Motoristas fogem de grandes apps e criam seus próprios aplicativos de transporte

Devido às condições pouco receptivas de grandes plataformas de transporte, vários motoristas estão se arriscando e criando suas próprias empresas.

- Tempo de leitura: 2 minutos -

O boom da tecnologia digital tornou a vida muito mais simples para os passageiros. Em muito pouco tempo, o negócio tradicional de táxis não foi apenas interrompido por serviços de carona como o Uber, mas quase foi eliminado. 

Agora o sapato está do outro lado, à medida que as pessoas percebem os benefícios de adotar aplicativos de compartilhamento de viagens e estão se aglomerando para usá-los em massa.

Booking.com

De acordo com uma pesquisa do início deste ano, espera-se que o mercado de compartilhamento de caronas atinja US$ 218 bilhões em 2025. Isso não é surpreendente, dada a crescente popularidade do compartilhamento de caronas, que não mostra sinais de desaceleração.

Quando a pandemia chegou, muitos motoristas pararam de dirigir pela Uber. Muitos reclamam da exaustão com o estresse diário de dirigir. Vendo seus ganhos diminuírem constantemente, vários decidiram iniciar suas próprias jornadas criando aplicativos de carona compartilhada.

O risco adicional de contrair o coronavírus foi suficiente para convencer muitos a abandonar as grandes plataformas. A Uber e a 99 estão enfrentando uma escassez de motoristas, pois os clientes que retornaram e foram vacinados inundaram os aplicativos, apenas para descobrir que não havia motoristas suficientes para atendê-los.

Motoristas usando aplicativos rivais

Os motoristas têm permissão para usar aplicativos rivais para chamar várias corridas ao mesmo tempo. Isso permite que eles escolham as melhores tarifas. Mas também significa que os motoristas podem cancelar viagens se encontrarem uma tarifa melhor, deixando os usuários enfrentando uma espera mais longa.

As viagens não valem a pena para os motoristas

Como o Uber não paga seus motoristas para chegar até os clientes, os motoristas dizem que as viagens curtas que demoram muito para chegar não valem a pena. Isso significa que se você estiver longe de um grupo de motoristas e a viagem for curta, pode não ser economicamente viável para eles buscá-lo.

Alternativas os grandes aplicativos

Com sede em Minas Gerais, o 7Move é um entre vários aplicativos que surgiram para rivalizar com as grandes empresas. Fundado por motoristas, a plataforma busca uma relação mais humanizada com os parceiros, a começar pelas taxas cobradas.  

Seu modelo de serviço de compartilhamento de viagem permite que você peça a viagem a um preço atrativo. Além disso, o motorista tem tarifas fixas para trabalhar na plataforma.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.