INSS vai permitir solicitar benefícios previdenciários em cartórios – Veja detalhes!

Projeto pode se tornar permanente e já está sendo testado em sete cartórios espalhados por cinco regiões do Brasil.

- Tempo de leitura: 1 minuto -

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) planeja acelerar a concessão de benefícios previdenciários. De acordo com o órgão, para tentar reduzir as longas filas de espera pela autorização de benefícios, foi firmado um Protocolo de Intenções com a Associação dos Cartórios de Registro Civil (ARPEN-Brasil).

O objetivo dessa parceria é desenvolver formas de atender rapidamente e com mais comodidade aos cidadãos que solicitam algum tipo de benefício junto à Previdência Social.

O INSS atualmente possui 1.557 agências espalhadas pelo Brasil. Todas elas recebem diariamente requerimentos de benefícios como aposentadoria, auxílio-doença e pensão por morte. 

A proposta do INSS é permitir que esses serviços possam ser realizados nos 7.650 cartórios de Registro Civil espalhados pelo Brasil. 

“Não temos agências do INSS em todos os municípios, mas temos cartórios – por que os benefícios não podem ser solicitados nos Cartórios de Registro Civil? Um pai ao registrar seu filho no cartório já pode sair de lá com o salário maternidade da mãe garantido. A concessão automatizada vem para diminuir a burocracia e evitar grandes deslocamentos. Além de ser um avanço enorme para todos os cidadãos que buscam seu direito”, disse Onyx Lorenzoni, Ministro do Trabalho e Previdência, em evento no INSS.

Outra preocupação do órgão é de atender a população que mora longe de agências do INSS. Elas perdem muito tempo e dinheiro se deslocando para outras cidades para solicitar os benefícios. O projeto já começou em sete cartórios de cinco regiões do Brasil. Inicialmente, o teste dos atendimentos vai durar 30 dias. 

Nesta primeira etapa os beneficiários podem solicitar salário maternidade e pensão por morte nos cartórios. Essa fase de testes servirá para os órgãos testarem a capacidade de atendimento, e as possíveis dificuldades em realizar o processo. 

Depois do período de testes, o Conselho Nacional de Previdência Social decidirá se vai autorizar de forma permanente os atendimentos aos beneficiários em cartórios.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->