História e curiosidades sobre o castelo de Neuschwanstein

A obra controversa serviu de inspiração para o Castelo da Bela Adormecida e atrai visitantes que passam pela Rota Romântica da Alemanha.

Poucos lugares na Terra lembram tanto contos de fadas quanto o castelo de Neuschwanstein. Com suas torres e afrescos, a construção parece tirada das páginas de uma história de Hans Christian Andersen. A beleza da obra é tanta que inspirou o design do Castelo da Bela Adormecida, na Disneylândia. Conheça, a seguir, a história e curiosidades sobre o castelo de Neuschwanstein.

Castelo de Neuschwanstein, inspiração para o Castelo da Bela Adormecida
Castelo de Neuschwanstein, inspiração para o Castelo da Bela Adormecida

O nome Neuschwanstein significa “Nova Pedra do Cisne” e deriva de um personagem da ópera de Richard Wagner, o Cavaleiro Cisne. A homenagem ao compositor alemão não se limitou ao batismo da obra, mas a muitas das salas inspiradas em suas óperas. Localizado em Füssen, foi construído no topo de um penhasco, nos Alpes da Baviera, para fins de mera fantasia.

As histórias e controvérsias que cercam sua construção, entretanto, não tiram a beleza e fama do local. O Castelo de Neuschwanstein se tornou uma das atrações turísticas mais populares da Europa, recebendo cerca de 1,3 milhão de visitantes a cada ano. Saiba qual é a história e as curiosidades mais interessantes sobre o belo castelo na Baviera.

História do castelo de Neuschwanstein

O castelo de Neuschwanstein é gigante, a ponto de receber, ao mesmo tempo, 6 mil turistas. Mas, apesar das dimensões estratosféricas, foi construído para apenas uma pessoa – o rei Ludwig II da Baviera (também conhecido como Rei Luís Louco). Ele encomendou a obra em 1868, dois anos depois que Áustria e Baviera foram conquistadas pela Prússia durante a Guerra Austro-Prussiana.

História e curiosidades sobre o castelo de Neuschwanstein: rei Ludwig II
O rei Ludwig II da Baviera encomendou a construção do castelo

O conflito privou o rei de seus poderes, levando-o a um tipo de retiro fantasioso particular. Ludwig II, então, cercou-se de opulentos castelos nos quais poderia viver seus sonhos de ser um verdadeiro rei soberano. O fato é que o rei cresceu no Castelo Hohenschwangau, uma construção no estilo neo gótico decorada com cenas de lenda e poesia. Quando subiu ao trono, em 1864, Luís começou a construir um “Novo Castelo Hohenschwangau”.

A ideia era erguer um castelo ainda maior, mesmo que mantendo as características medievais. O intuito era reproduzir sua ideia de monarquia voltada para os contos de fada. Apesar da aparência medieval, o castelo de Neuschwanstein foi construído apenas no século XIX, quando não havia sentido em levantar fortalezas. O projeto foi desenhado por Christian Jank, um designer teatral, e traduzido para a arquitetura por Eduard Riedel.

A obra foi levantada onde, originalmente, havia dois castelos menores, cujas ruínas foram removidas em 1868. A pedra fundamental de Neuschwanstein foi lançada em setembro de 1869, tornando-se habitável somente em 1873. O que não significa, entretanto, que o castelo tenha sido concluído. As instalações técnicas terminaram quase cinco anos depois e a obra ainda estava incompleta quando Ludwig morreu afogado, em 1886.

A morte de Ludwig II…

A morte de Ludwig II, inclusive, foi repentina e misteriosa, permitindo que o monarca tenha vivido no castelo por algumas noites, apenas por seis meses. Seu falecimento se deu antes mesmo da finalização das torres, concluídas apenas em 1892. Pouco tempo depois, o Castelo de Neuschwanstein foi aberto ao público como museu, tornando-se uma das atrações mais visitadas da Europa.

A Construção e seu interior…

Mesmo com muitos paradoxos, o castelo de Neuschwanstein foi erguido com a melhor tecnologia da época, como exigiu seu idealizador. A luxuosa estrutura tem um pátio murado, jardim interno, torres e uma caverna artificial. Ainda possui água corrente e um sistema de aquecimento central. A sala de jantar é acessível pelo elevador que sai da cozinha, três andares abaixo.

Frente do Castelo de Neuschwanstein
Frente do Castelo de Neuschwanstein

Durante a construção, Ludwig II se certificou de que o castelo fosse conectado a linhas telefônicas, embora poucas pessoas tivessem telefone na época. A sala do trono tem dois andares e foi inspirada em uma basílica bizantina. Estrelas decoram o teto abobadado azul, sustentado por colunas de pórfiro vermelho. Ah, e lembra que óperas de Wagner foram representadas no castelo?

O Rei Ludwig II foi patrono de Richard Wagner e as pinturas nas paredes do castelo retratam as lendas que inspiraram o compositor. A vida de Parsifal está no Singers ’Hall, no quarto andar. A saga Tannhäuser na sala de estudos. Por fim, Lohengrin foi retratada no Grande Salão.

Curiosidades sobre o castelo de Neuschwanstein

  • Apesar de muitas homenagens, Wagner nunca teve a chance de visitar o castelo, pois morreu antes de sua conclusão.
  • O castelo é um dos edifícios mais fotografados do mundo, mas não é permitido tirar fotos no interior do castelo.
  • Não há trono no castelo, pois a Sala do Trono foi concluída após a morte de Ludwig.
  • Quatorze carpinteiros trabalharam por mais de quatro anos para fazer a madeira do quarto de dormir.
  • Existe uma réplica do lego do Castelo de Neuschwanstein na Legoland de Günzburg, a poucos quilômetros do original.
  • Em 2012, o Castelo de Neuschwanstein apareceu na moeda comemorativa de € 2.

E, então, o que achou das história e curiosidades sobre o castelo de Neuschwanstein? Você conhece o local? É, realmente, impressionante? Conte para nós como foi sua experiência de viagem!

Você pode gostar também
1 comentário
  1. Ariano Goerll Diz

    Tive o privilégio de ver o castelo pessoalmente. Tudo nele é fantástico.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.