35 Fatos Interessantes e Curiosidades sobre Coreia do Norte

O país, sempre em voga por decisões polêmicas, tem muito mais do que ameaças a oferecer!

- Tempo de leitura: 7 minutos -

A Coreia do Norte invariavelmente aparece nas manchetes em razão de decisões polêmicas e ameaçadoras de seu líder, Kim Jong-un. O apoio ao ex-presidente dos EUA Donald Trump e as afirmações sobre o planejamento de uma viagem à lua, por exemplo. Ou o lançamento recente de mísseis balísticos no mar. Porém, o país é muito mais que ameaças e polêmicas. Por isso, saiba fatos interessantes e curiosidades sobre a Coreia do Norte.

Um país fechado e do qual ninguém sabe muito sobre planos ou o que, de fato, acontece lá dentro. Essa é a imagem que boa parte do mundo tem da Coreia do Norte, nação no extremo oriente que desperta, cada vez mais, a atenção do mundo. Mesmo quem consegue visitá-la dão relatos surpreendentes e contraditórios dos norte-coreanos. Não à toa, tem o curioso apelido de “reino eremita”. 

O fato é que a República Popular Democrática da Coreia tem, nada menos que, 25 milhões de pessoas vivendo em uma nação particularmente reclusa e isolada. 

População que já passou por momentos trágicos de fome e miséria que, ainda hoje, ecoam nas lembranças do mundo. Um povo que vive o medo perante o conflito com a vizinha, Coreia do Sul. Um histórico que separa, há décadas, famílias e dois mundos completamente distintos. 

O líder da RPDC, o jovem Kim Jong-un, é o terceiro na linha sucessória de uma geração que começou com o fundador Kim Il-sung. O pai de Jong-un, Kim Jong-il, acumula histórias mirabolantes, como a escritura de 1.500 livros durante os anos na faculdade. 

Saiba um pouco mais a respeito através dos fatos interessantes e curiosidades sobre a Coreia do Norte.


Fatos interessantes e curiosidades sobre a Coreia do Norte

  1. Apesar do senso comum, a Coreia do Norte não é comunista. A ideologia foi abandonada na década de 50, dando lugar à ideologia Juche. Com o tempo, todas as menções ao comunismo foram gradativamente eliminadas da constituição, até desaparecer por completo em 2009.
  2. A Coreia do Norte tem um dos maiores exércitos do mundo, empregando aproximadamente 4,7% da população total. O exército norte-coreano é estimado em mais de 1,2 milhão de soldados, embora não seja a força militar mais poderosa do mundo.
  3. O uso de drogas é crescente, com cerca de 30% dos norte-coreanos usando substâncias que vão da maconha às metanfetaminas.
  4. No ano passado, a Coreia do Norte criou seu próprio fuso horário, o Pyongyang Time, em homenagem à capital norte-coreana, que fica a 30 minutos da Coreia do Sul e do Japão.
  5. O país começou a usar o horário de Pyongyang em 15 de agosto de 2015, comemorando o 70º aniversário da libertação do Japão. 
  6. Falando nisso, a Coreia do Norte não segue a mesma linha do tempo dos países ocidentais. O calendário norte-coreano conta os anos após o aniversário de seu fundador, Kim II-Sung, em 1912. Então, embora estejamos vivendo em 2020, lá ainda é o ano 109.
  7. Desde que Kim Jong Un assumiu o poder, ficou mais caro sair da Coreia do Norte. Gasta-se cerca de US$ 8.000 para chegar à China, embora o produto interno bruto per capita tenha sido estimado em US$ 1.800.
  8. Apenas 19,5% das terras da Coreia do Norte são aráveis, o que equivale a cerca de 14.484 km².
  9. Menos de 3% das estradas na Coreia do Norte são pavimentadas. Ao todo, são 25.554 quilômetros de estradas, mas apenas 724 quilômetros são pavimentados. 
  10. A Coreia do Norte afirma ter uma taxa de alfabetização de 100%.
  11. A Coreia do Norte está entre os países mais corruptos do  mundo. De acordo com o Índice de Percepção de Corrupção de 2020, atribui-se pontuação entre zero (altamente corrupto) e 100 (muito limpo). A Coreia do Norte marcou 18, ficando na 170ª posição de 180 países.
  12. Existem apenas 3 canais de TV na Coreia do Norte, sendo a Televisão Central Coreana (KCTV) o canal principal, disponível em todo o país. Os demais podem ser assistidos somente aos finais de semana. Existem programas muito populares transmitidos ilegalmente, mas se o regime descobrir, a pena pode ser tão severa quanto a morte.
  13. Apesar do intenso regime militar, existe uma enorme Zona Desmilitarizada (DMZ) no país. A área fica entre as Coreias do Sul e do Norte, com 248 quilômetros de comprimento e cerca de 4 quilômetros de largura.
  14. Apenas cerca de 5.000 turistas ocidentais são registrados, por ano, na Coreia do Norte. A maioria dos turistas que visitam o país são provenientes da China e chegam de ônibus.
  15. As mulheres são parte totalmente integrada à força de trabalho e militar do país. Porém, elas seguem forçadas a comparecer a festas e cumprir deveres sexuais com homens que trabalham para o regime. As autoridades percorrem as escolas de todo o país e escolhem adolescentes para “trabalhar”. Existem também vários relatos de violência doméstica contra as mulheres.
  16. A Coreia do Norte é uma das maiores exportadoras mundiais de frutos do mar.
  17. A Coreia do Norte realiza eleições políticas a cada cinco anos.
  18. Os norte-coreanos nascidos após a Guerra da Coréia são cerca de 5 centímetros mais baixos do que os sul-coreanos.
  19. Existem apenas 15 cortes de cabelo aprovados na Coreia do Norte, tanto para homens quanto para mulheres. Ah, e nenhum desses cortes pode ser igual ao do líder supremo do país!
  20. Estimado em US$ 78,2 bilhões, o patrimônio do criador da Microsoft é quatro vezes maior que o PIB da Coréia do Norte, calculado em US$ 17,4 bilhões. 
  21. A Coreia do Norte tem o maior estádio do mundo. Com capacidade para 150.000 pessoas, o Estádio Rungrado fica à frente do Michigan Stadium, que está em segundo lugar, com mais de 40.000 lugares a menos.
  22. Existe uma política de “três gerações de punição”. Isso significa que, caso alguém infrinja a lei, a punição se estende pelas três gerações seguintes da família.
  23. Kim Il-sung comprou 1.000 carros Volvo da Suécia nos anos 70, mas nunca pagou por eles. Ao que tudo indica, o governo sueco até manda as cobranças anualmente, porém ainda não conseguiu receber a dívida cujo montante atualizado é de US$ 2.8 milhões. 
  24. Fezes humanas são usadas como fertilizantes na agricultura devido à pobreza na zona rural. A prática faz aumentar o risco de doenças e a disseminação de parasitas.
  25. Paektusan é a montanha mais alta das Coreias, com 2.744 metros de altitude.
  26. A Coreia do Norte tem 51 “categorias sociais”, dependendo da lealdade ao governo. Quanto mais leal, mais elevada a categoria social. 
  27. Ah, e a capital, Pyongyang, é apenas para a elite, reservada apenas a cidadãos de confiança e leais ao regime. Tanto que Kim Jong Un e o governo decidem quem é digno de morar lá. A vida na cidade, a propósito, é bem diferente do restante do país, sendo possível até lanchar em redes de fast food
  28. É ilegal usar jeans no país.
  29. Os pais que mandam seus filhos para a escola são obrigados a providenciar suas próprias carteiras e cadeiras.
  30. Os norte-coreanos estão convencidos de que a Coreia é um único país, com a capital Pyongyang. 
  31. A Coreia do Norte é um dos poucos países do mundo a não cobrar impostos. A tributação foi abolida em 1974, sendo aplicada apenas sobre ganhos provenientes do exterior. 
  32. A Coreia do Norte possui uma forma única de governo apelidada de “necrocracia”. A razão é que Kim Il-sung foi postumamente declarado o presidente eterno da RPDC. Deste modo, o líder atual, Kim Jong-un, carrega os títulos de Líder Supremo da RPDC, Comandante Supremo do Exército e Presidente do Partido dos Trabalhadores, porém não possui status presidencial.
  33. O país é o criador do Arirang Festival, maior performance de ginástica e artística do mundo, incluído no Guinness World Records. Cerca de 100.000 pessoas participam todos os anos, sendo que a população total do país é de cerca de 25 milhões. O show é realizado no Estádio Rungrado.
  34. A patinação é um esporte muito popular no país, especialmente na capital, Pyongyang.
  35. Para alguns norte-coreanos, a vida está melhorando. Para ser claro, para muitos deles, a vida é uma luta diária definida pela escassez de alimentos, péssimas condições de trabalho e opressão. Mas, para alguns cidadãos da RPDC, a vida cotidiana apresenta algumas semelhanças com o resto do mundo. Isso se dá pelo acesso a telefones celulares, DVD players e outros dispositivos até pouco tempo limitados. Oportunidades recreativas, como cinemas, parques aquáticos e de diversões também são comuns em Pyongyang e outros centros populacionais.

Você sabia tanto assim sobre esse país considerado por ser recluso? Interessante conhecer mais fatos interessantes e curiosidades sobre a Coreia do Norte, não é mesmo? Siga navegando pelo site e viaje por outros destinos, como Dubai e os 25 países mais caros do mundo para viver

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.