Por que Balneário Camboriú está alargando a faixa de areia da praia Central?

Cidade conta com os prédios mais altos do país. Especulação imobiliária levou a um problema que o município não esperava enfrentar.

- Tempo de leitura: 2 minutos -

Balneário Camboriú, balneário do litoral norte catarinense, abriga alguns dos prédios mais altos da América do Sul. No entanto, ao contrário de outras cidades, esses edifícios não abrigam escritórios, mas hotéis e outras instalações para turistas.

Ao longo de uma faixa costeira de cinco quilômetros, entre uma estrada movimentada e áreas de preservação, as construtoras construíram uma fileira de arranha-céus, criando um problema para quem está nas praias de Balneário Camboriú: os prédios projetam grandes sombras na areia.

Os arranha-céus próximos à Praia Central projetam sombras sobre a estreita faixa de areia existente
Os arranha-céus próximos à Praia Central projetam sombras sobre a estreita faixa de areia existente

Cidade de 145 mil habitantes, Balneário Camboriú geralmente atrai aposentados e ricos, como latifundiários milionários das regiões Centro-Oeste e Sul. O craque do Barcelona, ​​Neymar, é dono de um imóvel na região, onde o preço normal de um apartamento gira em torno de R$ 3 milhões.

O estilo arquitetônico já levou a comparações com Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. No entanto, também tem havido muitas críticas, principalmente ao fato de que os prédios projetam sombras na praia a partir do meio da tarde.

Para sanar o problema, a prefeitura iniciou um projeto de extensão da faixa de areia da Praia Central. Até o momento já foram realizados 500 metros de extensão. A obra vai custar aos cofres públicos cerca de R$ 66 milhões. A previsão de conclusão da obra é para o mês de novembro deste ano.

De acordo com informações do Gazeta do Povo, o projeto vai estender a faixa de areia de 25 para 70 metros. O material vem de uma jazida da região pela draga Galileo Galilei que despeja a areia na praia por meio de uma tubulação.

O prefeito de Balneário Camboriú disse em nota que a obra vai impactar a cidade de forma positiva. “Esta é uma obra desejada há décadas em Balneário Camboriú e vem num momento de reestruturação da cidade, o momento em que a cidade se prepara para a retomada mais forte da economia. É uma obra de proteção ambiental que vai permitir, além da proteção da orla contra o avanço das marés, a criação de espaços privilegiados para os moradores e os visitantes.”, destacou.

Acompanhe ao vivo

Está curioso para saber como estão indo as obras de ampliação da faixa de areia da Praia Central? A prefeitura de Balneário Camboriú disponibilizou um site com câmeras ao vivo 24h por dia que acompanham o andamento dos serviços e a movimentação na praia. Você pode conferir clicando AQUI.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->