O que provocou a tempestade de areia entre São Paulo e Minas Gerais? – Entenda!

O evento meteorológico assustou moradores das regiões central e norte de São Paulo e do Triângulo Mineiro.

- Tempo de leitura: 2 minutos -

Uma tempestade de areia assustou moradores das regiões central e norte de São Paulo e do Triângulo Mineiro. Os ventos chegaram a 92 km/h.  Tempestades de areia são causadas por ventos muito fortes. Em regiões extremamente secas, como foi o caso dessa, os ventos podem puxar a poeira do solo para o ar, criando uma tempestade de areia.

A geografia e a vida vegetal de uma área também podem aumentar a probabilidade de tempestades de areia. Por exemplo, tempestades de areia são comuns em regiões planas e com poucas árvores e plantas. Esses dois recursos permitem que os ventos aumentem o ímpeto, fazendo com que eles fiquem mais fortes e joguem mais poeira na atmosfera.

Por que as tempestades de areia são um problema?

Embora as tempestades de areia possam terminar após alguns minutos, a poeira pode pairar no ar e causar problemas por dias ou até meses depois. Tempestades de poeira – e seus efeitos prolongados – podem ser perigosos por vários motivos:

  • A parede inicial de areia e detritos de uma tempestade de poeira pode chegar repentinamente e pegar as pessoas de surpresa.
  • Tempestades de areia podem dificultar a visão quando você está dirigindo e podem causar acidentes de carro.
  • A poeira no ar pode causar sérios problemas aos aviões. A areia densa pode reduzir a visibilidade dos pilotos, causando atrasos e cancelamentos. Tempestades de poeira também podem causar problemas mecânicos em aviões.
  • Respirar ar empoeirado durante uma tempestade de areia pode causar problemas de saúde – especialmente para pessoas com asma.

Existe um aviso para tempestades de poeira?

Se uma tempestade de areia for detectada em sua área, a Defesa Civil emitirá um aviso de tempestade de areia. Os cientistas também podem usar satélites meteorológicos para detectar os primeiros sinais de uma tempestade de areia para ajudar os meteorologistas a dar um aviso ainda mais cedo.

Embora seja difícil não ver tempestades de poeira no solo, pode ser difícil avistá-las do espaço. Isso ocorre porque a poeira geralmente tem a mesma cor do solo, de modo que a tempestade se confunde com o que está ao seu redor. No entanto, os satélites meteorológicos da série GOES-R (abreviação de Geostationary Operational Environmental Satellite-R Series) têm um instrumento que pode detectar tempestades de areia. 

O instrumento, chamado Advanced Baseline Imager (ABI para abreviar), é como uma câmera que tira fotos com muitos filtros diferentes. Ao combinar e comparar as informações desses diferentes tipos de fotos, os cientistas podem detectar o início de uma tempestade de areia. Isso permite avisos antecipados, o que pode manter carros, aviões e pessoas seguras.

Vídeo da tempestade de areia

Veja o vídeo do momento da tempestade registrada em Franca/SP:

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->