Ilha de Jeju, a Ilha dos Deuses na Coreia do Sul

A maior ilha do país é um destino turístico popular para coreanos e estrangeiros

- Tempo de leitura: 9 minutos -

Quando falamos em Coreia do Sul, assim como em países do Extremo Oriente, logo nos vem à mente cidades tecnológicas e modernas. Pois saiba que todos são donos de natureza exuberante, a exemplo da Ilha de Jeju, também conhecida como a Ilha dos Deuses. O lugar é um dos principais destinos turísticos do país.

Jeju é a maior ilha do país e, além das paisagens incríveis e riquezas naturais, sua popularidade duradoura se deve a fatores históricos. Até o final dos anos 80, os sul-coreanos não tinham autorização para sair do país. O jeito foi desenvolver uma ilha com o objetivo de ser destino de férias.

Como resultado, Jeju é rica em hotéis, restaurantes, lojas e atrações turísticas, incluindo museus fascinantes e parques temáticos peculiares.

Onde fica a Ilha de Jeju?

A Ilha de Jeju fica no sul do país, mais precisamente no Estreito da Coreia, sendo a maior das ilhas coreanas. 

Como é a Ilha de Jeju?

Songsan Ilchulbong na Ilha de Jeju
Songsan Ilchulbong na Ilha de Jeju

O nome Jeju significa “enorme vila do outro lado do mar”. A ilha tem sua própria cultura, bem diferente daquela do continente. Isso é evidente nas duas principais cidades, Jeju City e Seogwipo. A maioria das pessoas, entretanto, visita o lugar para relaxar e desfrutar das paisagens ao ar livre, graças ao litoral recortado com praias deslumbrantes.

O que fazer na Ilha de Jeju?

A lista de atividades na Ilha de Jeju é infindável, desde aproveitar as belezas naturais até visitar museus. 

Curta a natureza 

A Ilha de Jeju foi nomeada como uma das 7 Novas Maravilhas da Natureza em 2011, com praias imaculadas, cachoeiras, vulcões, cavernas de tubos de lava e muitas outras maravilhas naturais inspiradoras. Listar os melhores pontos turísticos neste quesito não é fácil, mas tentamos. Veja: 

Montanha Hallasan: vulcão adormecido no centro da ilha, com lago no topo formado pela cratera, além de ser cercado pelo parque nacional que tem o assustador número de 368 vulcões. 

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Montanha Hallasan
Montanha Hallasan

Seongsan Ilchulbong (Sunrise Peak): cone vulcânico com 182 metros de altitude,  famoso pelo nascer do sol espetacular.

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Seongsan Ilchulbong
Seongsan Ilchulbong (Korea.net / Korean Culture and Information Service (Photographer name), CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons)

Praia Iho Taewoo: praia próxima ao centro da cidade de Jeju, famosa por seus icônicos faróis em forma de cavalo.

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Praia Iho Taewoo
Praia Iho Taewoo

Cavernas de Manjang (Manjanggul): formada há centenas de milhares de anos, é uma das maiores e mais longas cavernas com tubo de lava do mundo. Medindo até 30 metros de altura e 23 metros de largura, a caverna se estende por incríveis nove quilômetros. 

No caminho, você passará por várias estalagmites, estalactites e formações rochosas. A principal atração é a gigantesca coluna de lava de 7,8 metros de altura que fica em uma das pontas, a estrutura mais alta do mundo

A maior coluna de lava, localizada na Caverna de Manjang
A maior coluna de lava, localizada na Caverna de Manjang (AhmadElq, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons)

Penhascos de Jusangjeolli: formações rochosas vulcânicas únicas que parecem pilares retangulares próximo à praia de Jungmun. O penhasco irregular foi formado quando a Montanha Hallasan entrou em erupção, de forma que a lava resfriada criou as belas formações que vemos hoje. 

O penhasco Daepo Haean Jusangjeolli é particularmente espetacular quando uma grande onda bate nas rochas, permitindo vislumbrar suas formas quadradas e hexagonais.

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Penhascos de Jusangjeolli
Penhascos de Jusangjeolli

Jeongbang: siituada nos arredores de Seogwipo, é uma das cachoeiras mais famosas da ilha. As águas brancas despencam 23 metros abaixo, rumo  ao oceano abaixo. Para chegar, os visitantes precisam escalar uma série de rochas e pedras soltas. Como podem ficar bastante escorregadios com o spray da cachoeira, é uma boa ideia usar sapatos confortáveis.

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Cachoeira Jeongbangn
Cachoeira Jeongbangn

Visite museus interessantíssimos

Existem centenas de museus espalhados por toda a ilha. Na verdade, os museus de Jeju são um dos principais motivos para visitar a ilha porque têm diferenciais quando comparados aos outros que você já visitou pelo mundo. Quer ver?

Jeju Loveland: divirta-se tirando fotos com as 140 esculturas eróticas do museu. Além delas, o local expõe obras de arte inspiradas na sexualidade humana, por isso, este é um parque temático único que atrai turistas de todo o mundo. Se você estiver com crianças, não se preocupe, pois há uma zona separada para menores.

Jeju Natural Stone Art Museum: exibindo uma enorme coleção de arte em pedra natural, o museu merece visita obrigatória na Ilha de Jeju. Mitos e lendas giram em torno das rochas do parque, que representam contos folclóricos transmitidos de geração em geração. Por exemplo, as esculturas de Dol Hareubang protegem a ilha e afastam os maus espíritos. 

Arrisque-se nas atividades marinhas 

De mergulho com snorkel a caiaque, há uma grande variedade de esportes e atividades aquáticas na Ilha de Jeju para você escolher. Entre eles, podemos citar: 

  • scuba diving 
  • snorkeling 
  • parasailing 
  • caiaque 
  • velejamento 
  • pescaria 
  • aquários 
  • mergulho com golfinhos 

Não deixe de ir aos jardins da ilha 

A Ilha de Jeju oferece belos jardins e parques para passear e mergulhar na natureza. Aqui, estão os cinco melhores para uma fuga idílica.

Hallim Park: a noroeste da ilha, tem parque de diversões infantil e inúmeros jardins encantadores, cada um com tema diferente. Escondido entre os jardins de bonsai, água e palmeiras, está um pequeno zoológico, um restaurante charmoso e uma vila tradicional para aprender mais sobre a cultura e os costumes locais de Jeju. Sem falar nas cavernas de Ssangyonggul e Hyeopjaegul.

Tem 9 zonas temáticas diferentes, como Palm Tree Road, Jeju Stone e Bonsai Garden, Subtropical Botanic Garden, além de duas cavernas de lava.

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Queda d’água no Hallim Park
Queda d’água no Hallim Park (Wilson Loo Kok Wee, CC BY-NC-ND 2.0, via Flickr)

Ecoland: parque temático familiar onde você pode explorar as florestas de Jeju em um trem a vapor Baldwin do século XVIII.

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Trem a vapor de Ecoland
Trem a vapor de Ecoland

Ilchul Land: parque temático com jardins botânicos, parque à beira-mar, uma vila, estufa de cactos e pequena caverna de lava.

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Ilchul Land
Ilchul Land

Spirited Garden: lindo jardim com as maiores cachoeiras artificiais de Jeju. Os bonsai centenários ficam ao lado de colinas sinuosas, pontes de pedra pitorescas e cachoeiras que borbulham suavemente. 

Projetado para deixar sua alma à vontade, o jardim foi fundado em 1968, por Bum-Young Sung. Desde então, inúmeros chefes de estado importantes passaram por aqui, apreciando a fascinante mistura de arte, natureza e filosofia.

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Spirited Garden
Spirited Garden

Aventure-se nas trilhas 

Em Jeju, há uma série de trilhas chamadas Jeju Olle-gil, que passam por florestas, cones vulcânicos e outros segredos bem guardados da ilha. São 26 rotas no total. 

Uma delas é a subida pela montanha Hallasan (Mt. Halla), cujo pico está a 1.950 metros acima do nível do mar e a caminhada compensa. 

A primeira recompensa por caminhar até o topo é a vista de Baekrokdam, com lago formado pela cratera. Em seguida, os cones vulcânicos no Parque Nacional Hallasan. Apesar da altitude, a trilha até a montanha é relativamente fácil. 

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Lago formado na cratera vulcânica do Monte Halla
Lago formado na cratera vulcânica do Monte Halla (Mass Ave 975, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons)

O percurso tem menos de 10 km, começando pela entrada Seongpanak, um trajeto aproximado a cinco horas. 

Um alerta é observar as condições climáticas, uma vez que elas mudam constantemente. Assim, pode ventar muito durante a caminhada.

Prove os sabores de Jeju 

Como viajar por um país sem provar sua culinária típica? Entre os sabores de Jeju, temos o Jeonbokjuk,  um mingau feito com vísceras de abalone (tipo de molusco) e arroz. Ainda, o  Heuk-dwaeji, parecido com a panceta grelhada. Sem falar no Jagalchi, que nada mais é do que peixe-espada grelhado ou fervido.

Ainda no quesito gastronômico, conheça o Maison Glad Buffet, restaurante requintado na ilha. Em seguida, passe em um dos cafés à beira-mar com vistas deslumbrantes do oceano. Alguns oferecem até massagens nos pés. 

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Restaurante Maison Glad Buffet
Restaurante Maison Glad Buffet

Mergulhe na história e cultura de Jeju 

Além de comer, não dá para deixar de lado a história e cultura da região que visitamos. Por isso, visite os mercados locais, sejam os temporários ou permanentes. Um dos mais famosos é o Mercado Dongmun, próximo ao Aeroporto Internacional de Jeju. O maior mercado permanente da ilha tem mercadorias e produtos locais, como frutas cítricas.

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Mercado Dongmun
Mercado Dongmun

Fundado em 1945, as muitas lojas e barracas de Dongmun Market vendem de tudo sob o sol, com expositores de peixe fresco ao lado de barracas repletas de frutas, vegetais, carne, roupas, artigos de papelaria e lembranças. À noite, visitantes provam a comida de rua fabulosa, com bolinhos e frutos do mar sendo os mais populares. 

Passando pela história, o Jeju Folk Village Museum abriga uma vila com mais de 100 casas tradicionais e 8.000 itens folclóricos. Outra parada obrigatória para entender como era a Coreia do passado é o Parque Temático Fairy and Woodsman. O espaço oferece várias exposições que mostram o estilo de vida dos coreanos nos anos 1960-70. 

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Casinhas no Jeju Folk Village Museum
Casinhas no Jeju Folk Village Museum

Você também pode experimentar o uniforme escolar da década de 1970 e tirar fotos na sala de aula de estilo antigo!

Explore as ilhas ao redor 

Embora Jeju em si seja uma ilha, existem belas ilhotas nas proximidades que também vale a pena visitar. A Ilha Chagwido, a oeste de Jeju, é uma pequena ilha desabitada a apenas 10 minutos do Porto de Jagunae, excelente para pesca. Já a Ilha Udo, situada a 3,5 km da costa de Jeju, é famosa pelas praias de areia branca imaculada e penhascos de lava negra.

Abençoada com areias brancas brilhantes e águas turquesa cintilantes, a Praia Hyeopjae, a oeste da Ilha de Jeju, é perfeita para descansar. Também é possível aprecisar a vista da vizinha Ilha Biyangdo

O que fazer na Ilha de Jeju (Coreia do Sul): Praia na Ilha Biyangdo
Praia na Ilha Biyangdo

Situada a apenas meia hora de Jeju, Hamdeok Beach é especialmente convidativa durante os meses quentes de verão.

Enquanto grande parte da praia desaparece na maré alta, quando as águas recuam, surge uma enorme barreira de areia. Cercada por ilhotas rochosas e colinas com a cidade de Jocheon de fundo, a praia fica em meio a um cenário maravilhoso, favorecendo caminhadas costeiras. A estrutura é invejável, com esportes aquáticos e assistência ao visitante. 


Gostou de conhecer a Ilha de Jeju, na Coreia do Sul? Ainda na Ásia, conheça também o Templo de Angkor Wat, no Camboja. 

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.