Qual o custo de vida na Colômbia – valores atualizados 

O país passou por crise recente e viu os custos subirem de forma assustadora 

- Tempo de leitura: 4 minutos -

Em maio de 2021, a Colômbia assistiu à explosão de protestos motivados pela proposta de aumento abusivo dos impostos. O projeto traria, por exemplo, reajuste alarmante sobre o combustível e serviços básicos, o que comprometeria de forma irreversível o custo de vida na Colômbia. Derrubadas as propostas, quanto custa viver por lá, agora?

Apesar da pandemia, milhares de colombianos saíram às ruas para derrubar o imposto de 19% sobre o combustível e serviços básicos, além da reforma tributária sobre aposentadorias e saúde. Ou seja, áreas que afetariam diretamente o dia a dia da população, algo já gravemente afetado pela pandemia. 

Para se ter uma ideia, em março de 2021, a inflação bateu 0,51%. Na prática, os produtos ficavam cada vez mais caros, enquanto o salário permanecia o mesmo. E agora, como está o custo de vida na Colômbia?  

Custo de vida na Colômbia – salário mínimo 

O primeiro ponto a avaliar antes de saber o custo de vida na Colômbia é o salário mínimo no país. A moeda oficial da Colômbia é o peso colombiano e o salário mínimo lá é de 1.000.000 de pesos colombianos. Sim, você leu certo: um milhão de pesos colombianos. Mas, não se empolgue com as cifras.  

Quando convertido, o salário mínimo colombiano cai para US$ 255 ou R$ 1.350,60. Ainda que pareça baixo, o aumento foi o maior dos últimos 40 anos, porém, continua abaixo do aplicado em países vizinhos, como Uruguai, Paraguai e Bolívia, por exemplo. Bom, e dá para viver com um salário mínimo na Colômbia?

Moradia na Colômbia – preços de aluguel 

Para começar, analisamos os preços de aluguel. Obviamente, o custo de vida é diretamente relacionado ao padrão de vida. Mas, é também interligado a quanto a pessoa ganha, certo? Bom, o aluguel de um apartamento de três quartos em Bogotá chega a US$ 500. O imóvel com as mesmas características em Cali, por outro lado, varia de US$ 280 a US$ 380.  

Daí, o que muita gente faz, especialmente se for solteira, é alugar um quarto em casa de família ou dividir apartamento. Isso faz com que os custos com moradia caiam substancialmente para algo como US$ 115. Um casal sem filhos, por outro lado, pode morar em um estúdio mobiliado por US$ 585 mensais, com todas as despesas incluídas. 

O sistema de estratos na Colômbia 

Antes de alugar um imóvel, é preciso considerar dois fatores primordiais. O primeiro deles é a localização, uma vez que alguns bairros, especialmente nas grandes cidades, são potencialmente perigosos. O segundo é o sistema de estratos, algo que pode influenciar no custo de vida na Colômbia. 

Os imóveis residenciais no país são classificados em estratos, ou seja, escalas socioeconômicas. Essas escalas variam de 1 a 6, conforme abaixo: 

  • 1: classe baixa-baixa
  • 2: classe baixa 
  • 3: classe média-baixa 
  • 4: classe média
  • 5: classe média-alta 
  • 6: classe alta

Os preços de moradia indicados acima consideram imóveis classificados entre os estratos de 3 a 6. Então, de modo geral, o aluguel de um apartamento de 1 quarto varia de US$ 199 a US$ 257 por mês, enquanto o mínimo que se encontra para um apartamento de 3 quartos é por US$ 350 mensais. 

Lembrando que ainda é preciso somar o pacote de serviços básicos, ou seja, eletricidade, água, taxa do lixo… Daí, temos custos de até US$ 69 mensais. 

Alimentação na Colômbia 

De modo geral, preços de alimentos na Colômbia não são altos – ou, pelo menos, não deveriam. Os preços abaixo se referem a itens básicos, porém, sujeitos a reajustes inflacionários. 

  • Água (1,5 litros) = US$ 1,02 
  • Dúzia de ovos = US$ 1,40
  • Leite (Litro) = US$ 0,80
  • Cerveja (meio litro) = US$ 0,80
  • Arroz (1 kg) = US$ 1,05
  • Batatas (1 kg) = US$ 0,78
  • Tomate (1 kg) = US$ 0,86
  • Bananas (1 kg) = US$ 0,79 

A refeição em um restaurante econômico custa aproximadamente US$ 3 por pessoa, enquanto um casal, por exemplo, gasta cerca de US$ 18 em um jantar com três pratos. 

Preços de transporte na Colômbia 

Aqui vem um alerta ainda mais sério do que o custo de vida na Colômbia. Mesmo que os índices de segurança no país tenham melhorado substancialmente, ainda há problemas graves. Neste sentido, há denúncias sobre sequestros em táxis, de forma que o ideal é chamar o veículo diretamente na empresa. 

Com isso, vale saber que a tarifa média é de US$ 1,35 e, a cada quilômetro percorrido, é cobrado o valor de US$ 1,40. Já o passe mensal para o transporte público custa US$ 27 enquanto o bilhete único sai a US$ 0,68. 

É caro se divertir na Colômbia?

Não necessariamente, mesmo porque o país tem praias belíssimas que não custam um centavo. Mas, obviamente, há outras opções de lazer que, sim, são cobradas. Caso você queira ir ao cinema, espere gastar de US$ 9 a US$ 11, incluindo a pipoca.  


Em suma, o custo de vida médio na Colômbia pode, facilmente, chegar ao salário mínimo do país. Deste modo, é urgente que haja revisão dos valores salariais para que o cidadão tenha condições básicas de subsistência.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->