Você sabe quanto ganha um carpinteiro nos Estados Unidos?

A profissão encontra demanda crescente em determinadas partes do país, em virtude da preferência das pessoas por carreiras de nível superior.

O sonho de morar no exterior, ganhar em dólar ou euro e, assim, ter oportunidade de uma vida melhor ainda povoa a mente de milhares de brasileiros. A dúvida que permeia os planos dos propensos à imigração é qual carreira buscar. A maior parte investe nos cargos mais comuns, especialmente nas áreas de serviços domésticos e alimentação. Contudo, a construção civil carece de mão de obra e paga boas remunerações. Você sabe quanto ganha um carpinteiro nos Estados Unidos, por exemplo?

Quem sai do Brasil para morar nos Estados Unidos encontra a boa surpresa de que sim, é possível ter uma vida confortável com empregos de nível médio de escolaridade. A renda média no país é de U$ 50 mil anuais e profissões que não exigem nível superior pagam, tranquilamente, esse montante. É o caso das vagas na construção civil, em demanda crescente devido à falta de mão de obra. Trata-se do reflexo dos profissionais que “fogem” do chamado “serviço pesado”. Sobram vagas e crescem os salários. 

Washington, por exemplo, tem grande demanda por profissionais da carpintaria, encanamento, eletricidade, torneiro mecânico, entre outros. Para eles, o salário médio anual chega aos US$ 54 mil. Mas, o que é preciso para ser carpinteiro? Quais as melhores regiões para buscar um emprego? E, mais importante, quanto ganha um carpinteiro nos EUA?

O que um carpinteiro faz?

O carpinteiro é o profissional responsável por construir, reparar e instalar estruturas de construção feitas de madeira ou outros materiais. Podem trabalhar tanto dentro quanto fora de casa, atuando em diversos tipos de projetos de construção, desde a instalação de armários de cozinha até a construção de rodovias e pontes. Como já mencionado, a profissão exige nível médio de escolaridade e as habilidades são adquiridas na prática.  

Como é o mercado de trabalho para um carpinteiro nos Estados Unidos?

A expectativa é de que as vagas para carpinteiros cresçam cerca de 8% até 2028. A tendência se dá pelo aumento da atividade na construção, além das reformas em residências, atividades que exigem a intervenção dos carpinteiros. As melhores cidades para encontrar um emprego na área são:

  • Washington D.C. 
  • Nova Iorque
  • Chicago
  • Los Angeles
  • Houston
  • Phoenix
  • Filadélfia
  • San Antonio
  • San Diego
  • Dallas
  • San José
  • Austin
  • Jacksonville
  • São Francisco
  • Columbus
  • Indianápolis
  • Fort Worth
  • Charlotte
  • Seattle
  • Denver
  • El Paso

Quanto ganha um carpinteiro nos Estados Unidos? 

Segundo a Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos Estados Unidos O salário médio anual para carpinteiros nos EUA é de U$ 48.330 (cerca de U$ 4.020 mensais). A remuneração é bastante influenciada pela experiência do profissional e pelo tipo de trabalho executado.

Profissionais que atuam em construções residenciais têm ganhos médios de U$ 46.290 anuais, ao passo que em obras não residenciais, que exigem maior habilidade e capacitação do profissional, a remuneração gira em torno de U$ 53.040 por ano.

Vale lembrar ainda que, por ser uma área relacionada à construção civil, que é fortemente influenciada por variações meteorológicas, os turnos de trabalho pode sofrer variações conforme o impacto do tempo no cronograma das obras.

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Especial: Viagem com segurança durante a pandemia