13 comidas típicas da Islândia que contam muito sobre o país

A culinária islandesa reflete a história, cultura e hábitos do país, especialmente no que diz respeito à geografia.

- Tempo de leitura: 4 minutos -

Há quem diga que a comida é uma das melhores maneiras de vivenciar a cultura de um país. Bom, se isso é verdade, qualquer um vai se encantar pelas tradições islandesas! Famosa por sua natureza de contrastes e vulcões, a Islândia tem também uma saudável e deliciosa gastronomia. Sim, o país pode parecer exótico, mas as comidas típicas da Islândia são preparadas com peixe fresco e cordeiro alimentado com capim, isto é, ingredientes de alta qualidade.

A Islândia é cercada pelo oceano, portanto não é surpresa alguma que peixes e frutos do mar sejam base da sua culinária. Assim, a maior parte da comida tradicional islandesa gira em torno de peixes, além de laticínios, pão, batatas e cordeiro. 

Contudo, toda tradição tem sua origem e, com a gastronomia, não é diferente. No caso da Islândia, as raízes da culinária vêm da Escandinávia, após os nórdicos vikings se estabelecerem na ilha a partir do século IX.

Entretanto, limitações climáticas e relativo isolamento do mundo construíram uma cozinha simples e descomplicada sem, no entanto, perder elegância e naturalidade. Logo, nasceram pratos com nomes impronunciáveis para nós, convivendo harmoniosamente com a culinária internacional. 

De fato, existem alguns pratos que soam estranhos, mas o que é uma viagem sem uma experiência gastronômica? Para conhecer um pouco mais sobre a cultura do país, conheça comidas típicas da Islândia e tente não se apaixonar!

Comidas típicas da Islândia

1 Plokkfiskur

Plokkfiskur
Plokkfiskur

Plokkfiskur, que se traduz literalmente como “peixe depenado”, é um farto ensopado de peixe. Geralmente preparado com bacalhau, hadoque ou halibute, leva ainda batatas, cebolas, manteiga e leite. É servido com pão de centeio escuro e manteiga.

2 Hjónabandssæla

Hjónabandssæla
Hjónabandssæla

A Hjónabandssæla é uma deliciosa torta feita com geleia de ruibarbo, aveia e açúcar mascavo. O nome é traduzido por “bolo de casamento feliz” e, segundo a tradição, o bolo, assim como o casamento, fica melhor com o tempo.

3 Kjötsúpa

Kjötsúpa
Kjötsúpa

Uma sopa islandesa tradicional, a kjötsúpa é feita com pedaços de cordeiro e vegetais, como batatas e cenoura, além de alho-poró, cebola e ervas secas. A maioria dos islandeses come esta sopa durante os meses mais frios.

4 Skyr

Skyr
Bolo de skyr

O skyr islandês é bastante semelhante ao iogurte grego, contudo, com sabores diferentes, como mirtilo, morango, banana e baunilha. O iogurte é normalmente colocado sobre um biscoito que, então, dá origem ao bolo de skyr, um cheesecake com baixo teor de gordura coberto com mirtilos.

5 Rúgbrauð

Rúgbrauð
Rúgbrauð

O Rúgbrauð é um pão de centeio escuro com sabor doce e extremamente popular na Islândia. O pão é tradicionalmente assado em uma panela colocada na brasa e, em seguida, coberto durante a noite. 

Obviamente, no país das termas, também pode ser assado ao ser enterrado próximo a uma fonte termal. Porém, muda de nome, passando a ser chamado de ‘hverabrauð’. 

6 Kleinur

Kleinur
Kleinur

Kleinur são donuts islandeses geralmente fritos e aromatizados com cardamomo. Também há versões mergulhadas em chocolate.

7 Harðfiskur

Harðfiskur
Harðfiskur

Os longos invernos na Islândia fazem com que as pessoas precisem preservar muitos alimentos. Assim, o Harðfiskur é peixe salgado e seco, geralmente o bacalhau, servido com manteiga espalhada por cima. 

8 Pylsa

Pylsa
Pylsa

Os cachorros-quentes islandeses são geralmente feitos de uma mistura de carne bovina, cordeiro e porco. A cobertura leva cebolas fritas crocantes, mostarda marrom doce e remoulade cremosa.

9 Sopa de lagosta

Sopa de lagosta
Sopa de lagosta

Os frutos do mar são extremamente populares na Islândia, e um dos pratos principais é a sopa de lagosta. Cremoso e rico, é feito ao ferver as cascas do lagostim com pimentão, aipo e cebola e, em seguida, adicionar mais pedaços de lagosta e creme.

10 Pönnukökur

Pönnukökur
Pönnukökur

Pönnukökur são panquecas parecidas com crepe, tradicionalmente recheadas com morangos, chantilly e geleia. 

11 Hákarl

Hákarl
Hákarl

Hárkal, ou tubarão fermentado, é um prato tradicional que, de fato, só é consumido por turistas. O tubarão da região é venenoso quando fresco, por isso, deve ser enterrado em um buraco para fermentar antes do preparo. 

Antigamente, a carne de tubarão era enterrada na areia por três meses e, depois, pendurada por mais três para secar. Hoje, até 10kg de carne são cortados e colocados em caixas pelo período de seis a nove semanas para fermentar e, posteriormente, pendurados por mais três meses.

Muitos turistas dizem que é uma das piores coisas que já comeram, pois a carne tem gosto de amônia, segundo contam. 

12 Svið

Svið
Svið

O Svið é um prato feito com bochechas da cabeça de ovelha defumada. De acordo com os islandeses, é a melhor carne que você vai experimentar um dia. 

13 Hrútspungar

Hrútspungar
Hrútspungar

Se você achou a cabeça de ovelha diferente, espere pelo Hrútspungar. Como o próprio nome já diz (hehe…), são servidos testículos de ovinos preparados de maneiras diversas.

E aí, o que achou das comidas típicas da Islândia? É importante lembrar que a culinária de um país conta muito de sua cultura e história, por isso, abra sua mente e livre-se de preconceitos!   

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.