Quanto ganha uma empregada doméstica em Portugal?

A profissão ganhou maior popularidade no país graças à presença de imigrantes.

- Tempo de leitura: 2 minutos -

A cultura do empregado doméstico em Portugal, ao contrário do que se pensa, não é tão forte quanto no Brasil. Pelo contrário, estimula-se que a pessoa assuma as responsabilidades de sua própria casa. Mas, a presença de imigrantes aumentou a demanda pelo profissional. Confira quanto ganha uma empregada doméstica em Portugal.   

O fato é que, em toda a Europa, normalmente os afazeres domésticos ficam a cargo do dono ou dona da casa. Porém, o anúncio das vagas de emprego para este tipo de profissional aumentou com a demanda dos imigrantes. Tanto que boa parte deles inicia sua vida em outro país com esse emprego. 

Felizmente, em Portugal, existe uma legislação específica que coordena a contratação dos empregados domésticos, independente se são nativos ou estrangeiros. Em tese, a prática protegeria o empregado e inibe a exploração. Porém, veremos que a realidade não é bem essa no país. 

Como é o trabalho de empregado doméstico em Portugal

O Decreto-Lei n.º 235/92, de 24 de outubro, rege sobre as relações de trabalho no que concerne ao empregado doméstico. Segundo o texto, o empregado doméstico pode trabalhar em ambiente interno ou externo, part-time (meio período) ou o dia inteiro. De qualquer forma, suas atribuições incluem:

  • organização e limpeza da casa
  • preparo de refeições 
  • lavar roupas 

A depender do combinado, a empregada doméstica pode cuidar de crianças ou idosos, além de animais de estimação. Segundo a legislação portuguesa, só pode trabalhar como empregado doméstico quem tem acima de 16 anos e, preferencialmente, esteja em situação legal. Caso contrário, a pessoa precisa correr atrás da documentação. 

Quanto ganha uma empregada doméstica em Portugal

O salário de uma empregada doméstica em Portugal varia conforme o acordo com o empregador. Porém, a média tem sido de 775 € mensais, podendo chegar a 941 € e 1300 € por mês. A legislação portuguesa prevê que o contrato com o empregado pode ser celebrado com ou sem alojamento e alimentação. 

O mesmo dispositivo legal prevê que a remuneração pode ser paga “parte em dinheiro e parte em espécie, designadamente pelo fornecimento de alojamento e alimentação ou só alojamento ou apenas alimentação.” Isso significa que o empregado doméstico que dorme na casa do empregador pode ser parcialmente pago com alojamento e refeições

Porém, reportagem publicada recentemente dá conta de que acima de um terço dos empregados domésticos vem recebendo menos que um salário mínimo. A análise surte ainda mais efeito quando se considera o salário pago por hora, chegando a 36,4% dos trabalhadores aquém do salário mínimo. 

Outra situação apontada pela publicação é que Portugal ainda é um dos poucos países que ainda pratica o pagamento em espécie. Isto é, aquele que paga o trabalhador com refeições e alojamento. Em alguns casos, a parcela chega a 50% do salário recebido pelo funcionário. 

Não achou vantajoso saber quanto ganha uma empregada doméstica em Portugal? Confira salários em outras profissões do país aqui

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->