Quanto ganha um embaixador do Brasil nos Estados Unidos?

O diplomata deve zelar pelas relações exteriores, prezando pela relação amistosa entre os dois países.

- Tempo de leitura: 3 minutos -

A carreira diplomática é uma das mais visadas pelos concurseiros de plantão e, nela, se destaca o cargo de embaixador. Porém, mais do que o prestígio, há que se pensar na importância do embaixador nas relações exteriores, principalmente em nações com as quais o Brasil tem posicionamento estratégico. É o caso, por exemplo, dos Estados Unidos.

Assim, quanto ganha um embaixador do Brasil nos Estados Unidos e como ser um? 

Reportagem do portal de notícias G1 explicou, em 2019, porque a Embaixada Brasileira nos Estados Unidos é tão estratégica. Além da longa tradição diplomática entre os dois países, que vem desde 1824, estão a enorme comunidade brasileira nos Estados Unidos, o grande poderio econômico e militar, bem como a própria influência norte-americana no mundo. Diante de tantos aspectos, é natural que a escolha do embaixador tenha altos requisitos. 

Naturalmente, o embaixador, seja nos Estados Unidos, seja em qualquer outro país, demanda anos de estudo e preparo, além da articulação política internacional. Consequentemente, a remuneração corresponde ao investimento, razão pela qual o cargo desponta na lista de interesses dos estudantes. Se você se encaixa neste perfil, confira quanto ganha um embaixador do Brasil nos EUA. 

O que faz o embaixador do Brasil nos Estados Unidos?

O embaixador é a principal autoridade do Brasil no país em que atua, sendo subordinado ao Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty. Enquanto Chefe de Missão Diplomática Permanente, o diplomata deve nos representar no exterior, além de aprimorar e manter as relações entre as duas nações. Entre as funções atribuídas ao embaixador, estão: 

  • acompanhar a conjuntura política, social e econômica do país, estabelecendo laços;
  • promover interesses do Brasil com o país;
  • manter o patrimônio nacional no exterior;
  • divulgar a cultura nacional.

O mandato do embaixador dura até cinco anos, após o qual pode voltar ao Brasil ou, também, ser demandado em outro país. Contudo, a média de permanência nos países é de dois a três anos. De acordo com o Itamaraty, é incentivado um rodízio de modo que o embaixador fique, no máximo, 10 anos seguidos no exterior.

Como ser embaixador do Brasil nos Estados Unidos? – Requisitos

A carreira de embaixador demanda, inicialmente, longa experiência como diplomata. A nomeação do embaixador obedece o que manda a Lei 11.440 de 2006, cujo texto lista os seguintes requisitos

  • O nome deve ser escolhido dentre os Ministros de Primeira Classe ou, excepcionalmente, Ministros de Segunda Classe, os cargos mais altos da diplomacia brasileira;
  • Em casos excepcionais, qualquer brasileiro nato maior de 35 anos que seja de reconhecido mérito e com relevantes serviços prestados ao país pode ser nomeado embaixador.

Geralmente, são nomeados diplomatas com mais de 20 anos de carreira no Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores) e, pelo menos, 10 anos de atuação no exterior. 

E, como ser um diplomata?

Primeiro, é necessário ser aprovado no concurso promovido anualmente pelo Instituto Rio Branco. Para concorrer, o candidato deve ter ensino superior, ser maior de 18 anos, brasileiro nato, entre outras demandas. 

A prova é composta por três etapas, sendo elas a objetiva e duas escritas. Nelas, são abordados conhecimentos em línguas portuguesa e inglesa, política internacional, história do Brasil, noções de Economia e Direito, entre outros. Em seguida, os aprovados no concorrido certame passam por intensa formação diplomática em Brasília para, só depois, iniciar sua vivência no exterior. 

Que curso devo fazer para ser um diplomata?

Não existem graduações específicas, mas as estatísticas mostram maior aprovação entre formados na área de Humanas, por exemplo:      

  • Administração
  • Letras
  • Ciências Econômicas
  • Ciências Políticas
  • Comunicação Social
  • Ciências Sociais  
  • Direito
  • Comércio Exterior
  • Geografia
  • História
  • Relações Internacionais

Quanto ganha um embaixador do Brasil nos Estados Unidos?

O salário inicial do diplomata no Brasil é de R$ 19.199,00 montante que corresponde ao cargo de Terceiro Diplomata. A remuneração vai aumentando conforme a progressão na carreira. Veja: 

  • Segundo Secretário: R$ 21.226
  • Primeiro Secretário: R$ 22.802
  • Conselheiro: R$ 24.500
  • Ministro de Segunda Classe: R$ 26.319

O embaixador é considerado Ministro de Primeira Classe e percebe salário de R$ 27.632,00. Logo, esta é a remuneração paga ao embaixador do Brasil nos Estados Unidos.  

Então, tem interesse em seguir na carreira diplomática? Ou deseja saber qual o salário da sua profissão em outros países? Pesquisa, em nosso site, quais os salários de várias profissões em diferentes países, como Portugal, Estados Unidos e Canadá.   

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.