Benefícios para motoristas que não cometerem infração passam a valer – Como funciona?

A medida vale para quem possui cadastro positivo de condutores

- Tempo de leitura: 1 minuto -

Nesta segunda-feira, 09/05/22, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou, no Diário Oficial da União, uma deliberação que presume oferecer benefícios para os motoristas que possuem cadastro positivo de condutores.

Ou seja, a medida vale para os motoristas cadastrados no Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), que não tenham praticado nenhuma infração por 12 meses.

Conforme dispõe o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o objetivo do RNPC é cadastrar motoristas que não cometeram infrações de trânsito, sujeitas à pontuação na carteira de habilitação – previstas no Artigo 259 do CTB – durante o prazo de 1 ano.

O que diz a deliberação do Contran?

Conforme o Artigo 3, da Deliberação nº 257, de 4 de maio de 2022, para ter o cadastro no RNPC, o condutor deve conceder autorização prévia através de aplicativo ou outro meio eletrônico presidido pelo órgão máximo executivo de trânsito da União. Isto é, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

LEIA MAIS:

Logo, após conceder a autorização, caso o motorista esteja cumprindo todos os requisitos, ele será cadastrado no RNPC, independentemente de comunicação pelo órgão máximo executivo de trânsito da União.

Diante disso, segundo a Deliberação, a autorização prévia também reflete o consentimento do condutor para que os demais cidadãos constatem o seu cadastro no RNPC. 

A consulta ao RNPC é garantia a todos os indivíduos, e ela pode ser feita mediante o fornecimento do nome completo e CPF do condutor.

Além disso, a Deliberação também acrescenta que “O RNPC poderá ser utilizado para a concessão de benefícios de qualquer natureza aos condutores cadastrados”, e que esses benefícios podem ser “fiscais ou tarifários aos condutores cadastrados, na forma da legislação específica de cada ente da Federação”.

Por fim, o Contran também informou que o RNPC será concretizado pelo órgão máximo executivo de trânsito da União no período máximo de até 180 dias.

Gostou deste artigo? Confira vários outros semelhantes aqui no Rotas de Viagem!

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->