Quanto ganha um advogado brasileiro em Portugal?

Se você é graduado em Direito e quer exercer a profissão na terrinha, saiba quais são as exigências e como proceder dentro da legalidade.

- Tempo de leitura: 2 minutos -

A profissão de advogado é, há muito, uma das carreiras mais valorizadas do país. Prova disso é a concorrência dos cursos de Direito nas melhores universidades brasileiras. Mas, muita gente com vida consolidada por aqui deseja seguir o ramo em outro país, em busca de qualidade, melhores oportunidades e até estudo. Um dos países mais procurados fica do outro lado do Atlântico – Portugal. E você sabe quanto ganha um advogado por lá?

Desde 2003, advogados brasileiros podem atuar em Portugal e vice-versa, graças a um acordo de reciprocidade. Sendo assim, os profissionais são dispensados de fazer um novo exame da Ordem, o que já facilita bastante. No caso do Brasil, basta que o advogado se inscreva na Ordem dos Advogados Portugueses (OAP) e tenha o aval de um colega de profissão português que informe seu endereço e se responsabilize pelo estrangeiro.

Isso, inclusive, faz com que o brasileiro não precise apresentar o Título de Residência. E como proceder? O interessado deve efetuar a taxa de inscrição no valor de € 300, além de enviar a seguinte documentação: 

  • Certidão da OAB;
  • Certificado de conclusão de curso de Direito;
  • Inscrição na OAB (cópia do processo);
  • Fotos 3×4;
  • Certidão de nascimento;
  • Carteira de Identidade de Advogado;
  • Passaporte válido;
  • Certificado de antecedentes criminais no Brasil;
  • Certificado de antecedentes criminais em Portugal.

Como é o mercado de trabalho em Portugal?

Assim como no Brasil, começar a carreira de advogado em Portugal não é tão fácil, pois você ainda terá que formar uma rede de contatos e mostrar seu lado profissional. O processo é lento e exige que o candidato tenha uma boa reserva financeira para ir se mantendo até angariar contatos, mostrar suas habilidades e experiência. As coisas ficam um pouco mais fáceis se você tiver indicações, exatamente como acontece por aqui. 

Também é importante saber que os portugueses não têm o hábito de entrar com um processo por pequenas causas. O comum é tentar resolver de forma amigável ou registrando o caso no livro de reclamações, algo obrigatório nos estabelecimentos do país. Ou seja, o volume de processo cai substancialmente. Ah, mas então não compensa largar tudo aqui e seguir carreira em Portugal? Sim, basta seguir algumas recomendações. 

A dica é começar no departamento jurídico de grandes empresas, como multinacionais, ou em escritórios renomados para ir se ambientando com os processos. A partir daí, vai ficando mais fácil ter seus próprios clientes e abrir um escritório, por exemplo. 

Quanto ganha um advogado brasileiro em Portugal?

A remuneração de um advogado brasileiro em Portugal depende da experiência e da cidade onde o candidato mora. O salário inicial mensal varia de € 800 a € 1000 em um escritório renomado. Com maior experiência, a remuneração pula para € 2.109,00, em média, chegando a € 8.000,00 aos dez anos de carreira no país. Para efeitos de comparação, o salário mínimo português em junho de 2018 era 580 euros.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->