Motos com o maior valor de revenda em 2021 – Veja as campeãs de cada categoria!

Confira as campeãs do Selo Maior Valor de Revenda – Motos de 2021.

- Tempo de leitura: 1 minuto -

As vendas de motocicletas usadas cresceram de forma brilhante até agora em 2021 – embora setembro tenha visto uma ligeira desaceleração em comparação com o mesmo mês em 2020.

Motos de uso urbano, aventureiras e scooters tiveram o maior crescimento com a Honda CG 160 sendo ainda a moto mais vendida do Brasil.

Como a pandemia do coronavírus causou estragos nas concessionárias, o motociclismo contrariava a tendência automotiva, oferecendo soluções de transporte viáveis ​​e seguras durante grande parte do ano. 

Mesmo com as restrições adicionais e mudanças nos regulamentos, as vendas de motocicletas tiveram um crescimento impressionante ao longo do ano.

A valorização das motos também foi bastante evidente em 2021. Confira a seguir os modelos que mais se valorizaram em 2021 de acordo com a Sexta Edição do Selo Maior Valor de Revenda – Motos da Autoinfome em parceria com a Textofinal de Comunicação.

  • Geral: Honda CG 160 (+11,8%)
  • Categoria Crossover: Honda CB 500X (+5,1%)
  • Categoria Motoneta: Honda POP 110i (+ 9,6%)
  • Categoria Naked até 800 cc: Honda CB 650R (8,1%)
  • Categoria Naked acima de 800cc: Kawasaki Z900
  • Categoria Scooter até 200 cc: Honda PCX 150 (+ 8,2%)
  • Categoria Scooter acima de 200cc: Yamaha XMAX 250
  • Categoria 50cc: Shineray Super Smart (+5,5%)
  • Categoria Big Trail até 900cc: Triumph Tiger 900 (+6,1%)
  • Categoria Big Trail acima de 900cc: Yamaha XT 1200 Z Super Ténéré (+8,2%)
  • Categoria Clássicas: Kawasaki Vulcan S 650 Café (+6,6%)
  • Categoria Custom até 800cc: Houjoe Chopper Road 150 (6,9%)
  • Categoria Custom acima de 800cc: Harley-Davidson Sport Glide (+0,7%)
  • Categoria Sport até 800cc: Kawasaki Ninja 650R (+4,9%)
  • Categoria Sport acima de 800cc: BMW S 1000 RR (+7%)
  • Categoria Trail: BMW G 310 GS (+8,3%)
  • Categoria Touring: Harley-Davidson CVO Street Glide (+2,9%)

É um bom negócio?

Existem alguns benefícios em comprar uma motocicleta: menos manutenção inicial e peças mais confiáveis. Independentemente da opção escolhida, a manutenção das motocicletas pode custar menos do que a de um carro, pois exigem manutenção e reparos com menos frequência. Os pneus podem ser especialmente baratos e devem ser substituídos a cada 60.000 km, dependendo do seu estilo de pilotagem.

O combustível costuma ser mais barato para motocicletas, pois elas podem obter um número maior de quilômetros por litro. Em média, os carros percorrem 12 km/l, enquanto uma motocicleta média percorre cerca de 40 a 50 km/l. Isso é mais do que o dobro de quilômetros para a mesma quantidade de gasolina. 

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->