11 Festas populares na Bahia para celebrar a fé e alegria!

A espiritualidade das religiões cristãs e de matriz africana é comum nas várias celebrações baianas, mostrando a diversidade e fervor deste povo.

Falar de festas populares na Bahia é fácil! Com uma paixão pela folia que transcende o carnaval, o baiano é festeiro por natureza e quer todo mundo pulando junto. É certo que o verão é marcado pelas tradicionais celebrações, mas o calendário dos festejos é aberto bem antes disso – e, para falar a verdade, nunca termina! Conheça 11 festas populares na Bahia e prepare-se para a folia!

Fôlego e muita energia! Esses são ingredientes indispensáveis para acompanhar as festas que atraem gente de todo o Brasil e do mundo! Ecléticas, as celebrações misturam sagrado e profano, devoção a santos e orixás, orações e farras que vão até o amanhecer. E, pudera! As festas estão presentes no espírito deste povo desde o nascimento da nação brasileira e a maioria das manifestações são reconhecidas como patrimônio imaterial.

A maioria das festas populares na Bahia são de origem religiosa, refletindo o sincretismo entre as religiões cristãs e as de matrizes africanas. Assim, é comum ver espiritualidade meio a 11 típicas da Bahia, como você vai conferir a partir de agora.

11 Festas populares baianas

Ainda que o baiano seja festeiro por natureza, o calendário oficial das festas populares baianas é aberto em novembro e se concentra no verão. Porém, as manifestações folclóricas duram mesmo o ano todo, incluindo as conhecidas festas juninas. Exibições de diversas origens se proliferam com a capoeira, maculelê e samba-de-roda. Contagiadas pelo espírito festeiro, milhares de pessoas saem às ruas para celebrar santos padroeiros, os orixás do candomblé e experimentar o melhor da culinária baiana nas barracas padronizadas. Veja quais são os principais festejos e suas características.

1 Dia Nacional da Baiana de Acarajé

Dia Nacional da Baiana de Acarajé
Comemorações do Dia da Baiana de Acarajé

Data: 25 de novembro 

A baiana de acarajé é uma verdadeira sumidade, sacerdotisa das tradições e força da mulher da Bahia. Nada mais justo que ter uma data dedicada especialmente a ela. O Dia Nacional da Baiana de Acarajé é comemorado no dia 25 de novembro, quando é celebrada uma missa, às 10h, na Igreja de Nossa Senhora Rosário dos Pretos. Logo depois, sai um cortejo pelas ruas do Pelourinho com destino ao Memorial das Baianas, no Monumento da Cruz Caída.

2 Dia do Samba

Dia do Samba
A Caminhada do Samba faz parte das comemorações do Dia do Samba

Data: 02 de dezembro 

O Dia do Samba é comemorado no dia 02 de dezembro e reúne alguns dos principais nomes do gênero no Largo do Pelourinho e, também, nas principais praças do Centro Histórico. A data escolhida remonta à primeira visita Ary Barroso, compositor do sucesso Na Baixa do Sapateiro, à capital baiana. A tradicional festa é celebrada há mais de 40 anos no Centro Histórico.

3 Festa de Santa Bárbara

Festa de Santa Bárbara
Festa de Santa Bárbara

Data: 04 de dezembro

Santa Bárbara, a padroeira dos Bombeiros e mercados ou Iansã, a deusa dos trovões. Não importa como é chamada, o fato é que a Festa de Santa Bárbara une católicos e seguidores do candomblé para, juntos, pintar de vermelho o Centro Histórico de Salvador na mais bela manifestação de fé. Nos mercados e praças, é servido o delicioso caruru. A Festa de Santa Bárbara é de suma importância para a cultura baiana e foi considerada Patrimônio Cultural da Bahia em 2008.

4 Nossa Senhora da Conceição da Praia

Nossa Senhora da Conceição da Praia
Festejos de Nossa Senhora da Conceição da Praia

Data: 08 de dezembro

O louvor à Nossa Senhora da Conceição da Praia, Padroeira da Bahia, é a festa religiosa mais antiga do Brasil, comemorada desde 1550. Os festejos começam com a novena que prepara os fiéis para o ponto alto, a procissão pelas ruas do Comércio levando a imagem da santa. Na tarde do dia 08 de dezembro, barracas montadas no entorno do templo ocupam o espaço da manifestação religiosa.

5 Festa do Bom Jesus dos Navegantes

Festa do Bom Jesus dos Navegantes
Procissão Marítima do Bom Jesus dos Navegantes

Data: 31 de dezembro

A Festa do Senhor dos Navegantes ou Procissão Marítima do Bom Jesus dos Navegantes é, sem dúvida, uma das maiores manifestações baianas de fé. Em Salvador, centenas de embarcações saem em procissão da Praia da Boa Viagem até o cais do comando do 2º Distrito Naval, que fica em frente à Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia. Nela, dezenas de barcos seguem a Galeota Gratidão do Povo pela Baía de Todos os Santos.

No dia seguinte, é celebrada a missa campal e, depois dela, a procissão retorna até a Igreja e Hospício da Nossa Senhora da Boa Viagem, levando a imagem. Este é o ponto alto das comemorações, quando os fiéis recebem a imagem de Nosso Senhor Bom Jesus dos Navegantes na praia da Boa viagem. Aí, começa a Festa da Boa Viagem, que acontece em todos os lugares da Cidade Baixa.

6 Festa dos Santos Reis na Lapinha

Festa dos Santos Reis na Lapinha
Festa dos Santos Reis

Data: 06 de janeiro

A Festa da Lapinha é uma celebração de origem portuguesa que simboliza a visita dos Reis Magos ao Menino Jesus – a tradicional Folia de Reis. No dia 06 de janeiro, acontece celebração de missas, visitação ao presépio no interior da Igreja da Lapinha (abordando temas sociais), festa de Largo, além da apresentação dos “Ternos de Reis”. Não só isso! Do lado de fora, são montadas barracas para comercialização de bebidas e comidas típicas.

7 Lavagem do Bonfim

Lavagem do Bonfim
Lavagem do Bonfim

Data: 11 de janeiro

 

 

O ditado “quem tem fé, vai a pé” faz todo o sentido na Lavagem do Bonfim! A segunda maior festa popular da Bahia, acontece na segunda quarta-feira do mês de Janeiro (portanto, a data indicada acima pode mudar). Vestidos de branco, baianos e turistas caminham por 8km atrás do cortejo das baianas, sobem a colina sagrada e se banham com água benta nas escadarias da Basílica. Na segunda-feira seguinte, os comerciantes  que trabalharam no dia anterior montam barracas no Largo da Ribeira, em Salvador, servindo bebidas e comidas ao som de muita música.

8 Lavagem de Itapuã

Lavagem de Itapuã
Lavagem de Itapuã

Data: 01 de fevereiro

Logo cedo, no dia 01 de fevereiro, um cortejo religioso sai pelas ruas de Itapuã com destino à Igreja de Nossa Senhora da Conceição. É lá que acontece a Lavagem de Itapuã, quando as baianas lavam as escadarias do templo. A festa foi uma ideia de Dona Niçu, antiga moradora do bairro e, até hoje, é mantida por seus filhos que, inclusive, oferecem um café da manhã aos participantes (o café de Dona Niçu).

Na parte da tarde, os blocos de chão e arrastões tomam as ruas junto ao tradicional desfile do Malê de Balê. Vale lembrar que, desde 2009, proibida a participação de  trios elétricos na festa.

9 Festa de Iemanjá

Festa de Iemanjá
Festa de Iemanjá

Data: 02 de fevereiro 

Dia dois de fevereiro… Dia de festa no mar… Eu quero ser o primeiro… A saudar Iemanjá…”. A Rainha do Mar é intensamente celebrada nesta data eternizada na voz de Dorival Caymmi com a Festa de Iemanjá, a maior manifestação religiosa pública do candomblé. Turistas e baianos se rendem a ela, jogando flores e balaios de presentes no mar da Praia do Rio Vermelho.

O maior deles é lançado por pescadores no final da tarde, seguidos por um cortejo formado pelas dezenas de embarcações, celebrados pelos grupos de percussão e a fantástica queima de fogos. A partir daí, mais festa, principalmente no boêmio bairro do Rio Vermelho, em Salvador. Aliás, o bairro todo é tomado por  barracas com comidas típicas, bebidas e artesanato.

10 Carnaval

Carnaval
Carnaval de Salvador

Data: fevereiro ou março

Como falar de festa na Bahia sem mencionar o Carnaval? Famoso pelas celebrações sem fim e intensa participação popular, ganhou brilho a mais com a invenção dos trios elétricos por Dodô e Osmar. Desde então, os gigantescos carros de som arrastam multidões pelas ladeiras e avenidas, dançando e cantando as músicas de suas bandas favoritas. Na capital, o Carnaval de Salvador divide os desfiles em dois roteiros – o Circuito Dodô, percurso de 4 km que vai do Farol da Barra até Ondina – e o Circuito Osmar, trajeto de 6 km que segue desde a Av. Sete de Setembro Até o Hotel da Bahia, percorrendo o centro da cidade.

11 Ciclo dos Festejos Juninos

Ciclo dos Festejos Juninos
São João do Pelô

É claro que as festas juninas não ficariam de fora das celebrações populares da Bahia! O Ciclo dos Festejos Juninos acontece no mês de junho, incluindo o Tríduo de Santo Antônio e o São João do Pelô na programação, sempre exaltando a música e a cultura nordestina no Centro Histórico.

As festas populares da Bahia reúnem manifestações de fé das mais variadas origens, representando o respeito à diversidade. Que tal organizar o roteiro de sua próxima viagem para participar de alguma delas?

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.