Chapada dos Veadeiros: Onde fica, Como e Quando ir para este paraíso do cerrado!

O parque é patrimônio natural da humanidade e abriga natureza exuberante com espécies animais, vegetais e nascentes.

- Tempo de leitura: 7 minutos -

Natureza exuberante, dezenas de cachoeiras, paredões rochosos de dar vertigem, trilhas e esoterismo. A Chapada dos Veadeiros, em pleno cerrado goiano, é um dos principais pontos turísticos do estado e atrai visitantes do Brasil e do mundo em busca do contato com as belezas naturais. O complexo contempla municípios diversos, como Alto Paraíso, São Jorge e Cavalcante, o que pode interferir em como ir para a Chapada dos Veadeiros

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros consiste em importante berço hidrográfico e reúne roteiros tão variados quanto o público que o frequenta. Por isso, o turista pode organizar uma viagem esotérica para contemplar o céu estrelado enquanto espera pela passagem de um OVNI. Este mesmo céu também é foco de cursos de fotografia ministrados por quem realmente entende do assunto (tem até fotógrafos da NASA!).

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros
Os cursos d’água e os paredões de pedra criam belos cenários no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

A Chapada também é o lar de comunidades quilombolas e rurais que resistem ao tempo, mantendo suas tradições. Ainda, é ponto de encontro dos ecoturistas e apaixonados por esportes de aventura, sempre de modo sustentável. O cerrado exuberante supera as queimadas frequentes em períodos de seca, ostenta paisagens majestosas que valem cada quilômetro de trilha percorrido. 

Sobre o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi criado em 1961 e protege uma área de 240.611 hectares do mais puro cerrado de altitude. O verdadeiro santuário abriga espécies animais e vegetais únicas, além de rochas datadas com mais de um bilhão de anos, centenas de cursos d’água e nascentes. Além disso, o parque preserva o espaço dos antigos garimpos em respeito à história local, já que era parte das rotas dos garimpeiros.

Paredões do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros
Paredões do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

São paisagens de rara e extrema beleza cujas feições vão mudando ao longo do ano. O Parque também se dedica à educação ambiental,  pesquisa científica e é aberto à visitação pública. As principais atividades praticadas são caminhadas e banhos de cachoeira. Situado entre os municípios de Alto Paraíso, Cavalcante, Teresina de Goiás, Nova Roma e São João d’Aliança, foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO, em 2001.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros: Placa
O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é um Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO desde o ano de 2001

O roteiro pela Chapada é eclético e agrada a todos os perfis. Quem gosta de tranquilidade pode passar dias observando os pássaros, meditando ou passando por sessões de massagem. Os mais radicais vão adorar as quedas d’água e paredões perfeitos para tirolesa e rapel. As cidades mais visitadas pelos turistas são Alto Paraíso e São Jorge, com seus centrinhos charmosos, além de Cavalcante e suas rotas ecoturísticas.

Trilhas do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros
O Parque conta com diversas trilhas para exploração da sua natureza intocada

A região ainda concentra cachoeiras de alturas variadas e o acesso até elas é feito por trilhas cuja extensão varia de 2km a 12km (ida e volta). Os níveis de dificuldade dependem do caminho – alguns são planos e bem sinalizados, enquanto outros são dispostos em trechos íngremes e acidentados. A fama esotérica é motivada por fatores distintos, entre eles, o Paralelo 14, linha imaginária que corta Alto Paraíso.

Cachoeira Saltos do Rio Preto, em Alto Paraíso de Goiás
Cachoeira Saltos do Rio Preto, em Alto Paraíso de Goiás

Mas, não é só isso! Alto Paraíso fica sobre uma placa gigante de quartzo o que, associado à passagem do paralelo, protegeria a região de desastres naturais, além de trazer boas vibrações. Basta caminhar pelas ruas de Alto Paraíso e perceber a influência que tudo isso tem na cidade, através das lojinhas de artesanato e o aspecto rústico das pousadas, bares e restaurantes.

Preços da entrada para o parque:

  • Visitantes Estrangeiros: R$ 34,00;
  • Visitantes Estrangeiros do Mercosul: R$ 26,00;
  • Visitantes Brasileiros: R$ 17,00;
  • Visitantes Moradores do Entorno: R$ 3,00.

Estão isentos:

  • visitante brasileiro ou ao estrangeiro que demonstre possuir residência permanente no Brasil com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos;
  • crianças com até 12 (doze) anos de idade incompletos desde que acompanhadas de um adulto;
  • estudantes e acompanhantes cujo estabelecimento de ensino regular agende previamente junto à administração das unidades de conservação a realização de atividades de educação ambiental;
  • populações tradicionais extrativistas beneficiárias da unidade de conservação;
  • colaboradores ou membros de instituições colaboradoras;
  • pesquisadores autorizados pelo Instituto Chico Mendes para realizar pesquisas na unidade de conservação;
  • servidores de órgãos públicos, desde que a serviço;
  • guias de turismo, devidamente regularizados pelo Ministério do Turismo, no exercício de suas atividades profissionais, e
  • condutores de visitantes cadastrados de acordo com os critérios estabelecidos pela chefia da unidade de conservação.

Onde fica a Chapada dos Veadeiros?

Mapa: Onde fica a Chapada dos Veadeiros
Mapa: Onde fica a Chapada dos Veadeiros

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros está situado no nordeste do estado de Goiás, entre os municípios de Alto Paraíso, Cavalcante, Teresina de Goiás, Nova Roma e São João d’Aliança. Mas, a entrada do parque mesmo fica no distrito de São Jorge, a 36 km de Alto Paraíso de Goiás. Já Alto Paraíso está a 400 km de Goiânia, capital goiana, e 230 km de Brasília

Como ir para a Chapada dos Veadeiros?

Não há aeroportos nas cidades que compõem o complexo, portanto, o ideal é chegar às capitais mais próximas. A rota para a Chapada dos Veadeiros é mais curta a partir de Brasília. Desde a capital federal, o motorista pega a BR-020 em direção à Formosa, já em Goiás e, no trevo, a BR-010, sentido Alto Paraíso. Ao cruzar a divisa do Distrito Federal com Goiás, a BR-010 passa a se chamar GO-118, portanto, é bom ficar atento.

Quando chegar à Alto Paraíso, virar no trevo à esquerda em direção a São Jorge e seguir pela GO-239 por mais 36 km. Saindo de Goiânia, são cerca de 5h de viagem pela BR-060 e BR-010. São Jorge fica bem pertinho da entrada do Parque, coisa de 1km. Por isso, dá para ir caminhando, de carro ou bicicleta. Quanto à estrada entre Alto Paraíso e São Jorge, são 22 km asfaltados e 14 km de terra.

Mas, se quiser sair de Alto Paraíso para Cavalcante, é necessário seguir 91 km pelas GO-118 e GO-241, ambas asfaltadas. Porém, as cachoeiras e mirantes do entorno são alcançáveis por estradas de terra. Se a opção for o ônibus, a Real Expresso faz rotas diárias entre Brasília e Alto Paraíso. São três horas de viagem com linhas saindo desde às 10h até 21h.

De Alto Paraíso a São Jorge, é necessário pegar o ônibus da viação Santo Antônio, mas os atrasos e alterações de horário são frequentes. Caso não esteja sozinho ou tope com grupos de turistas, vale a pena tentar rachar um táxi para garantir sua chegada a tempo.

Quando ir para a Chapada dos Veadeiros?

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros pode ser visitado durante o ano todo, mas algumas atividades são influenciadas pelo fluxo chuvoso. Normalmente, o período de seca vai de maio a outubro e as chuvas se estendem de novembro a abril. A melhor época para visitar a Chapada dos Veadeiros é entre abril e setembro, quando dá para visitar todas as atrações. Nos períodos de chuva, aumentam os riscos de tromba d’água. 

O que fazer na Chapada dos Veadeiros?

A Região Turística da Chapada dos Veadeiros, no nordeste de Goiás é formada por cinco municípios: Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante, Teresina de Goiás, Colinas do Sul e São João d’Aliança. Entre as principais atrações, temos:

  • Cachoeira do Label
  • Cataratas dos Couros, do Carrossel e a do Morro da Baleia
  • Trilhas da Janela e Abismo, e do Morro da Baleia
  • Tirolesa Voo do Gavião
Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.