História e curiosidades da bela Catedral de Notre-Dame

A casa de Quasímodo é uma das catedrais mais famosas da França e sua construção levou quase duzentos anos para ser finalizada.

Oito séculos de existência, testemunha de acontecimentos importantes da história francesa mundial e cenário de desenho da Disney. A Catedral de Notre-Dame, localizada na Ilê de la Cité, é uma das mais famosas catedrais da França. Sua característica arquitetura gótica guarda muito do passado europeu e recebe, anualmente, hordas de turistas do mundo inteiro. Conheça a história e curiosidades da bela Catedral de Notre-Dame, que ostenta beleza rodeada pelas águas do rio Sena.

A grandiosa Catedral de Notre-Dame, antes do incêndio de 2019
A grandiosa Catedral de Notre-Dame, antes do incêndio de 2019

A Catedral de Notre-Dame levou quase duzentos anos para ficar pronta e cada um deles valeu a pena. Dedicada à Virgem Maria, possui mais de oito séculos de existência e é um dos maiores símbolos da Europa. Tragicamente, o monumento histórico foi atingido por um grande incêndio em 2019 e, assim, teve sua estrutura seriamente afetada. Nada que tire o brilho de sua magnífica história, nem as memórias de cavaleiros medievais que pediam bênçãos antes das batalhas ou da coroação de Napoleão Bonaparte como imperador de França. 

Com tanta história, a catedral já passou por várias restaurações ao longo do tempo. Também, é mundialmente conhecida por ambientar O Corcunda de Notre Dame, romance de Victor Hugo publicado em 1831. Naquele tempo, a obra já servia de alerta para a importância de preservar a Catedral, apelo que deu certo, já que o governo do rei Luís Filipe I decretou, em 1884, a restauração e a construção de uma sacristia. Enfim, conheça a história completa e curiosidades sobre a Catedral de Notre Dame

História da Catedral de Notre-Dame

A Catedral de Notre-Dame começou a ser construída no dia 24 de março de 1163, por decisão do bispo Maurice de Sully. O lançamento da pedra fundamental contou com a presença do papa Alexandre III e do rei Luís VII, o Jovem. O nome “Notre-Dame” já é uma homenagem à Virgem Maria (Notre-Dame, em francês, significa “Nossa Senhora”) e a ideia era seguir o gótico, novo estilo arquitetônico da época. O bispo sugeriu que a construção se desse no local de uma antiga catedral, a Ile de la Cité, no Rio Sena. 

História da Catedral de Notre-Dame
A Catedral de Notre Dame às margens do Rio Sena

A construção estendeu-se por 182 anos em quatro grandes fases, durante as quais a estrutura básica da catedral foi sendo levantada. A construção foi oficialmente finalizada em 1345 e, infelizmente, os registros com nomes dos arquitetos acabaram desaparecendo. 

As quatro fases da edificação da catedral de Notre-Dame são: 

  • 1.ª fase: 1163-1182
  • 2.ª fase: 1182-1190
  • 3.ª fase: 1190-1225
  • 4.ª fase: 1225-1250

Ao longo dos séculos, a catedral passou por uma série de acontecimentos e transformações. No século XVI, uma revolta de huguenotes causou danos em algumas das estátuas. Já no reinado de Luís XIV, mais modificações. Durante a Revolução Francesa, as missas da Igreja Católica pararam de ser celebradas lá e a Catedral passou a abrigar Cultos à Razão e ao Ser Supremo, exaltações do homem, seu conhecimento e à nova religião surgida na França e estabelecida por Maximilien Robespierre.

Na revolução, a catedral foi pilhada, teve uma torre do século XIII desmantelada, estátuas dos grandes portais e 28 que constavam na galeria dos reis da Judeia e Israel foram destruídas. Durante esse período, Notre-Dame chegou até a ser usada como depósito. A partir de 1801, já sob o poder de Napoleão Bonaparte, a catedral voltou ao status de igreja católica e a primeira missa após a Revolução foi celebrada em 18 de abril de 1802. Em 1804, foi o local escolhido por Napoleão para sua coroação como imperador da França.

Representação da coroação do Imperador Napoleão Bonaparte e da Imperatriz Josefina de Beauharnais
Representação da coroação do Imperador Napoleão Bonaparte e da Imperatriz Josefina de Beauharnais

Chegando ao século XIX, a catedral parisiense estava em estado de conservação tão deplorável que pensou-se em derrubá-la. Felizmente, o escritor francês Victor Hugo publicou Notre-Dame de Paris, livro publicado em 1831 que foi um grande sucesso e levou a catedral à fama internacional. Contagiado, Luís Filipe I ordenou sua restauração em 1844. Séculos depois, já em 1996, a Disney embarcou na história e produziu o desenho animado O Corcunda de Notre-Dame

Catedral de Notre-Dame no filme "O Corcunda de Notre-Dame"
A Catedral representada na animação O Corcunda de Notre-Dame

O Incêndio de 2019

A Catedral de Notre-Dame é hoje um dos pontos turísticos mais visitados de Paris, a Cidade-Luz que recebe 13 milhões de turistas, todos os anos. Sérios debates sobre uma necessária reforma na igreja foram levantados, em razão da quantidade de visitas e estado de conservação. Porém, nem o governo francês nem a Igreja Católica queriam assumir os custos, levando a arquidiocese de Paris a lançar, em 2017, um pedido de doações. Felizmente, os fundos foram levantados e a reforma começou.

Uma construção com tantos desafios veria mais um! No 15 de abril de 2019, durante as obras de restauração, um incêndio assolou a catedral, causando danos foram consideráveis. Alguns pontos da catedral foram completamente destruídos e a estrutura abalada. A forte comoção trazida pela catástrofe levantou mais doações que chegaram a R$ 3 bilhões de reais. 

Incêndio ocorrido em 2019, na Catedral de Notre-Dame
Incêndio ocorrido em 2019, na Catedral de Notre-Dame

O fato é que, em oito séculos de existência, a Catedral de Notre-Dame já passou:

  • pela beatificação de Joana D”Arc 
  • coroação de Henrique VI da Inglaterra, durante a Guerra dos Cem Anos
  • renovação dos vitrais pelo mestre vidreiro Jacques Le Chevalier 
  • renovação do grande órgão no início dos anos 90 
  • campanha de limpeza da fachada ocidental, que durou mais de dez anos
Catedral de Notre-Dame em reconstrução após o incêndio
Catedral de Notre-Dame em reconstrução após o incêndio

Curiosidades sobre a Catedral de Notre-Dame  

  • A Notre-Dame é um dos templos mais antigos da França. 
  • O personagem da obra de Victor Hugo foi inspirado em um dos escultores da catedral, por volta de 1820.
  • O maior sino do local, batizado de Emanuel, pesa 13 toneladas e foi restaurado no século XVII. 
  • Registros históricos apontam que Napoleão tomou a coroa das mãos do Papa e se “auto-coroou”, sinalizando que o Estado não seria submisso à igreja. 
  • A Notre-Dame guarda grandes relíquias, entre manuscritos medievais e objetos históricos. 
  • A Igreja Católica afirma que a coroa de espinhos de Jesus Cristo e um pedaço da cruz onde ele teria sido crucificado estão guardados na catedral.
  • A arquitetura gótica é caracterizada pelos enormes arcos do edifício principal. Sobre eles, há o telhado, feito com mais de 1.300 madeiras de castanheiros, o equivalente a 24 hectares de floresta. 
  • Apesar de ser considerada a obra gótica mais importante, a Notre-Dame, com 90 metros de altura, não é a maior do mundo. A maior delas fica na Alemanha, em Ulm, com 161,5 metros. 

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.