Cinco danças típicas alemãs que você precisa conhecer

As danças e festas folclóricas muito presentes no sul do Brasil contam bastante sobre as tradições e costumes do povo alemão.

Danças e festas tradicionais são elementos inerentes à cultura de cada país, sendo direito de seu povo. Com elas, vêm vestimentas típicas, músicas folclóricas com letras que contam a história de cada nação. A Alemanha é um dos países que mais preservam suas tradições, especialmente através de danças típicas alemãs alegres, coloridas e muito bem coordenadas. 

Quem viaja pelo sul do Brasil tem uma pequena imersão do que significa todo aquele aparato de roupas peculiares, meias altas, fitas e laços. O visitante que está distraído, saboreando um prato típico alemão na Rua Coberta de Gramado logo começa a ouvir gritos e fanfarras vindos da cervejaria alemã. Ou, ainda, quem viaja pela belíssima Blumenau consegue assistir a apresentações belíssimas das alegres danças tradicionais do país europeu.

Mais do que simples concertos artísticos, as danças contam toda a história de um povo que se reinventa através dos séculos. Conheça, a seguir, animadas e coloridas 5 danças folclóricas alemãs para, quem sabe, se atrever a alguns passos!  

Sobre as danças típicas alemãs

Antes de embarcar na viagem sobre essa parte da cultura alemã, é importante saber que muitas delas datam da Era Neolítica, antes mesmo que a Alemanha fosse, propriamente, a Alemanha! Boa parte das danças tradicionais que conhecemos hoje começaram como simples manifestações camponesas para elevar suas vidas diárias que, mais tarde, foram adaptadas para caber no gosto da nobreza. 

Mais difícil ainda é imaginar que muitas das modestas danças hoje cultuadas já foram desprezadas por países vizinhos. Na ideia deles, a simples dança entre um homem e uma mulher era uma abominação para o que a sociedade inglesa queria que a moça fosse – pura e inocente. História à parte, conheça as danças típicas alemãs que venceram o tempo e o preconceito, podendo ser encontradas nas diversas regiões do país. 

5 danças folclóricas da Alemanha

1 Zwiefacher

Zwiefacher significa duas vezes ou o dobro das vezes. A tradução literal da palavra, entretanto, não tem nada a ver com a dança famosa na Baviera. Alguns especulam que o nome remeta ao fato de a dança ser executada por dois bailarinos dançando juntos, o que era raro na época. 

2 Dança Expressionista

A Dança Expressionista tornou-se mais famosa na Alemanha durante o período de Weimar, tendo Mary Wigman como a principal pioneira, junto a Rudolf von Laban. Os dois entenderam a dança como uma experiência metafísica, transformando suas ideias em uma experiência humana existencial. Wigman executou as famosas “Dança das Bruxas” e a “Dança da Morte” e excursionou pelos EUA levando a dança expressionista como uma manifestação alemã. Com isso, influenciou fortemente a dança moderna no país. 

No entanto, devido ao fato de que o movimento da dança expressionista estava ligado à Alemanha, no final dos anos 30, seus dançarinos foram forçados ao exílio e tornaram-se ilegais, além de vistos como antinacionalistas.

3 Schuhplatter

A Schuhplattler é uma das danças mais antigas do mundo, datando de 3000 aC. Entretanto, apareceu pela primeira vez por volta de 1030, com um monge da Baviera. Realizada principalmente nos Alpes Bávaros e Tiroleses por fazendeiros, caçadores e lenhadores, seus dançarinos se colocam em uma linha ou círculo, batendo repetidamente nas solas dos sapatos, coxas e joelhos. Como vestimentas, usam os chamados lederhosen (calças de couro), suspensórios com meias cinza, verdes ou brancas até os joelhos, e as mulheres usam dirndls (vestidos).

4 The Ländler

A Ländler é uma dança que influenciou, também, o nascimento da valsa. Mas, não só isso! O ritmo foi tão importante na música e dança alemãs que compositores, como Beethoven e Schubert, disseram tê-la incluído em suas composições e influenciado muitos outros compositores conhecidos. A dança tradicional envolve casais virando-se pelos braços, dançando de costas um para o outro e girando muito. Já foi uma dança de camponeses, mas depois encontrou seu caminho para a alta sociedade.

5 Valsa

Valsa vem do verbo alemão walzen, que significa rolar, girar ou deslizar. A valsa tem origens na Áustria e na Baviera, começando como uma dança camponesa que rapidamente alcançou a alta sociedade. Muitos a criticavam a dança por acharem impróprio que os casais dançassem tão próximos. Tanto que os líderes religiosos chamavam a dança de vulgar e pecaminosa. Mas, o que se sabe é que a valsa chegou aos salões e, ainda hoje, é considerada como uma dança da alta nobreza.   

Como se vê, as danças típicas alemãs nasceram como manifestações bem antigas e nas rodas camponesas, enfrentando o tradicionalismo para chegar a nobreza. E, você, o que achou da história? 

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.