Quanto ganha um soldador nos Estados Unidos?

O soldador é responsável por unir, reparar ou cortar peças de metal, atividade presente em diversas áreas da indústria.

Você sabe o que faz um soldador? Carreira de suma importância em várias áreas da indústria e construção, consiste em unir peças de metal por calor aplicado, focando em uma área específica. Ainda que pareça simples, o trabalho requer conhecimento de química e metalurgia. Tendo em vista a importância e especificidade do trabalho, como é a remuneração por aqui e em outros países? Quanto ganha um soldador nos Estados Unidos e no Brasil, para efeitos de comparação?  

Em suma, o soldador é responsável por unir materiais, geralmente metais ou termoplásticos, usando técnicas de aquecimento, pressão ou ambas. Para isso, utiliza processos de soldagem para criar o que chamamos de “solda”. 

A fim de executar sua função, o soldador profissional tem, à sua disposição, instrumentos básicos como tocha, máquina de soldagem,  gases de proteção e, claro, indispensáveis equipamentos de proteção individual, os EPI ‘s. 

No Brasil, o salário médio de um soldador iniciante passa pelos R$ 1.800,00, chegando a R$ 3 mil ao mês. Contudo, mediante experiência adquirida e cursos técnicos, a remuneração facilmente alcança R$ 4 mil. Nos Estados Unidos, a realidade do soldador é um pouco melhor, assim como as oportunidades de trabalho. Por isso, vejamos quanto ganha um soldador nos Estados Unidos e como está o mercado por lá. 

Trabalho de soldador nos Estados Unidos

A Fox News noticiou, em fevereiro de 2020,  a previsão de escassez superior a 375.000 soldadores para atender à demanda em até três anos. Talvez, isso se dê por causa de motivos diversos, como aposentadorias, busca por salários mais altos e, até mesmo, a visão negativa que se tem pelo trabalho. Ainda, os jovens têm buscado mais as universidades do que escolas profissionalizantes. 

Apesar da escassez de profissionais, a demanda na área segue crescendo, de forma que o mercado deve crescer até 3% até 2029. Neste cenário, o soldador pode trabalhar tanto em ambientes internos, como indústrias e refinarias, quanto externos, a exemplo da construção civil. Afinal, a infraestrutura sempre exigirá a experiência de soldadores para ajudar a reconstruir pontes, rodovias e edifícios.

E como ser um soldador nos Estados Unidos?

Basicamente, o trabalho exige diploma de ensino médio ou equivalente, no entanto, o estudo deve ser combinado com treinamento técnico e prático. Os soldadores precisam estar muito atentos aos procedimentos e protocolos de segurança. Ademais, as ferramentas usadas diariamente podem ser muito perigosas, bem como os vários procedimentos envolvidos.

Assim sendo, é imprescindível que o soldador busque o máximo de especialização possível, até para conseguir mais espaço no mercado de trabalho. Alguns deles, inclusive, são treinados e especializados em trabalhar debaixo d’água.  

Quanto ganha o soldador nos Estados Unidos?

O salário médio anual para soldadores nos EUA é de US$ 42.490, o equivalente a US$ 3.540 mensais. Os cargos de nível iniciante começam com a remuneração mensal no valor de US$ 1.868,75 enquanto trabalhadores mais experientes chegam a US$ 4.703,58. A maioria dos profissionais trabalha em tempo integral e horas extras são comuns.

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.