Ilusão de óptica do buraco negro: Veja como ela mexe com o seu cérebro!

O que você vê na imagem? Saiba, neste artigo, o que a sua mente está tentando te dizer!

- Tempo de leitura: 1 minuto -

Apesar de ele estar parado, ao observar a imagem, você sente como se o buraco negro estivesse se movimentando, não é mesmo?

De acordo com especialistas, esse efeito significa que o seu cérebro está tentando te mostrar o futuro (como ele acha que vai ser). Isto é, que você está caminhando em direção a um túnel escuro, o qual pode vir cheio de surpresas e notícias que você (ou ele) espera.

Saiba mais detalhes dessa ilusão de óptica

Existe uma explicação bem simples do porquê vemos o buraco negro se mover ao observá-lo! Segundo alguns estudos, esse efeito ocorre pois as pupilas dilatam para receber mais luz.

Ilusão de óptica do buraco negro
Akiyoshi Kitaoka

Assim, conforme a visão dos psicólogos da Unidade Ritsumeikan, no Japão, e da Universidade de Oslo, na Noruega, essa ilusão de óptica permite que o seu cérebro lhe mostre o que pode estar por vir.

Mas, não ache que você está vendo a uma grande distância do “futuro”. Pois, esse efeito possibilita somente 100 milisegundos.

Como a ilusão de óptica do buraco negro funciona?

A mancha gradiente ou circular de sombra presente no buraco negro central memora uma impressão acentuada de fluxo óptico, como se a pessoa que está o observando estivesse seguindo para um túnel ou buraco.

Diante disso, as pupilas dos olhos dilatam intensamente, para que entre mais luz e você observe a ilusão de óptica com mais facilidade. Portanto, quanto mais dilatadas as pupilas ficam, mais expansão externa o indivíduo consegue visualizar.

Além disso, também já foi constatado que essa mesma ilusão, porém com buracos coloridos, não apresentam o mesmo efeito para o cérebro. Isso porque, as pupilas não se dilatam.

O que diverge, por exemplo, da ilusão Asahi, desenvolvida pelo professor Akiyoshi Kitaoka. O desenho utiliza o brilho da luz solar intensa no centro de “folhas de plantas” ou “formações de nuvens”. Nesse caso, as pupilas tendem a se contrair para evitar que entre muita luz e cause cegueira.

Gostou deste artigo? Confira vários outros semelhantes aqui no Rotas de Viagem!

Você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->