as tenha, será necessário cursá-las em uma escola de Direito aprovada no país.

Depois de cumpridas as exigências, o NCA reconhece o diploma e o candidato passa a ser considerado bacharel em Direito no Canadá. A partir daí começa a segunda etapa do processo, que é o estágio obrigatório ou “articling”, cuja duração é de um ano.

No período em questão o bacharel trabalha sob supervisão de um advogado mais experiente. Ao final do estágio, será considerado apto a trabalhar como advogado.

Salário de um advogado no Canadá

Todo o esforço para revalidação de um diploma é recompensado com bons ganhos anuais. O salário médio anual de um advogado no Canadá varia entre C$ 100.000,00 e C$ 150.000,00.

A remuneração paga leva em consideração a província de atuação, experiência do profissional, jornadas de trabalho, entre outros fatores.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.