11 Festas populares da Venezuela

As festas tradicionais da Venezuela têm forte cunho religioso, além de influências negras, indígenas e europeias.

- Tempo de leitura: 6 minutos -

A Venezuela é um país de importante influência cultural que fez de suas festas tradicionais um espetáculo digno de ser visto. A mistura das culturas africana, europeia e tradições indígenas se faz presente nas diversas comemorações, resultando em festas populares conhecidas mundialmente por sua beleza. Conheça, a seguir, as belas e intensas festas populares da Venezuela

As manifestações tradicionais venezuelanas têm raízes profundas nas culturas espanholas, caribenhas e indígenas. Sendo assim, representam os costumes e crenças que constituem a população do país, isto é, os negros, brancos e índios. 

Outro ponto importante é que tais manifestações, como as danças, são produtos da cultura crioula. Diante disso, mais do que a mistura de tradições, celebram a identidade pós colonial e a consciência cultural do país.  

Um fator interessante nas festas típicas da Venezuela é que a maior parte delas tem importância regional. Isso significa que cada região tem uma festa característica. 

A Feira Internacional de San Sebastian, por exemplo, é popular no estado de Tachira. No entanto, existem também as festividades de importância nacional, como o Natal. É o que você vai saber agora com as festas populares venezuelanas que listamos a seguir. 

Festas Populares da Venezuela 

1 Festival da Virgem de Coromoto

Festival da Virgem de Coromoto
Celebração da aparição da Virgem de Coromoto

O Festival da Virgem de Coromoto é uma homenagem à Virgem de Coromoto, padroeira da Venezuela. Dizem que ela apareceu através de uma visão etérea enquanto andava angelicamente pela água. Durante a celebração, uma série de missas são realizadas no Santuário Nacional, além de numerosos rituais de batismo pelas ruas. 

2 Carnaval de Carúpano

Carnaval de Carúpano
Carnaval de Carúpano

O Carnaval de Carúpano é uma enorme festividade que, anualmente, atrai mais de 400.000 visitantes à cidade no nordeste da Venezuela. Caracterizado pelas extravagantes festas de rua, é realizado 40 dias antes da Páscoa ao longo de quatro dias inteiros. 

Ao som de tambores, batidas de salsa e rum, mulheres roubam o show vestidas com seus trajes brilhantes. Caravanas, música e fantasias se juntam para a alegria do povo. 

3 Fiesta de San Juan

Fiesta de San Juan
Festa de San Juan

A Fiesta de San Juan é celebrada em três dias, principalmente no litoral, sempre ao som característico dos tambores. No primeiro dia, os festeiros se reúnem nas praias para dançar e improvisar canções. No dia seguinte, o ritual se repete durante uma missa solene, enquanto os devotos agitam lenços coloridos em homenagem a São João Batista. À noite, é a vez das danças sensuais que incorporam movimentos apaixonados. 

O auge das festividades se dá na “noite mágica de San Juan”, a noite final, quando a festa dura até a manhã seguinte. O evento acontece de 23 a 25 de junho.

4 Semana Santa

Semana Santa
Procissão durante a Semana Santa na Venezuela

Como um país predominantemente católico, a Venezuela tem a Semana Santa como uma de suas festas mais tradicionais. A celebração reúne uma série de eventos, sendo eles: 

  • A bênção das folhas de palmeira no Domingo de Ramos nas igrejas, com as quais os devotos protegerão suas casas ao longo do ano. 
  • A procissão dos paroquianos da Basílica de Santa Teresa até a Praça de Caracas, representando a Via Sacra.
  • O passeio pelos 7 Templos.
  • Performances teatrais que simbolizam a traição de Judas e a crucificação de Jesus.
  • A Queima de Judas no Domingo da Ressurreição, uma tradição que simboliza a justiça popular. Antes, são feitas procissões e missas para celebrar a salvação de Jesus.

5 Dança do Diabo em San Francisco de Yare

Dança do Diabo em San Francisco de Yare
Pessoas fantasiadas na Dança do Diabo de Yare

A Dança do Diabo de Yare é, sem dúvida, a festa tradicional mais famosa da Venezuela, celebrada no Corpus Christi. 

Neste dia, os Demônios Dançantes de Yare, no estado de Miranda, homenageam o Santíssimo Sacramento. Na verdade, são pessoas que fizeram promessas e, assim, têm o dever de vestir-se como demônios. No entanto, precisam respeitar certas hierarquias, além de dançar ao ritmo da música. 

Os Diabos de Yare se vestem com trajes vermelhos e máscaras coloridas, cumprindo o propósito de homenagear sua igreja. Primeiro, se apresentam na praça central da cidade e, depois, saem desfilando pelas ruas ao ritmo de maracas e poemas musicais assustadores. A apresentação representa a batalha contra as forças da justiça no dia de Corpus Christi, tendo como resultado o triunfo do bem sob a forte oposição dos soldados do diabo. 

6 Feira de Chinita

Feira de Chinita
Feria de Chinita

A partir do dia 15 de novembro, a cidade de Maracaibo comemora a Festa da Virgem de Chiquinquirá ou Feria de Chinita. A rainha do festival lidera o jubileu de dez dias caracterizado por músicas, desfiles, jogos e lendas folclóricas. As gaitas de foles venezuelanas embalam a festa, além dos rituais religiosos, feira musical e competições esportivas, entre outros eventos.

7 Natal

Natal
Natal na Venezuela

O Natal, na Venezuela, é comemorado com uma série de celebrações religiosas e tradicionais. Tudo começa ainda no dia 16 de dezembro, com missas diárias pelas manhãs até 24 de dezembro, quando é celebrada a Missa do Galo. Na mesma noite, assim como no Brasil, as famílias se reúnem para a ceia. À mesa, comidas típicas, como hallacas, pão de presunto, salada de frango, pernil e doce de leite.

Outro costume similar ao resto do mundo é montar a árvore de Natal na sala de jantar, ou um presépio. No Dia de Natal, as crianças acordam para abrir os presentes depositados ao redor da árvore ou manjedoura. A diferença é que, em vez do Papai Noel, diz-se que foi o Menino Jesus quem trouxe os presentes. 

8 Festival de São Pedro e São Paulo

O Festival de São Pedro e São Paulo é uma celebração na qual música, dança e folclore se combinam. Na noite anterior ao inícios da festa, são acesas fogueiras nas ruas para que as jovens que queiram ter um filho pulem. 

Vestidos com trajes tradicionais, as pessoas dançam nas esquinas, além de prepararem uma enorme variedade de comida de rua, como empanadas, yuca e tajadas.

9 Fiesta de San Benito

Fiesta de San Benito
Festa de São Benedito

A Fiesta de San Benito é realizada no final de dezembro, em homenagem ao mouro elevado a santo negro da Venezuela. Os devotos usam trajes elaboradamente decorados e dançam de forma enérgica. 

10 Día de Los Inocentes

Día de Los Inocentes
Desfile no Día de los Inocentes

Criado para lembrar o infanticídio do Rei Herodes, o Día de Los Inocentes foi transformado em um festival de diversão na cultura venezuelana. Celebrado em todo o país, envolve piadas semelhantes ao que é feito no Dia da Mentira

A coisa tomou tal proporção que emissoras de notícias transmitem boletins falsos durante o festival. Os jornais também publicam matérias compostas por histórias em quadrinhos.

11 Cruz de Mayo

Cruz de Mayo
Na festa da Cruz de Mayo, cruzes são decoradas com flores para celebrar a estação das chuvas, que ajudam nas colheitas

A Festa da Cruz de Maio é realizada para acolher a estação das chuvas que, consequentemente, permite o crescimento das safras. Herdada dos espanhóis, antes levava os lavradores a enfeitar as cruzes com as primeiras flores da primavera. Assim, agradeciam à natureza pelo florescimento. Com o tempo, a festa acabou relacionada a safras e chuvas.


Bom saber mais das tradições de países vizinhos, como as festas típicas da Venezuela, não é mesmo? Continue navegando pelo nosso site e conheça de perto a cultura de vários países pelo mundo!

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.