Vale a pena desfazer e refazer as malas?

Durante as viagens, pode ser difícil encontrar e se organizar com tantos itens dentro de uma mala. Será que vale a pena desfazer as malas durante as viagens?

Viajar é muito bom, mas algo que incomoda constantemente os viajantes é o fato de ter que fazer e desfazer as malas. Principalmente, as pessoas que fazem viagens frequentes, se encontram diante do problema de desfazer ou não as malas durante as viagens.

Diante desse impasse, será que vale a pena desfazer e refazer a mala logo em seguida?

Desfazer as malas pode ser uma tarefa muito irritante e trabalhosa para algumas pessoas. Pode ser ainda mais complicado quando a viagem é mais longa e se faz necessário lidar com todas aquelas roupas e acessórios dentro de uma mala.

Porém, cada pessoa tem seu jeito de lidar com essas situações. Há quem prefira desfazer as malas e colocar os objetos organizados em um espaço, e quem se sente mais confortável com elas ali no lugar habitual.

De acordo com a psiquiatra e professora da Universidade George Washington, Jean Kim, desfazer as malas pode ser uma atitude que demonstra ter controle sobre o ambiente que está inserido. Afinal, durante as viagens, a maior parte dos seus pertences estão localizados nas malas e ter controle sobre isso pode deixar os turistas mais confortáveis com o ambiente.

A fundadora da Allied For Startups precisa viajar pelo mundo com frequência, às vezes visita três países diferentes em cinco dias. Por isso, ela declara que se sente muito mais confortável quando chega no hotel e retira tudo de dentro da sua mala. Ela considere como se estivesse em casa quando faz esse processo e torna as viagens mais fáceis.

Além disso, a organização e o cuidado na hora de fazer as malas pode economizar muito tempo, trazer mais agilidade e ser mais agradável. Um exemplo disso é a utilização de sacos de estanque, compartimentos, ou opções de organizadores de mala, parecidos com necessaires de diferentes formatos e tamanhos para ficar tudo ordenado.

Com essas opções é possível organizar as roupas de forma que ocupem menos espaço e fiquem visualmente mais fáceis de serem encontradas. No caso dos compartimentos e organizadores de mala, os itens são divididos por categoria, o que mantém a mala organizada e facilita na hora de procurar algo.

Com isso, quando for necessário transferir esses itens para outra mala ou para o armário do hotel, ainda é possível deixá-los em cada compartimento organizador, basta colocar nas gavetas ou outros espaços disponíveis. Esses compartimentos são úteis para organizar os artigos que ficam sempre na mala, como itens de higiene e carregadores de eletrônicos, basta tirar da mala e depois colocar de novo.

A fundadora e designer da joalheria WXYZ do Brooklyn, Laura Wass, encontrou uma alternativa muito útil para organizar as malas de viagem. A proposta dela é utilizar malas que possuem espaços adaptados e se transformam em pequenas prateleiras embutidas, tornando mais fácil a disposição e localização de algum item.

Entretanto, essa necessidade de desfazer e refazer as malas não deve ser uma atividade que proporcione algum tipo de ansiedade, por falta de tempo ou flexibilidade. As viagens podem apresentar diversas ocasiões que não estavam nos planos inicialmente e podem se tornar muito agitadas, sem sobrar tempo para preocupações com malas.

Por fim, dentro dos limites e tempo disponível, se disponha a fazer experimentações para encontrar a melhor forma de se organizar, com a qual você se sinta mais confortável.

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.