Morar em Singapura: Custo de Vida e Despesas Básicas

O custo de vida no país é considerado alto, acompanhando as mudanças vertiginosas

- Tempo de leitura: 4 minutos -

A decisão de mudar para outro país é uma experiência inestimável, trazendo ganhos culturais enormes. Porém, antes de escolher o destino, é importante avaliar o custo de vida. Morar em Singapura, por exemplo, pode elevar o custo de vida e as despesas básicas. Porém, é o preço que se paga por experimentar a mistura de culturas e tradições. 

Singapura frequentemente aparece no topo das pesquisas de custo de vida, sempre se destacando por ser uma cidade cara. Mas quão caro é realmente morar por lá? Claro, a resposta varia conforme o estilo de vida da pessoa.

Custo de vida em Singapura – uma análise geral 

Sim, Singapura é considerado um lugar caro para morar, porém, alguns ajustes  no estilo de vida podem ajudar a reduzir o custo significativamente, fazendo render o dinheiro. Por exemplo, fazer compras e comer como um nativo reduzem as despesas e proporcionam experiência mais autêntica.

É importante administrar os rendimentos de forma a permitir que as necessidades básicas sejam atendidas. De modo geral, uma pessoa sozinha gasta, por mês, de 1.100 dólares de Singapura (SGD) a 1.400 SGD. Um estudante, por outro lado, economiza mais, e tem custo médio de vida variando entre 700 SGD e 730 SGD.

Moradia em Singapura

Um dos principais itens do custo de vida em Singapura é a moradia, cujo valor varia conforme o tipo e bairro. Mais, os custos são normalmente altos, o que pode ser compensado caso a pessoa viva na periferia. 

O aluguel de um apartamento de um quarto varia de 2.700 SGD a 3.000 SGD, o equivalente a cerca R$ 11 mil a R$ 12 mil, no centro da cidade. 

Na periferia, os valores caem para média de 1900 SGD a 2200 SGD, ou seja, entre R$ 8 mil a R$ 9 mil, respectivamente. Porém, não é tão difícil encontrar apartamentos com aluguel a 700 SGD a 1500 SGD, o que equivale a R$ 3 mil a R$ 6 mil. Lembre-se de que o tipo de acomodação vai mandar no preço pago mensalmente. 

Em Singapura, as acomodações mais baratas ficam nos chamados apartamentos compartilhados, ou HDB. Outro fator é a distância ao centro da cidade – quanto melhor localizado, mais caro ele é.

Saúde em Singapura 

Por sorte, o sistema de saúde em Cingapura é muito eficiente. Pessoas com residência permanente podem se qualificar para um seguro apoiado pelo estado, o que ajuda com alguns dos custos de cuidados médicos. 

É aconselhável, entretanto, contratar um plano de saúde privado para estar coberto em todas as eventualidades. 

Um checkup, por exemplo, pode custar cerca de 50 SGD ou R$ 200. 

Transporte em Singapura 

O transporte público é bastante eficiente, o que é ótimo para um lugar no qual o trânsito está quase sempre congestionado. O passe mensal de ônibus custa de 100 SGD a 120 SGD, ou seja, de R$ 400 a R$ 500. Como tudo na vida, seus custos mensais de transporte podem variar conforme a distância percorrida. 

Caso resida próximo ao local de trabalho, por exemplo, os gastos com transporte serão menores. 

E comprar carro em Singapura é bom? Definitivamente, é uma má ideia! Carros por lá são caros e ainda geram despesas extras com gasolina, estacionamento e seguro. Lembre-se de que já mora em uma localidade não muito econômica. 

Além do transporte público, também vale a pena pagar pelas corridas de táxi (ou Grab), opção bastante viável para quem anda à noite.

Alimentação em Singapura 

Assim como viver na periferia reduz os custos com aluguel, também ajuda a economizar com alimentação. Bairros longe do centro da cidade têm mais opções de restaurantes econômicos. Isso é importante porque alguns locatários não permitem que o inquilino cozinhe, ou seja, a pessoa terá que comer fora todos os dias. 

Fazer compras no mercado pode sair mais caro porque muitos produtos consumidos são importados. Leite, frutas não tropicais e produtos não asiáticos, como o queijo, tendem a ser bastante caros. Se você cozinha em casa todos os dias, provavelmente gastará pelo menos US$ 300 por mês em mantimentos, ou seja, mais de R$ 1000.

Por outro lado, um kopi, ou café comprado com um vendedor ambulante local, pode custar um pouco mais de 1 SGD, enquanto um café de estilo ocidental ou de rede, como a Starbucks pode custar de 7 SGD a 10 SGD. A refeição em uma barraca de rua, por outro lado, sai a 3 SGD, sem incluir bebidas. 

Naqueles dias em que quiser jantar fora, reserve 30 SGD a 40 SGD para a refeição em um restaurante de médio porte.

Outras despesas

Confira abaixo os gastos estimados mensais para outras despesas mais comuns:

  • Dados móveis: 20 SGD por mês para um plano básico somente SIM.
  • Academia: aulas de ginástica e outros esportes são bastante caros, com mensalidade facilmente encontradas a 140 SGD
  • Lazer: ingressos de cinema custam cerca de 12 SGD durante a semana e 18 SGD nos finais de semana.

Considerando os gastos com moradia, alimentação, transporte, telefonia móvel, lazer e esportes, temos médias: 

  • Padrão Baixo: 1.190 SGD – R$ 6.560
  • Padrão de vida médio: 2.510 SGD – R$ 13.834
  • Padrão de vida alto: 9.710 SGD – R$ 53.519

Lembrando que o salário médio pago em Singapura é de 5.400 SGD, sendo que o salário mínimo no país é de 3.500 SGD (conforme a atividade profissional). Ou seja, ainda que o custo de vida seja alto, os salários acompanham os gastos. 

Então, está assustado com o custo de vida em Singapura? Se quer morar em outro país, mas sem gastar tanto, dê uma olhada em quanto custa viver na Coreia do Sul.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->