O que faz seu cérebro envelhecer rápido? Veja os 8 principais fatores!

Cada um desses fatores pode envelhecer seu cérebro em até 3 anos

- Tempo de leitura: 2 minutos -

Ao chegar à vida adulta, percebemos cada vez mais como alguns hábitos afetam nossa mente, velocidade de raciocínio e resistência, não é mesmo?

Por conta disso, é comum investirmos em uma alimentação saudável, exercícios físicos e boas relações para mantermos nossa saúde mental em dia.

Entretanto, existem alguns fatores que podem contribuir bastante para envelhecer o nosso cérebro. Conheça abaixo os principais.

Fatores maléficos que podem fazer seu cérebro envelhecer

Basicamente, o impacto de uma vida repleta de hábitos nada saudáveis passa a cobrar bastante durante a velhice, que pode nos trazer algumas doenças como Alzheimer e Parkinson.

LEIA MAIS: Viva a sua melhor fase: lições de vida para aprender após os 50!

Segundo especialistas, existem alguns fatores determinantes para este processo, com uma influência profunda no desenvolvimento de demência. São esses:

  • Fumar;
  • Depressão;
  • Hipertensão;
  • Diabetes;
  • Perda de audição;
  • Traumatismo craniano;
  • Nível de educação inferior;
  • Uso de álcool e outras substâncias.

Eles apontam para uma diminuição significativa em nossa capacidade cognitiva, sendo que cada um deles pode trazer até 3 anos de envelhecimento para o nosso cérebro.

Logo, uma pessoa que fuma, bebe e tem diabetes pode ter um cérebro até 9 anos mais velho do que o de uma pessoa que não se encaixa em nenhum dos fatores acima. Felizmente, alguns deles ainda são reversíveis e podem ser alterados.

A importância de hábitos saudáveis

Algumas dessas condições, como o abuso de álcool e uso de cigarros podem ser revertidas, especialmente pelo fato de que seus efeitos são reduzidos bastante após alguns anos sem consumi-los.

LEIA MAIS: Quer ter vida longa? Melhore sua saúde com esses hábitos japoneses!

Além disso, a perda de audição pode ser tratada e, mesmo que não seja curada, deve apresentar melhoras significativas. No final, a adoção de hábitos saudáveis é essencial para uma velhice e vida adulta mais ativa, diminuindo bastante o risco de doenças degenerativas.

Inclusive, a expectativa é de que nos próximos anos existam cada vez mais “super idosos”, que são aqueles indivíduos mais velhos, mas com um desempenho cognitivo tão bom quanto o dos jovens.

Caso tenha gostado desse conteúdo, você pode acompanhar outras publicações em nosso site Rotas de Viagem!

Você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->