15 cidades mais antigas do Brasil para você viajar no tempo

Cidades que contam a história de nosso país e quem mantêm a memória viva por meio de construções e museus.

“Terra à vista”! Pedro Álvares Cabral e suas 13 caravelas portuguesas chegaram à terra do pau brasil em 1500, mais precisamente no litoral baiano. Injusto mencionar que os europeus “descobriram” o Brasil, tendo em vista que os nativos habitavam estas terras há tempos que nem conseguimos calcular. Mas, é fato que as 15 cidades mais antigas do Brasil começaram a nascer a partir dos interesses em colonização, o que só aconteceu em 1530.  

Para contar essa história, precisamos falar sobre o Tratado de Tordesilhas, acordo assinado ainda em 1494 que dividia “as terras a descobrir” entre Portugal e Espanha. Ingleses, franceses e holandeses, então representantes das potências marítimas na Época do Descobrimento, ficaram de fora e, claro, logo passaram a cobiçar novos territórios comerciais, o que incluía nossa Terra de Santa Cruz. 

Foi aí que, então, os portugueses resolveram tomar posse do Brasil,  mas ainda construindo pequenos povoados em apenas algumas regiões. Esses povoados foram crescendo até se tornar vilarejos, porém não podiam ser considerados como cidades, já que seus moradores ainda não podiam exercer a cidadania plena. Isso mudou quando a metrópole portuguesa deixou as terras brasileiras e os mesmos vilarejos se transformaram em belas cidades

Cidades que nos transportam a outras épocas através de sua arquitetura, clima e museus que inspiram os visitantes. Algumas são, atualmente, grandes metrópoles, enquanto outras conservam ambiente colonial, com ruas de pedra e casas bem conservadas. Assim, conseguimos entender as implicações históricas envolvidas na fundação das cidades mais antigas do Brasil que você vai conhecer agora. 

15 cidades mais antigas do Brasil

1 Cananéia (SP) – 1531

Cananéia (SP) – 1531
Cananéia (SP), fundada em 1531

Cananéia foi fundada durante expedição empreendida por Martim Afonso de Sousa em 1531, mas há quem questione esse pioneirismo. Historiadores afirmam que a primeira cidade brasileira, na verdade, é São Vicente, fundada um ano depois. Polêmicas à parte, a cidade atualmente é um conhecido destino litorâneo a 265 km de São Paulo. No centro histórico, os visitantes podem conhecer casas do período colonial muito bem preservadas. Outra atração são as trilhas e cachoeiras do parque Estadual da Ilha do Cardoso, além do mar perfeito para banho e relaxamento.

2 São Vicente (SP) – 1532

São Vicente (SP) – 1532
São Vicente (SP), fundada em 1532

Há quem diga que São Vicente foi a primeira vila do país, fundada em 22 de janeiro de 1532, por Martim Afonso de Souza. É de lá que, teoricamente, também saíram as primeiras expedições para o interior do estado, com destaque para aquela que culminou na cidade de São Paulo. Atualmente, tem uma população superior 330 mil habitantes no centro da Baixada Santista, a oeste da Ilha de São Vicente, mais precisamente entre Santos e Praia Grande.

3 Vila Velha (ES) – 1535

Vila Velha (ES) – 1535
Vila Velha (ES), fundada em 1535

O litoral capixaba tem 32 quilômetros de pura beleza e história, como em Vila Velha, cidade em 1535. Cheia de construções históricas, é sede da Igreja Nossa Senhora do Rosário e do Convento Nossa Senhora da Penha um dos cartões postais do estado que nomeia a Festa da Penha, grande evento religioso do país.

4 Olinda (PE) – 1535

Olinda (PE) – 1535
Catedral Metropolitana de Olinda (PE), cidade fundada em 1535

Olinda foi fundada em 1535 e é uma das cidades coloniais mais bem preservadas do Brasil. Tanto que acabou declarada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Unesco. A Basílica de São Pedro, Praça do Carmo e o Convento de São Francisco são alguns dos pontos turísticos mais visitados de lá. Isso sem falar num dos mais conhecidos e animados carnavais de rua do Brasil.

5 Igarassu (PE) – 1535

Igarassu (PE) – 1535
Centro Histórico de Igarassu (PE), fundada em 1535

A região onde, hoje, está Igarassu era habitado por índios Caetés até que, em 1535, o donatário português Duarte Coelho desembarcou por ali no intuito de tomar posse de sua capitania. Após embate com os nativos, instalou um marco de pedra para dividir as capitanias de Pernambuco e Itamaracá. Aí começou a colonização, até que o povoado foi elevado a vila em 1564. Hoje, o município concentra invejável patrimônio na região metropolitana de Recife. 

6 Porto Seguro (BA) – 1535

Porto Seguro (BA) – 1535
Porto Seguro (BA), fundada em 1535

Porto Seguro, onde tudo começou! Segundo os livros de história, a colonização do país teve início aqui, tanto que suas ruas ainda guardam referência à época do Descobrimento. Por exemplo, ruínas da primeira igreja em Santa Cruz Cabrália (onde a primeira missa do país teria sido realizada) e da primeira escola construídas no Brasil, tudo muito bem preservado. Hoje, Porto Seguro é conhecida pelas festas intermináveis na alta temporada e como destino das viagens de formatura.     

7 Santos (SP) – 1536

Santos (SP) – 1536
Santos (SP), fundada em 1536

O fundador de Santos, Brás Cubas, chegou de Portugal em 1532 com o donatário da Capitania de São Vicente, Martim Afonso de Souza. Recebeu as terras de Jurubatuba e comprou aquelas situadas no Enguaguaçu, onde ficava a igreja sobre o outeiro de Santa Catarina. Ali bem perto, construiu sua casa e, em 1536, deu início à fundação da cidade. 

8 Iguape (SP) -1537

Iguape (SP) -1537
Iguape (SP), fundada em 1538

A cidade de Iguape foi fundada em 3 de dezembro de 1538, data estabelecida em 1938, pelo então prefeito, Manoel Honório Fortes. Seu centro histórico é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional como patrimônio nacional desde 2009. 

9 Salvador (BA) – 1549

Salvador (BA) – 1549
Salvador (BA), fundada em 1549 (na imagem: Pelourinho)

A primeira capital do Brasil foi fundada em 1549 e ainda conserva a arquitetura colonial portuguesa que remete aos séculos XVII e XX. Construções como a Igreja e Convento de São Francisco, Igreja de Nosso Senhor do Bonfim e Farol da Barra, bem como casas coloridas são paradas obrigatórias de quem viaja por Salvador. Sem falar no Pelourinho, mais um dos Patrimônios Mundiais da Humanidade da UNESCO situados no Brasil, e a praia do Farol da Barra. 

10 São Paulo (SP) – 1554

São Paulo (SP) – 1554
São Paulo (SP), fundada em 1554

São Paulo é, hoje, uma das cidades mais importantes do Brasil e da América Latina. Fundada em 1554, nasceu a partir de um colégio de jesuítas criado para colonizar os índios da região. Além do colégio, o Pátio do Colégio, a Praça da Sé e os largos de São Bento e São Francisco compõem o Triângulo Histórico, região no centro da metrópole que abriga algumas relíquias históricas. 

11 São Cristóvão (SE) – 1590

São Cristóvão (SE) – 1590
Praça de São Francisco, em São Cristóvão, cidade fundada em 1590

São Cristóvão, em Sergipe, foi fundada em 1590 e se configurou como a capital do estado até 1855. A cidade fica nos arredores de Aracaju e, assim como outras dessa lista, preserva conjunto arquitetônico colonial em seu belo Centro Histórico. As construções têm influência espanhola e tem exemplares que deslumbram qualquer visitante. Um dos exemplos é a Praça de São Francisco que, também, foi tombada como Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 2010.

12 São Luís (MA) – 1612

São Luís (MA) – 1612
Centro histórico de São Luís, fundada em 1612

Diferente da maior parte do país, São Luís, capital do Maranhão, foi colonizada por franceses, quando navegadores de Cancale e Saint-Mailo se estabeleceram por ali no século XVII. A cidade que homenageia o Rei Luís XIII tinha, na época de sua fundação, economia baseada na plantação e exportação de cana-de-açúcar, cacau e tabaco. Seu preservado Centro Histórico mostra muito da herança dos portugueses e holandeses.

13 Paraty (SP) – 1667

Paraty (SP) – 1667
Paraty (SP), fundada em 1667

A charmosa Paraty nasceu em 1667 nos arredores da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios. Na época, desempenhou papel econômico importante no país, em virtude das atividades em engenhos de cana-de-açúcar. Ruas de pedras irregulares e casario colonial compõem o Centro Histórico que fica ainda mais belo quando dele observamos os passeios de barco pelo mar. Vale lembrar que a cidade sedia a FLIP, evento literário mais importante do Brasil.

14 Penedo (AL) – 1636

Penedo (AL) – 1636
Penedo (AL), fundada em 1636

Penedo foi o primeiro povoado de Alagoas, às margens do Rio São Francisco, e desde já encantava os exploradores europeus. Em pouco tempo, tornou-se importante polo de comércio que, naquela época, seguia a moda europeia. Seu Centro Histórico mostra as raízes da região através do conjunto arquitetônico significativo, cheio de museus e igrejas. Por estar no belo litoral alagoano, Penedo tem, como uma de suas atrações, o passeio de barco até a foz do Rio São Francisco.

15 Alcântara (MA) – 1648

Alcântara (MA) – 1648
Praça da Matriz em Alcântara (MA), fundada em 1648

Alcântara, a “cidade que parou no tempo”, viveu seu apogeu no século XVIII, graças à cana-de-açúcar e algodão. Boa parte das construções coloniais se encontram bem preservadas, o que permite ter uma ideia da riqueza dos barões. Outras estão em ruínas, como a Igreja de São Matias.

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Especial: Viagem com segurança durante a pandemia