Quanto ganha um eletricista nos Estados Unidos?

O eletricista é responsável por instalações elétricas e, nos Estados Unidos, a profissão requer treinamento técnico específico.

O eletricista é o profissional responsável pela implementação, manutenção e reparação de instalações elétricas, tanto residenciais quanto industriais. Além disso, realiza a instalação, vistoria e reparo de aparelhos elétricos, eletrônicos e redes de distribuição de energia. Trabalho que exige habilidades específicas e, em muitos países, cursos técnicos voltados para a área. Como é a remuneração nestes lugares?  Quanto ganha um eletricista nos Estados Unidos, por exemplo?

Os eletricistas apoiam residências, indústrias, empresas e construção civil na instalação, manutenção e reparo de sistemas de energia elétrica, comunicações, iluminação e controle. O trabalho exige treinamento prático e a segurança para que o profissional execute suas tarefas com êxito. Tanto que, nos Estados Unidos, muitas federações exigem a conclusão de um curso técnico para obter uma licença de eletricista. A grade combina o conhecimento teórico e prático necessário para o trabalho com eletricidade.

Diante de tantas exigências e da responsabilidade que o trabalho demanda, é justo que o profissional seja bem pago. No Brasil, a remuneração varia conforme o espaço onde o eletricista trabalha. Mas, a curiosidade a respeito das oportunidades em outros países é aguçada, especialmente para quem busca melhores condições de vida. Por isso, saiba agora qual o salário médio de um eletricista nos Estados Unidos e como trabalhar na área por lá. 

Como ser eletricista nos Estados Unidos?

De modo geral, para ser eletricista nos Estados Unidos, é necessário ser maior de 18 anos, ter formação no ensino médio com, pelo menos, um ano de álgebra. Também é necessário ser aprovado na prova de aptidão focada em leitura e matemática. Alguns estados, entretanto, exigem curso técnico de eletricista. Durante o curso, o aluno aprende sobre ligações e instalações exteriores, interiores e residenciais, aliando teoria e prática. 

Ademais, tem a oportunidade de trabalhar ao lado de profissionais experientes para ter treinamento voltado aos objetivos de seu ofício. Os cursos geralmente duram de quatro a seis anos e, anualmente, os aprendizes passam 144 horas na sala de aula e 2.000 horas num ambiente de trabalho antes de ir para o mercado.

Com o propósito de aperfeiçoar seus conhecimentos, os candidatos a eletricistas também podem comprar materiais de organizações especializadas, como o National Joint Apprenticeship Training Committee. Nesse tipo de publicação, obtém informações detalhadas sobre a área e o processo de aprendizado. 

Quanto ganha o eletricista nos Estados Unidos?   

De acordo com o Bureau of Labor Statistics (BLS) dos Estados Unidos, o salário médio anual dos eletricistas é de US $56.180. Vale destacar que, durante o período de formação e estágio, o aprendiz também recebe um salário. Geralmente, os eletricistas trabalham em tempo integral, sendo comum fazer hora extra e trabalhar aos finais de semana. 

A projeção para o mercado de eletricistas é promissora, com previsão de crescimento de 8% até 2029. Visto que casas e empresas continuam exigindo novos circuitos ou extensões, eletricistas consequentemente serão necessários para instalar tais componentes. Por isso, saber quanto ganha um eletricista nos Estados Unidos e as boas oportunidades podem ajudar a decidir pela profissão no país. 

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.