Facebook entra na mira do Procon por falhas da última segunda-feira – Entenda!

Órgão de defesa do consumidor notificou a empresa pela falha de seis horas que prejudicou usuários e comerciantes.

- Tempo de leitura: 1 minuto -

Quando o Facebook sofreu uma queda de cerca de seis horas na segunda-feira (4), as empresas também sofreram. A plataforma e seus irmãos Instagram e WhatsApp desempenham papéis importantes no comércio, com algumas empresas contando com a rede do Facebook em vez de seus próprios sites.

Por causa disso, o Procon-SP notificou a empresa pela queda do serviço. De acordo com o Facebook, não foi um ataque, mas sim um problema auto-infligido.

Uma atualização dos roteadores do Facebook que coordenam o tráfego de rede deu errado, enviando uma onda de interrupções que se propagou por seus sistemas. Como resultado, todos os serviços do Facebook foram efetivamente desativados, em todo o mundo.

Em uma atualização sobre a interrupção, o Facebook disse: “Mudanças de configuração nos roteadores que coordenam o tráfego de rede entre nossos data centers bloquearam sua capacidade de comunicação e desencadeiam uma cascata de falhas de rede.”

Essa explicação sugere que o problema surgiu entre o Facebook e o Border Gateway Protocol, uma ferramenta vital subjacente à Internet.

O Border Gateway Protocol é frequentemente comparado ao sistema GPS ou ao serviço postal. Semelhante a ideias como coordenadas de mapa ou CEPs, o sistema informa ao resto do mundo para onde direcionar o tráfego e as informações.

Quando uma empresa não pode usar o protocolo de gateway, é como se seus domínios online simplesmente não existissem. Mas isso não impediu que páginas da web, pesquisas e mensagens procurassem as propriedades do Facebook. E isso, por sua vez, gerou outros problemas.

Por que a interrupção durou tanto?

O problema piorou – e sua solução foi mais elusiva – porque a interrupção também afetou os próprios sistemas e ferramentas internas do Facebook. Os funcionários também enfrentaram dificuldades para chegar fisicamente ao espaço onde os roteadores estão alojados.

Algumas empresas perderam quase um dia de trabalho

A paralisação do Facebook durou quase um dia inteiro de trabalho, deixando algumas empresas prejudicadas financeiramente.

Muitas pessoas usam Facebook, Instagram e WhatsApp para compartilhar fotos e vídeos com sua família e amigos, mas muitas empresas veem as plataformas como uma ferramenta primária, usando-as para anunciar, conectar-se com clientes e vender produtos e serviços.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->