Quanto ganha uma faxineira na Espanha?

O emprego de faxineira na Espanha é um dos mais procurados por imigrantes e pode render soldos estimáveis no final do mês.

Quanto ganha uma faxineira na Espanha? A pergunta é comum entre imigrantes que partem para o país sem uma oportunidade em área específica de graduação. A boa notícia é que, em janeiro de 2020, o governo espanhol divulgou o reajuste do salário mínimo para 950 euros por mês ou 31,66 euros por dia, considerando jornadas de 40h semanais. Mas, no que isso impacta no salário da faxineira no país? 

Analogamente ao salário mínimo, o soldo percebido pelas empleadas de hogar, como são chamadas na Espanha, também aumenta. Ainda que a funcionária não faça 40h semanais, o valor recebido, mesmo que proporcionalmente, deve respeitar o mínimo estipulado pelo governo espanhol. Contudo, como veremos adiante, o cálculo do salário pago ao empregado doméstico segue regras específicas. 

Aliás, diante do aumento de 5,5% no salário mínimo, foi determinado o aumento retroativo no salário da faxineira a partir de 1º de janeiro de 2020. Vejamos, então, como funciona o salário mínimo espanhol, quanto ganha uma faxineira na Espanha, bem como o cálculo do salário pago aos profissionais. 

O que é o salário mínimo interprofissional?

O salário mínimo na Espanha é chamado de salário mínimo interprofissional (SMI). Assim como no Brasil, é o valor mínimo da remuneração que um empregador é obrigado a pagar aos empregados durante um determinado período. Em 22 de janeiro de 2020, o Governo Espanhol deliberou sobre o aumento do SMI e, em 5 de fevereiro, o reajuste foi publicado oficialmente. 

O SMI, assim, foi fixado em 31,66 euros por dia ou 950 euros por mês para jornadas de trabalho de 40 horas semanais, o dia útil máximo legal no país. O Decreto também estabeleceu que a medida teria efeitos retroativos a 1 de janeiro de 2020. Vale lembrar que o reajuste faz parte de um pacote fixado em 2019, dividindo um aumento salarial de 22,3% divididos em prestações. 

Na prática, trata-se de uma notícia fantástica para o mercado de trabalho espanhol, ainda mais para quem sempre recebeu o salário mínimo. Só para ilustrar, o acréscimo significará mais 700 euros anuais, melhoria que, com certeza, terá impacto positivo no bolso das milhares de famílias trabalhadoras. Isso também impacta as faxineiras, ainda que não trabalhem 40 horas semanais. 

Quanto ganha uma faxineira na Espanha? 

A jornada de 40h semanais exige salário mínimo de 950 euros em 14 prestações ou 1.108,33 euros em 12 prestações, caso as duas prestações extraordinárias sejam rateadas ao longos dos 12 meses do ano. Anualmente, isso daria 13.300 euros. 

Para pessoas que trabalham meio período ou menos de 40 horas semanais, o salário é calculado com base na parcela proporcional. Por isso, a faxineira também tem seu salário ampliado com o reajuste. 

Veja como calcular:

➔ Cálculo do salário em 14 pagamentos – 30h semanais

(€ 950 x 30) / 40 = 712,50 euros bruto / mês em 14 pagamentos

 

➔ Cálculo do salário em 12 parcelas – 30h semanais

(€ 950 x 14) / 12 = € 1.108,33

(€ 1.108,33 x 30) / 40 = € 831,25 bruto / mês em 12 pagamentos

Ainda, foi publicada a tabela atualizada com o novo salário mínimo para as faxineiras que trabalham por hora. O valor foi fixado em 7,43 euros por hora trabalhada. O regime deve ser aplicado a trabalhadores domésticos ou cuidadores cujo vínculo empregatício não ultrapasse 120 dias. Não só os bônus, como também as férias estão incluídas no salário. Em suma, o SMI equivale a um salário anual de € 13.300.

Se os pagamentos extras forem rateados, ou seja, se forem recebidas 12 folhas de pagamento por ano, o salário mensal será de € 1.108,33. Se for definido um salário por dia, deve ser € 31,66. No entanto, o salário da faxineira na Espanha sempre pode ser aumentado por meio de um acordo individual. 

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.