Quanto ganha uma aeromoça nos Estados Unidos?

Saiba o salário de uma aeromoça nos Estados Unidos e os requisitos para seguir uma carreira tão sonhada.

- Tempo de leitura: 5 minutos -

Lindas, bem vestidas, educadas e, principalmente, viajadas! Ser uma comissária de bordo é o sonho de muitas meninas que desejam conhecer o mundo! O encanto que a carreira causa é comum em vários países, principalmente entre alunas de cursos voltados para o turismo. Nos Estados Unidos, país que sedia centenas de companhias aéreas, o leque é ainda maior. Mas, além do prestígio, quanto ganha uma aeromoça nos Estados Unidos?   

A comissária de bordo, popularmente conhecida como aeromoça, presta serviço e responde a emergências para garantir a segurança e o conforto dos passageiros durante o voo. Conhecer o mundo é um dos principais atrativos de quem entra na carreira, mas nem tudo são flores! O comissário de bordo está sujeito a horários de trabalho variáveis, incluindo noites, fins de semana e feriados, visto que as companhias aéreas operam diariamente. 

Ademais, conforme a frequência dos voos, pode ficar fora de casa por dias. A profissão também exige formação específica e fluência em idiomas, principalmente em voos internacionais. 

Nos Estados Unidos, o mercado é promissor e tende a um crescimento substancial até 2029. Assim, as oportunidades são ainda maiores, o que leva a querer saber quanto ganha uma aeromoça nos EUA

O que uma aeromoça faz?

Os comissários de bordo prestam serviços de rotina e respondem a emergências para garantir a segurança e o conforto dos passageiros das companhias aéreas. Entre suas principais atribuições, normalmente estão: 

  • Participar de briefings de pré-voo com os pilotos, com o objetivo de discutir detalhes do voo e as condições da cabine 
  • Realizar inspeções pré-voo dos equipamentos de emergência
  • Demonstrar o uso de equipamentos de segurança e emergência
  • Certificar-se de que os passageiros estejam com os cintos de segurança apertados quando necessário e que todos os outros requisitos de segurança sejam observados
  • Servir e vender bebidas, refeições ou lanches
  • Cuidar das demandas dos passageiros, especialmente aqueles com necessidades especiais
  • Tranquilizar os passageiros durante o voo, como quando a aeronave passa por turbulência
  • Administrar e coordenar cuidados médicos de emergência, conforme necessário
  • Fornecer orientação aos passageiros, incluindo como evacuar a aeronave em uma emergência

Antes de deixar o avião, os comissários de bordo avaliam as condições da cabine. Depois, enviam relatórios sobre quaisquer problemas médicos e de segurança que possam ter ocorrido durante o voo.

O trabalho de um comissário de bordo ocorre principalmente na cabine de aeronaves. A rotina exige lidar diretamente com os passageiros, além de ficar em pé por longos períodos, o que pode ser estressante e cansativo. 

Ocasionalmente, enfrentam turbulências no ar, o que pode dificultar a prestação do serviço e causar ansiedade. Gerir emergências e clientes indisciplinados também pode ser difícil e provocar estresse.

Como ser uma aeromoça nos Estados Unidos?

Os comissários de bordo devem ser certificados pela Federal Aviation Administration (FAA), além de ter ensino médio. Entretanto, a depender da companhia, pode ser exigida graduação. 

Quem trabalha em voos internacionais precisa ter fluência em diferentes idiomas. Os candidatos devem ser maiores de 18 anos, elegíveis para trabalhar nos Estados Unidos, ter passaporte válido e passar por verificação de antecedentes.

Ademais, é necessário passar por avaliação médica e atender requisitos de altura definidos pela companhia aérea, embora o último item seja cada vez menos demandado. 

É importante que o candidato tenha experiência profissional prévia de um a dois anos no atendimento ao cliente. Por exemplo, empregos em restaurantes, hotéis, resorts, vendas ou em outras posições que requeiram contato próximo com o público.

Assim que o comissário é contratado, recebe treinamento inicial pela companhia que varia de 3 a 6 semanas. A formação normalmente é feita no centro de treinamento da própria empresa. Os conteúdos abrangem procedimentos e operação de equipamentos de emergência, administração de primeiros socorros, regulamentos de voo, operações da empresa e deveres de trabalho.

No final do treinamento, os alunos partem para voos de prática e, após aprovados no treinamento inicial, os novos comissários de bordo recebem o Certificado de Proficiência Demonstrada da FAA.

Mercado de trabalho para aeromoças

As companhias aéreas são obrigadas por lei a fornecer comissários de bordo para a segurança e proteção dos passageiros. Por isso, cerca de 122 mil profissionais foram empregados na área nos últimos dois anos. 

Há alguns anos, a profissão era quase restrita a mulheres, cenário bem diferente atualmente. Por isso, a alcunha de aeromoça acabou caindo em desuso. A expectativa de crescimento da área é de 17% até 2029.    

Quanto ganha uma aeromoça nos Estados Unidos?

Antes de falar sobre salários, é importante detalhar como funciona o contrato de trabalho com as aeromoças nos Estados Unidos. Os horários são geralmente variáveis, incluindo turnos à noite, fins de semana e feriados. Na maioria dos casos, um contrato entre a companhia aérea e o sindicato dos comissários de bordo determina o total de horas trabalháveis ​​diárias e mensais. 

Um turno de serviço típico contempla de 12 a 14 horas por dia. Porém, pode ser maior em voos internacionais. A Federal Aviation Administration (FAA), entidade que regula o transporte aéreo nos Estados Unidos, exige que os comissários de bordo tenham, pelo menos, 9 horas consecutivas de descanso após qualquer turno antes de iniciar o próximo. Enquanto estão a trabalho, a companhia deve providenciar acomodação em hotel e auxílio-refeição. 

Bom, afinal, quanto ganha uma aeromoça nos Estados Unidos? O salário médio anual para comissários de bordo é de US$ 56.640 por ano, mas pode variar de US$ 29.270 a mais de US $ 80.940 anuais. 

E aí, interessado pela remuneração do cargo em terras estadunidenses? Continue navegando pelo site e saiba o salário de outras profissões pelo mundo!


Curso de Inglês – Online e Gratuito!

Você que deseja trabalhar nos Estados Unidos e quer se capacitar para melhorar suas oportunidades de emprego, temos uma ótima sugestão!

Que tal fazer cursos gratuitos de inglês, do básico ao avançado, 100% online, com emissão de certificado, em um site associado à ABED (Associação Brasileira de Educação à Distância)?

➥ Confira as vantagens:

  • Melhorar seu currículo possibilitando mais chances de conseguir um bom emprego.
  • Aumentar a probabilidade de conseguir uma promoção no emprego.
  • Completar as horas necessárias nas atividades extracurriculares em faculdades e universidades.
  • Em alguns concursos públicos é necessário possuir um curso específico.
  • Ajudar com a progressão funcional para funcionários públicos.
  • Aumentar seus conhecimentos em uma nova profissão.

➥ CURSOS DISPONÍVEIS:

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.