Você sabe quanto ganha um designer de interiores nos Estados Unidos?

O profissional responsável pela funcionalidade de espaços internos tem boa remuneração no país, além de excelentes referências na área.

A decoração ou organização de um espaço, independente do seu tamanho, não é tarefa fácil. Criar uma aparência coesa e funcional que, acima de tudo, representa a identidade da pessoa pode ser bastante complicado. É aí que entra o designer de interiores, profissional que traduz seus gostos e ideias para criar um projeto funcional. No Brasil, a profissão atinge patamares cada vez mais elevados, o que reflete em boas remunerações. E no exterior, como é a realidade? Quanto ganha um designer de interiores nos Estados Unidos

O designer de interiores reorganiza peças existentes, projeta o interior de uma casa ou adquire móveis e decorações incríveis. E engana-se quem pensa que a profissão surgiu agora! Os primeiros relatos de projetos relacionados ao design de interiores datam de 1000 a.C., quando os egípcios construíam casas de barro e preenchiam seus espaços com móveis de madeira, tapetes de palha ou tecidos de pele. Ainda, transformavam as paredes em verdadeiros murais, retratando nelas seus costumes e gostos pessoais.

Pois é, uma carreira tão antiga merece, de fato, muita valorização! O designer de interiores tem ocupado posições importantes em projetos arquitetônicos, trazendo soluções para diversos problemas, desde a iluminação até posição do mobiliário. Nos Estados Unidos, assim como no Brasil, existem empresas renomada e profissionais referência na área. Confira quanto ganha um designer de interiores nos Estados Unidos e descubra os melhores lugares para trabalhar.   

O que faz um designer de interiores?

O designer de interiores é o profissional que planeja, idealiza e realiza projetos de espaços, focando na funcionalidade e qualidade de vida. Para isso, deve reunir o bom senso dos decoradores, conhecimento de engenheiros e arquitetos e o olhar técnico-científico e artístico do designer. Assim, pode recrutar profissionais de outras áreas para realizar seu projeto com perfeição, como arquitetos e designers de edifícios, empreiteiros, construtores de casas e fotógrafos. 

Entre as habilidades exigidas de um bom designer, estão:

  • Bom raciocínio lógico
  • Facilidade em recriar os ambientes da casa
  • Organização
  • Ter gosto por desenho
  • Interesse por arquitetura, paisagismo e iluminação
  • Valorizar cores e combinações

As áreas de atuação de um designer de interiores são muitas, o que inclui criação de móveis, trabalhos com paisagismo, além de inserir sustentabilidade em projetos de design. Essa, inclusive, é uma área em ascensão, possibilitando que o designer reutilize móveis e artigos, através de processos ambientais. 

E como são as oportunidades de trabalho na área nos Estados Unidos? De acordo com o US Bureau of Labor Statistics, a área deve ter crescimento de 4% até 2028. 

De acordo com o US Bureau of Labor Statistics, a área deve ter crescimento de 4% até 2028.

A taxa se deve à necessidade dos designers para responder às expectativas dos consumidores para que suas residências e escritórios atendam a condições específicas, sustentabilidade e acessibilidade. Mas, para trabalhar na área, é bom destacar a necessidade do diploma de bacharel com foco em design de interiores.

Empresas e designers de interiores referência nos Estados Unidos

Assim como no Brasil, algumas empresas acabam sendo o destino dos sonhos de quem trabalha na área do design de interiores. As mais indicadas, segundo o site Dexigner.com, são: 

Quanto ganha um designer de interiores nos Estados Unidos?

O salário médio anual para designers de interiores é de U$ 56.040, podendo variar de U$ 28.969 para iniciantes, chegando a U$ 91.867 no topo de carreira. Além da experiência e setor de trabalho, o estado de residência também pode influenciar na variação de salário. A região que melhor paga um designer de interiores é o Distrito de Columbia (onde fica a capital do país), com remuneração média anual de U$ 73.010.

Em seguida, estão Rhode Island e Alaska, com média salarial anual de U$ 70.010 e U$ 71.410, respectivamente. Na outra ponta, estão regiões nas quais o designer de interiores têm os piores salários nos Estados Unidos. As três últimas colocações, de acordo com o Career Explorer, são West Virginia (U$ 44.010 anuais), Indiana (U$ 41.243 anuais) e Louisiana (U$ 37.630 anuais).     

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Especial: Viagem com segurança durante a pandemia