Custo de vida em Israel, a Terra Santa de culturas e costumes

O país viveu anos de conflito e, hoje, é considerado um país relativamente seguro

- Tempo de leitura: 4 minutos -

Israel, a Terra Santa que já motivou cruzadas e conflitos intermináveis, é também um estado relativamente jovem e multicultural. Criado em 1948 para os judeus, foi palco de disputas e guerras pelo território. Passados os anos de conflitos, o país hoje é considerado seguro e atrai moradores do mundo todo. Por isso, saiba agora qual é o custo de vida em Israel

Sem dúvida, o país é o símbolo do cristianismo, uma vez que suas cidades são marcadas por passagens bíblicas. Jerusalém, por exemplo, foi onde Jesus pregou e foi crucificado, além do Monte das Oliveiras, Nazaré e Belém, com a Igreja da Natividade. Por isso, é destino das caravanas que cruzam a Terra Santa. 

Porém, o país é também um destino turístico importante, fruto da relativa segurança (ainda que paire sempre uma certa tensão no ar). Além disso, há importantes universidades e empresas no país, razão pela qual gente do mundo inteiro se muda para lá. Mais um motivo para saber o custo de vida em Israel, a terra santa. 

Informações básicas

Israel fica no Oriente Médio e tem, como línguas oficiais, o árabe e hebraico. Entretanto, inglês e francês são amplamente falados. A moeda oficial é o shekel. Internamente, há movimentos para a criação de uma Palestina independente, o que pode dificultar um pouco a passagem pelas fronteiras. 

Custo de vida em Israel – análise geral

A análise do custo de vida em Israel não foge à regra aplicada para os demais países. Isso significa que os gastos vão depender do estilo de vida e da região onde a pessoa for morar. 

De modo geral, o custo de vida no país costuma ser mais alto que no Brasil, porém, há que se considerar o salário mínimo israelense. 

Atualmente, o salário mínimo em Israel é de 5.300 shekel (a moeda nacional), o equivalente a mais de R$ 9 mil. Porém, o salário médio pago no país é de 11 mil shekel, ou mais de R$ 18 mil. Ou seja, ainda que o custo de vida seja alto, os salários pagos também são mais elevados. Mas, é importante saber que Israel é o segundo país mais caro do Oriente Médio. 

Moradia em Israel

De longe, a maior despesa em Israel é com moradia. O aluguel de um apartamento com dois quartos, em Jerusalém, custa cerca de 4.020 shekel por mês, ou R$ 6.800, o que pode variar conforme a idade do edifício e o bairro. Em Tel-Aviv, os preços médios sobem para 5.677 shekel, por mês. Por outro lado, em Haifa, o valor cai para, em média 2.560 shekel. 

As taxas de condomínio podem beirar os 200 shekel por mês. Além do valor com aluguel, a pessoa ainda precisa pagar pela Arnona, o IPTU israelense, que é de 5.800 shekel por ano, em média. Quanto às despesas gerais, um casal pode gastar 75 shekel por mês e 140 shekel mensais com eletricidade. 

Transporte em Israel

Os custos com automóvel são mais altos, pois além do preço do veículo, o proprietário ainda precisa arcar com taxas de seguro obrigatório e teste anual. O transporte público funciona e a passagem avulsa sai a 5.90 shekel ou 213 shekel no passe mensal. Ainda há a opção do passe semestral. 

Saúde em Israel e outras despesas

Quanto à saúde, o sistema em Israel é uma parceria público-privada, ou seja, os serviços básicos são gratuitos, com taxas extras para aqueles não essenciais.

Por fim, o plano de celular pode custar cerca de 50 shekel por mês, dando direito à internet. A banda larga, por sua vez, custa cerca de 100 shekel. 

Custos com alimentação em Israel

Os custos de alimento variam em Israel, sendo os mais salgados para carnes, uma vez que elas são importadas de outros países, inclusive o Brasil. A média de valores praticados nos supermercados é: 

  • Frango (1kg): 20 shekel – R$ 33,00
  • Leite (1l): 5,5 shekel – R$ 9,00 
  • Açúcar (1kg): 5 shekel – R$ 8,00
  • Humus (1kg): 15 shekel – R$ 25,00 
  • Ovo (1 dúzia): 11 shekel – R$ 18,00 
  • Arroz (1kg): 10 shekel – R$ 16,00

Comer fora também não sai tão caro para os padrões israelenses. Um lanche simples, como um falafel com refrigerante, sai a 20 shekel por pessoa, enquanto uma refeição média em restaurante sai a 70 shekel por pessoa. Obviamente, há restaurantes mais caros ou mais baratos. 

O custo de vida em Israel não é barato, mesmo considerando os salários pagos no país. Porém, ganha-se com a inovação constante no país, além da alta qualidade de suas instituições educacionais. Confira, também, quanto custa viver em outros países igualmente vibrantes, como Marrocos e Tailândia

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->