14 Danças típicas da Espanha: Estilos, História e Costumes

Conheça 14 danças típicas espanholas que vão além do flamenco, além das regras, história e a relação existente com os costumes do país.

0

A Espanha é um país que encanta por suas belas paisagens, gastronomia e povo hospitaleiro. Mas, existe outro traço cultural que chama a atenção do mundo: as danças típicas espanholas! Muito além do flamenco, todos os estilos carregam regras e refletem parte da história e costumes do país. Conheça, a seguir, 14 danças típicas da Espanha e, quem sabe, não se matricula logo em uma escola especializada! 

Todo mundo sabe que dançar faz muito bem para o corpo e mente, benefícios potencializados quando se estuda a história por trás de cada ritmo. No caso das danças típicas espanholas, o praticante ainda ganha com a melhora da postura e consciência corporal, pois o impacto de determinados passos são altamente positivos para o corpo, especialmente a coluna vertebral. 

Regras e benefícios da dança espanhola

Antes de conhecermos os ritmos típicos da Espanha, é interessante compreender os benefícios que a dança traz para quem pratica. Fisioterapeutas destacam que danças típicas espanholas, como o flamenco, corrigem problemas posturais ao fortalecer a musculatura estática (tônica ou antigravitacional). Ela é a grande responsável pela manutenção de nossa postura no dia a dia e, também, a mais profunda do corpo humano. 

Como esta musculatura está em toda a coluna vertebral, um desequilíbrio pode gerar desvios, dores e condições patológicas mais graves, como a hérnia de disco. A dança, quando analisada em sua conjuntura, mantém a postura da extensão do corpo, retrusão e depressão dos ombros, além do alongamento do pescoço, encaixe da lombar e depressão das escápulas. 

Traduzindo: a tensão e fortalecimento de toda  a musculatura da coluna vertebral corrigem problemas posturais. 

Danças típicas da Espanha

1 Flamenco

De longe, o Flamenco é uma das danças típicas espanholas mais conhecidas e tem suas raízes na dança litúrgica praticada no século XV. De origem cigana das regiões da Andaluzia, originalmente, consistia no canto sem acompanhamento. Depois, passou a ser acompanhado de violão, palmas, sapateado e baile. 

Caracterizada pelas dançarinas de vestido vermelho cheio de rendas e camadas, a dança envolve passos rápidos a partir de pisadas combinadas a movimentos de braços, cabeça e a parte superior do corpo. Foi reconhecida como parte das Obras Primas do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela UNESCO. 

2 Castanholas

Também muito conhecida, essa dança se refere tanto ao estilo quanto ao instrumento de percussão usado para dar ritmo à performance. Muito parecido com a dança flamenca, este ritmo envolve tronco, pés, cabeça e mãos que tocam as castanholas conforme a música. O instrumento é feito de marfim, plástico ou madeira cuja batida soa como címbalos nas mãos de quem dança. 

3 Bolero

Ritmo comum nas academias e salões brasileiros, o bolero era uma forma de entretenimento das multidões que assistiam às touradas. Por isso, era muito praticada na região de Sevilla. Mas, vale lembrar que o bolero também tem fortes raízes cubanas e outros países hispano-americanos. 

Porém, diz-se que o bolero espanhol surgiu na Espanha no século XVIII a partir da fusão de duas danças existentes, a Sevillana e a contradanza. O ritmo traz movimentos fluidos com voltas inesperadas, pausas rápidas e metódicas, excelente para casais que querem afinar a sintonia. 

4 Fandango

Muito parecido com o bolero, é um ritmo acelerado de dança geralmente praticado por casais. É tradicionalmente acompanhado por palmas e castanholas, além de violão, transformando a dança em performance alegre e festiva. 

5 Muiñeira

Dança encontrada na região noroeste da Galícia, a muiñeira tem influências celtas, o que pode ser visto pelo uso de uma gaita típica desta cultura. Existem variações regionais de muiñeira, como muiñeira de Chantada .

6 Zambra

Tipo de flamenco nascido na cidade andaluza de Granada, deve ser dançado descalço. Historicamente executado em casamentos, este ritmo guarda semelhanças com a dança do ventre árabe, na qual a dançarina pode revelar o ventre ao amarrar a blusa sob o peito.

7 Dança clássica espanhola

Inspirado no balé clássico nascido na Itália, este ritmo mistura a modalidade aos elementos da música flamenca. O resultado é uma dança com estrutura e linhas corporais rapidamente adotada pelos bailarinos espanhóis. 

8 Zarzuela

Performance clássica que mistura música e dança lírica, tem suas origens no século XVII, sendo popularizada no século XIX graças a Francisco Barbieri e ao Teatro Zarzuela em Madri. Viveu um período de ostracismo durante a Guerra Civil Espanhola, mas renasceu durante os anos 1950 e 60. 

9 Pasodoble

Dança espanhola surgida no século XVI, consiste de uma marcha de compasso e tempo allegro moderato usada na infantaria espanhola. Em outras palavras, baseada no ritmo e movimento de uma tourada.  Pode ser vista tanto em desfiles militares quanto touradas e foi popularizada a partir da década de 20, com traços semelhantes ao one step. Normalmente, é praticada em pares, sendo o homem o “matador” ou toureiro. 

10 Sevillana

Dança folclórica originada em Sevilla e menos formal que outros ritmos, como o flamenco. Por ser menos exigente do ponto de vista físico, pode ser praticada por pessoas de todas as idades e gêneros, por isso, acabou se popularizando em festivais. 

11 Jota

Ritmo que tem variações conforme a região onde é praticado, de modo que cada um reflete a cultura e história locais. A jota aragonesa é uma das mais conhecidas, com sua história que remonta ao século XVIII. A dança é particularmente complexa e envolve movimentos rápidos dos pés e pequenos saltos. 

12 Dança cigana

A dança cigana é caracterizada pelas demonstrações de poesia, amor, felicidade e alegria, usando ritmos e sons tradicionais de instrumentos como guitarra, violão, violino e percussão. 

13 Sardana

As origens dessa dança são um tanto quanto nebulosas. Enquanto alguns consideram seu nascimento na Roma Antiga, muitos acreditam que a sardana foi difundida nas regiões catalãs de Empordà, Roselló e Garrotxa no século XIX. 

Dança de grupo popular praticada em celebrações, tem a participação de homens e mulheres dispostos em círculos, alternando-se ao darem as mãos e dançando ao ritmo da cobla, um tipo de banda ao vivo. 

14 Cachucha

De fato, esta dança tem suas origens em Cuba, mas era dançada especialmente na Andaluzia, relacionada ao fandango. Um ritmo sapateado de compasso ternário, tem o mesmo nome da música que o acompanha. Normalmente, é dançada por uma mulher ao som de castanholas, começando lentamente até ir se acelerando em volteios mais vivos. 

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.