Seis doces típicos da Amazônia de dar água na boca

Tão rica quanto a natureza abundante da região, a culinária amazônica tem sabores únicos, característica que se estende para as sobremesas.

“Sirva fervendo, pelando, o caldo de tucupi. […] Quem beber mais de 3 cuias, bebe fogo de velório. Se você gostar me espere, na esquina do purgatório”. O poeta manauara Luiz Bacellar achou um meio lírico e bem humorado de ensinar uma das receitas mais famosas da região. Nos versos, destaca o exotismo dos ingredientes do caldo de tucupi, algo bem presente nos demais pratos amazônicos. A culinária é tão rica quanto a natureza abundante e os sabores únicos se repetem em deliciosos seis doces típicos da Amazônia.

A Amazônia tem impressionantes 5.500.000 km² de extensão e, só no Brasil, ocupa 60% do território, especialmente na região Norte. Cortada por milhares de rios caudalosos, entre eles o majestoso Rio Amazonas, a floresta densa oferece ingredientes únicos, a maior parte deles batizada com nomes indígenas que são verdadeiros convites para uma aventura gastronômica. O sabor agridoce da mousse de cupuaçu se junta ao já conhecido açaí para compor uma doçaria que tão anestesiante quanto o tucupi e o jambu. 

Viajar pela Amazônia é, indiscutivelmente, uma experiência de mudar as perspectivas de vida por diversos aspectos, principalmente os culturais. A gastronomia, com suas iguarias, leva a um mundo de sabores e aromas intensos, obviamente presentes na confeitaria. Confira, a seguir, seis doces típicos da Amazônia de dar água na boca e vontade de fazer, agora, suas malas para a próxima viagem. 

Sobremesas típicas da Amazônia

1 Mousse de cupuaçu

Mousse de cupuaçu
Mousse de cupuaçu

Fruto abundante na Floresta Amazônica, o cupuaçu é azedinho e perfumado. Muito encontrado no Amapá e Pará, tem sabor delicioso e, por isso, está presente em inúmeras receitas, como sucos, bombons, balas e outras sobremesas. Uma delas é o mousse de cupuaçu, oferecido na maioria dos restaurantes da região. Fácil de fazer, sua receita leva ainda leite condensado e creme de leite, conferindo o sabor agridoce. 

2 Sorvete de tucumã

Sorvete de tucumã
Sorvete de tucumã

A região amazônica está localizada próximo à linha do Equador, ou seja, o clima é bem quente. Para encarar o calor, nada melhor que o sorvete de tucumã, sobremesa fácil de ser encontrada em Manaus, Belém e cidades vizinhas. O saboroso fruto também é base para outras receitas, como o X-caboclinho e tapioca. Mas, além dele, há outros sabores regionais de sorvete que deixam qualquer um indeciso – bacuri, cajá, taperebá, açaí, castanha… Vai ficar difícil de escolher, hein?

3 Tapioca

Tapioca
Tapioca de castanha com recheio de banana

A tapioca é um prato típico nordestino que, também, é muito consumido na Região Norte para o café da manhã ou lanche da tarde. É claro que, por lá, foram criadas as versões regionais com ingredientes típicos. É o caso da tapioca de castanha com recheio de banana. Uma delícia! 

4 Balas de castanha e cupuaçu

Balas de castanha e cupuaçu
Bala de castanha e cupuaçu

Quem estiver de passeio por Manaus, com certeza, não pode deixar o Mercado Municipal fora do roteiro! Entre os itens encontrados nos inúmeros boxes, estão as balas de castanha e cupuaçu. As guloseimas são também excelentes opções de lembrancinhas, pois uma caixinha com 50 unidades normalmente é bem barata. O caramelo recheado tem sabor de Amazônia e agrada qualquer um. 

5 Açaí na tigela

Açaí na tigela
Açaí na tigela com granola

O açaí na tigela ganhou fama Brasil afora, cruzou fronteiras e chegou a outros países. Saboroso e saudável, o fruto originário da Amazônia é servido tanto como sobremesa quanto como acompanhamento de pratos salgados. Na versão doce, pode vir com banana e guaraná, dando “aquela” energia. 

6 Bolo de macaxeira

Bolo de macaxeira
Bolo de macaxeira

A macaxeira é motivo de delicioso conflito pelo país devido aos variados nomes que a raiz recebe. Mas, o bolo de macaxeira, típico da culinária amazonense e também conhecido como bolo de mandioca ou de aipim cremoso funciona como uma bandeira branca! Basta servir uma porção dele com um cafezinho e não tem discussão que resista!

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Especial: Viagem com segurança durante a pandemia