As 7 festas tradicionais mais populares do Espírito Santo

As festas populares capixabas configuram importante parte da cultura do estado e guardam origens europeias e africanas.

- Tempo de leitura: 6 minutos -

O Espírito Santo, localizado no sudeste brasileiro, é dono de extensa variedade cultural, graças à mistura das tradições e costumes europeus, africanos e indígenas. As 7 festas tradicionais mais populares do Espírito Santo refletem, fielmente, a diversidade que compõem a cultura e o povo capixaba.

As festas tradicionais são celebrações populares que ocorrem, repetidamente, em determinadas épocas do ano por variadas motivações. Têm, como elemento caracterizador a andança ou caminhada por terra, mar ou rio, dos participantes, além da conotação profano-religiosa como traço de relação tradicional com a festividade comemorada.

No Espírito Santo, a mistura de povos e suas consequentes influências culturais traduzem o espectro cultural que constitui o folclore do estado. O registro das expressões culturais, especialmente as festas tradicionais mais populares do Espírito Santo, são meios privilegiados de compreender o imaginário cultural e histórico do povo capixaba.

As 7 festas tradicionais mais populares do Espírito Santo

Festa do Divino Espírito Santo

Festas Tradicionais Populares do Espírito Santo: Festa do Divino Espírito Santo
Festa do Divino Espírito Santo

A Festa do Divino Espírito Santo é realizada anualmente, 50 dias após o Carnaval. Trata-se de uma tradição católica em louvor ao Divino Espírito Santo, com maior expressividade nos municípios de Viana e de Anchieta.

Tipicamente portuguesa, a festa conta com a participação das Bandas de Congo e do Grupo de Dança Açoriana.

Em Viana, a programação contempla leilão, barraquinhas de comidas e bebidas típicas, feira de artesanato e missa na Igreja Nossa Senhora da Conceição, inaugurada em 1817.

Durante a festa, são eleitos um imperador e uma imperatriz que vão organizar o evento no ano seguinte.

No município de Anchieta, por sua vez, a festa acontece no distrito de Jabaquara. Anualmente, cerca de 2500 pessoas participam das festas de Viana e Jabaquara.

Congo de Máscaras

Festas Tradicionais Populares do Espírito Santo: Mascarados no Congo de Máscaras
Mascarados no Congo de Máscaras

O Congo de Máscaras é uma das mais singulares festas do folclore capixaba, realizada no município de Cariacica.

A festa nasceu da dificuldade dos moradores em se deslocar até o Convento da Penha, em Vila Velha, para homenagear Nossa Senhora da Penha. Por isso, faziam procissões locais com a imagem da santa, acompanhadas pelos tambores de congo.

Os mascarados tornaram-se o grande símbolo dessa manifestação. Segundo as histórias tradicionais, os negros escravos, se escondiam por trás das máscaras para participar da festa sem serem reconhecidos.

Com o passar do tempo, o disfarce virou brincadeira e, hoje, as pessoas só tiram as máscaras feitas de papel após a festa, revelando sua identidade.

Festa de Nossa Senhora da Penha

Festas Tradicionais Populares do Espírito Santo: Procissão na Festa de Nossa Senhora da Penha, em Vila Velha (ES)
Procissão na Festa de Nossa Senhora da Penha, em Vila Velha (ES)

A Festa de Nossa Senhora da Penha acontece em Vila Velha e também tem a forte presença das bandas de congo.

Considerada a maior festa religiosa do estado, é uma homenagem à Nossa Senhora da Penha, padroeira oficial do Espírito Santo. Realizada na segunda-feira após a Páscoa, acompanha o feriado decretado em vários municípios.

Na romaria, os devotos saem da Catedral Metropolitana de Vitória e vão ao santuário da Penha, em Vila Velha, ou ao local onde se realizam as missas campais. As romarias, inclusive, constituem uma das tradições da festa, com a participação de homens, mulheres e crianças.

A programação da festa segue por dias seguidos, antes do dia magno dedicado a Nossa Senhora da Penha. Anualmente, cerca de 30.000 pessoas participam do evento.

Festa de São Benedito

Festas Tradicionais Populares do Espírito Santo: Festa de São Benedito, em Serra (ES)
Festa de São Benedito, em Serra (ES)

A Festa de São Benedito é, sem dúvida, a mais tradicional festa de puxada e fincada do mastro de São Benedito no Espírito Santo. Ocorre em vários municípios do estado, especialmente nas quais há grupos de devoção ao santo.

Em Serra, um cortejo acompanha o mastro pelas ruas, ao som das batidas de congo, até a fincada em frente à igreja matriz. A programação da festa na cidade também conta com shows, barracas de comidas e bebidas típicas, feira de artesanato e bandas de congo do município.

Em Anchieta, retira-se o mastro fincado anteriormente e se reúne bandas de congo de outros municípios. Lá, a festa surgiu como pagamento de promessa dos escravos que se salvaram de um naufrágio.

Mesma origem na cidade de Aracruz. Durante um naufrágio, os escravos clamaram à Providência Divina e pediram ajuda a São Benedito, conseguindo sobreviver agarrando-se ao mastro do navio.

Em Fundão, devotos e bandas de congo festejam São Benedito e São Sebastião na mesma ocasião. As festas acontecem entre 24 e 26 de dezembro.

Festa da Polenta

Festas Tradicionais Populares do Espírito Santo: Festa da Polenta
Festa da Polenta

A Festa da Polenta surgiu improvisadamente em 1979, no pátio do Colégio Salesiano, com famílias da comunidade italiana que degustavam a polenta e outros pratos típicos do país.

Ao longo dos anos, a festa foi crescendo e, hoje, reúne cerca de 25 mil pessoas, todo ano, no final de semana próximo ao dia 12 de outubro, em Venda Nova do Imigrante. As atrações do evento contemplam:

  • Tombo da Polenta: quando se entorna num grande tabuleiro onde se preparou a polenta ao som de “La bella polenta”, o hino da festa
  • Queijo Gigante: resultado do trabalho dos produtores rurais
  • Desfile da Eleição da Rainha
  • Paiol do Nonno: retrata o dia-a-dia das famílias nas primeiras décadas da colonização
  • Casa da Nonna: réplica reduzida, com cozinha, sala e quarto, das condições de vida do imigrante
  • Dei Bambini: apresentação de grupo formado pelas crianças que atuam como apoio na distribuição de materiais para a festa
  • Coral Sol da Manhã: grupo de valorização da cultura italiana formado pelas crianças da comunidade
  • Vila Cenográfica: reprodução de uma vila italiana em forma de painéis cenográficos expostos durante a festa
  • Moinho: estrutura com um moinho de pedra em funcionamento montada no interior do Centro de Eventos Padre Cleto Caliman

Festa de São Benedito e São Sebastião

Festas Tradicionais Populares do Espírito Santo: Festa de São Benedito e São Sebastião
Festa de São Benedito e São Sebastião

Os quatro dias da Festa de São Benedito e São Sebastião acontecem em Conceição da Barra. Neles, acontecem o ensaio geral dos grupos de Ticumbi, apresentações pontuais destes grupos, além dos Reis de Boi, Pastorinhas, Alardo e Jongo.

Todos se reúnem para assistir à missa de São Benedito e formam, em frente à igreja, uma grande roda para dançar e cantar, embalados pelo som dos tambores e casacas.

Cada grupo faz sua manifestação em louvor aos santos. Anualmente, 5 mil pessoas participam das festividades.

Carnaval Folclórico do Boi Pintadinho

Festas Tradicionais Populares do Espírito Santo: Carnaval Folclórico do Boi Pintadinho
Carnaval Folclórico do Boi Pintadinho

O Carnaval Folclórico do Boi Pintadinho, no município de Muqui, é um cortejo dos grupos folclóricos pelo centro da cidade.

Apresentam-se vários grupos organizados de Boi Pintadinho e o Jaguara de São Pedro. O Boi é animado por uma bateria de instrumentos de percussão que inclui surdão, surdo, tarol, repique e tamborim.

Durante os quatro dias de Carnaval, o Boi dança e brinca investindo contra as pessoas e brincantes do grupo. Cerca de 30.000 pessoas participam da festa todos os anos.


Além das 7 festas tradicionais mais populares do Espírito Santo, conheça mais sobre a cultura capixaba! No nosso site, falamos sobre as principais e variadas danças típicas do Espírito Santo.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.