Você sabe quais são as bebidas mais caras do mundo?

Aficionados e colecionadores investem milhares em uma simples garrafa de champanhe.

- Tempo de leitura: 6 minutos -

Você já se pegou escolhendo o vinho ou a cerveja do final de semana pelo preço? Bom, a grande maioria das pessoas faz isso, mas, há quem se permita pagar caro por uma simples garrafa de champagne. E quando falamos caro, é realmente uma cifra alta! Falando nisso, você sabe quais são as bebidas mais caras do mundo?

A verdade é que pagar caro, muito caro por uma bebida é mais comum do que imaginamos. O mundo está cheio de pessoas que não se importam em investir nas chamadas bebidas de grife. Por isso, marcas como Boston Beer, Constellation Brands, Anheuser-Busch InBev, Diageo, Brown-Forman e Chandon prezam pelo segmento das bebidas de luxo. 

O segmento-alvo dessas empresas são magnatas, bilionários, celebridades e entusiastas de todo o mundo. São clientes que consideram pagar milhares de dólares naquela garrafa de espumante um investimento de experiência. 

Para te trazer um pouco desse estilo de vida aparentemente surreal, trouxemos uma lista com algumas das bebidas mais caras do mundo. 

As bebidas mais caras do mundo

Isabella Islay Whiskey

Quanto: US$ 6,2 milhões

As bebidas mais caras do mundo: Isabella Islay Whiskey
Isabella Islay Whiskey

O Isabella Islay, do Reino Unido, talvez seja o uísque mais caro do planeta Terra. Trata-se da combinação perfeita de uísque sofisticado, diamantes e ouro incrustado pelos joalheiros de primeira linha de Londres. Na verdade, são 8.500 diamantes, 300 rubis e duas barras de ouro branco cobrindo o decantador de cristal de uma maneira puramente artesanal. 

A garrafa elegante, o barril exclusivo e o aroma mágico do uísque impulsionaram o Isabella Islay Whiskey ao preço de US$ 6,2 milhões.

The Eye of the Dragon Vodka

Quanto: US$ 5,5 milhões

As bebidas mais caras do mundo: Vodka The Eye of the Dragon
Vodka The Eye of the Dragon

A luxuosa vodka “The Eye of the Dragon” é produzida pela Scarselli Diamonds NY, nos EUA, e vendida ao colossal preço de US$ 5,5 milhões. A garrafa de seis litros é envolta em ouro de dois e diamantes de cinquenta quilates. Para se ter uma ideia, cada pedra de diamante revestido custa mais de US$ 4,6 milhões. 

Billionaire Vodka

Quanto: US$ 3,7 milhões

As bebidas mais caras do mundo: Billionaire Vodka
Billionaire Vodka

Com design de Leon Verres, a Billionaire Vodka é produzida artesanalmente com uma receita russa ultra secreta. Por isso, é feita somente em lotes exclusivos, garantindo a exclusividade. A garrafa coberta por cristais e cerca de 3 mil diamantes tem capacidade para cinco litros da bebida. 

A vodka, aliás, entra no rol de produções requintadas de Verres, responsável pelo design das conhecidas Le Billionaire Champagne e Million Dollar Champagne. A Billionaire Vodka custa, nada menos, que US$ 3,7 milhões.  

Tequila Ley 925

Quanto: US$ 3,5 milhões

As bebidas mais caras do mundo: Tequila Ley 925 
Tequila Ley 925

Listada pelo Guinness Book of World Records como a garrafa mais cara já colocada à venda no mundo, a Tequila Ley 925 é destilada pela Hacienda La Capilla, com percentual alcoólico de 46%. 

A garrafa tem dois quilos de platina e 4.100 diamantes brancos que, segundo a lenda, melhoram o sabor da bebida. 

Do projeto da garrafa à conclusão, foram dez meses de trabalho envolvendo 17 artesãos e artistas mexicanos, sendo três ceramistas, dez joalheiros e quatro montadores de diamantes. O processo de envelhecimento da tequila foi feito em barris de carvalho branco de três, seis e nove anos. 

A curiosidade é que a garrafa ainda não foi vendida então, quando o for, pode custar muito mais ou menos! Resta esperar! 

Henri IV Dudognon Heritage Cognac Grande Champagne

Quanto: US$ 2 milhões

As bebidas mais caras do mundo: Henri IV Dudognon Champagne
Henri IV Dudognon Champagne

O próprio nome revela a herança por trás do preço surreal da garrafa de Henri IV Dudognon Champagne. O conhaque foi criado em 1776 e mantido em barris por um século antes de ser lançado. O líquido é engarrafado em ouro de 24 quilates, platina e cristal decorado com diamantes, com design assinado pelo renomado joalheiro José Davalos. 

O percentual de álcool gira em torno de 41%, comprovado pelo rei que ganhou a garrafa de presente. E aí, ainda pensa que vale a bagatela de US$ 2 milhões?

Russo-Baltique Vodka

Quanto: US$ 1,35 milhão 

As bebidas mais caras do mundo: Russo-Baltique Vodka 
Russo-Baltique Vodka

Parece que as pessoas gostam mesmo de uma vodka milionária! A próxima da lista é a Russo-Baltique. Custando US$ 1,35 milhão, a garrafa traz um produto exclusivo  destinado a um público muito específico. 

Para começar, o design é feito de forma a parecer com um automóvel antigo. A tampa é produzida em ouro puro e diamantes incrustados. 

Pelo preço, obviamente a vodka tem, como público alvo, os bilionários e oligarcas russos. Por isso, dificilmente haverá a veiculação de algum comercial da bebida no rádio, televisão ou internet. 

Diva Vodka

Quanto: US$ 1 milhão 

As bebidas mais caras do mundo: Diva Vodka 
Diva Vodka

Esqueça aquela vodka que você tomava na faculdade! A proposta da Vodka Diva é diferente de tudo que já viu! Originária da Escócia, a bebida é a única vodka filtrada pela areia de pedras preciosas após passar pela filtragem tradicional. Na verdade, são três processos de filtragem. 

O primeiro é a filtragem refinada para, depois, passar pela filtração de gelo e carvão nórdico. Por fim, a bebida é filtrada pelos pedaços de pedras preciosas, como diamantes. 

A vodka é envasada em garrafa cujo interior tem um tubo de vidro cravejado de cristais Swarovski que podem ser removidos pelo degustador. 

Ah, você até vai encontrar a bebida por valores bem mais “acessíveis”, mas o “módico” preço de US$ 1 milhão também pode ser maior, pois o comprador pode escolher quais e quantas pedras preciosas serão usadas para ornamentar a vodka. 

Mendis Coconut Brandy

Quanto: US$ 1 milhão

As bebidas mais caras do mundo: Mendis Coconut Brandy
Mendis Coconut Brandy

Já percebeu como o coco sempre vai bem com bebidas? Pois, o Mendis Coconut Brandy foi além e criou um conhaque feito inteiramente da fruta, envelhecido por dois anos dentro do barril de madeira Hamilla. Cada garrafa é numerada e assinada pelo fundador da Casa de Mendis, W.M Mendis. 

Sabe o que mais? Quem compra tem direito a uma viagem de luxo e segurança pessoal para saborear a bebida. Sendo assim, as garrafas têm produção exclusiva e limitada. 

1945 Romanee-Conti Wine

Quanto: US$ 558.000

As bebidas mais caras do mundo: 1945 Romanee-Conti Wine
1945 Romanee-Conti Wine

A Romanee-Conti é a marca rainha dos vinhos colecionáveis ​​e 1945 é considerada sua safra mais premiada. Com apenas 600 garrafas produzidas naquele ano, trata-se da última leva antes que as vinhas fossem substituídas. 

A bebida é proveniente da tranquila Vosne-Romanée, cidade famosa pelos grandiosos vinhedos. Além disso, foi imaculadamente armazenada por mais de 75 anos.

Macallan Lalique Scotch

Quanto: US$ 464.000

As bebidas mais caras do mundo: Macallan 64 Year Old in Lalique
Macallan 64 Year Old in Lalique

Mais um exemplar da Macallan, o Lalique Scotch 64 anos foi envelhecido em barris de carvalho espanhol temperados com xerez. A garrafa é feita de cristal e chega ao preço de US$ 464.000. Surpreendentemente, todo o lucro da venda é destinado a ações para fornecimento de água potável. Cada uma é feita com cristal puro cortado à mão, pesando 25 libras. 

Dalmore 62

Quanto: US$ 215.000

As bebidas mais caras do mundo: Dalmore 62
Dalmore 62

A Dalmore 62 é uma bebida de Cingapura com apenas 12 garrafas lançadas em todo o mundo. Com preços compatíveis ao de um Porsche e troco para férias nas Maldivas, carrega um certo mistério, pois ninguém sabe de onde vem seu nome ou o processo que a faz ser tão cara. A última garrafa vista em público foi comprada no aeroporto de Cingapura. 

Penfold Ampoule

Quanto: US$ 168.000

As bebidas mais caras do mundo: Penfold Ampoule
Penfold Ampoule

Lançado em Moscou em 2012, o Penfold Ampoule é um vinho edição especial. Na sua composição possui uvas Cabernet Sauvignon 2 do vinhedo Kalimna, em Barossa Valley, na Austrália. A bagatela de US$ 168.000 corresponde a 750mL da bebida.


Já cansou de tanto luxo com as bebidas mais caras do mundo? Espera só até ver o luxo oferecido pelos 17 hotéis mais caros do mundo. Nem precisa ir tão longe! Continue viajando conosco e veja a ostentação dos 14 hotéis mais caros e luxuosos do Brasil

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.