Fim do Auxílio Emergencial: Quem são os 20 milhões que ficarão sem ajuda do governo?

Governo deu início ao Auxílio Brasil, que atenderá apenas aos inscritos no Bolsa Família.

- Tempo de leitura: 1 minuto -

O fim do Auxílio Emergencial ocorreu em outubro. Cerca de 20 milhões de pessoas ficaram sem nenhum tipo de ajuda do governo federal. A partir deste mês de novembro foi iniciado o pagamento do Auxílio Brasil, programa que substitui o Bolsa Família. 

Apesar da criação do Auxílio Brasil, apenas uma pequena parte dos beneficiados pelo Auxílio Emergencial receberão dinheiro do programa. 

“O programa permanente, que é o Auxílio Brasil, que sucede o Bolsa Família, esse programa tem um tíquete médio, portanto, o valor do benefício varia de acordo com a composição de cada família. Então, existem famílias que estão recebendo menos de R$ 100, e tem outras que estão recebendo até mais de R$ 500. Esse programa terá um reajuste de 20 [%]”, disse o ministro da Cidadania para a Agência Brasil.

O ministro também destacou que o presidente Jair Bolsonaro pediu que o novo benefício fosse de, no mínimo, R$ 400 para famílias que vivem em situação de pobreza e extrema pobreza. Para que isso possa ser feito, o governo está elaborando uma espécie de benefício transitório.

“Estamos estruturando um benefício transitório, que funcionaria até dezembro do próximo ano, e esse benefício transitório teria por finalidade equalizar o pagamento desses benefícios para que nenhuma família beneficiária receba menos de R$ 400”.

Para financiar o Auxílio Brasil, o governo federal tenta uma solução junto ao Congresso Nacional. Para isso, está havendo um diálogo constante entre a cúpula do governo e os parlamentares, segundo o ministro. 

“Não estamos aventando que o pagamento desses benefícios se dê através de créditos extraordinários. Estamos buscando, dentro do governo, todas as possibilidades para que o atendimento desses brasileiros necessitados sigam também de mãos dadas com a responsabilidade fiscal”.

Quem ficará sem ajuda do governo

Com o fim do Auxílio emergencial, todos aqueles que não estão inscritos no CadÚnico por não se preencherem os requisitos necessários ao recebimento do Bolsa Família vão deixar de receber o auxílio do governo. Juntam-se a elas aquelas pessoas que por alguma razão não conseguiram fazer o cadastramento no CadÚnico.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está de acordo com isso. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->