12 dicas do que NÃO fazer no Marrocos

Dicas do que não fazer no país que garante viagem que vale por uma experiência de vida.

- Tempo de leitura: 5 minutos -

A viagem pelo Marrocos certamente garante experiências únicas! O país lindo e desafiador no Norte da África representa uma jornada junto a anfitriões receptivos e paisagens, no mínimo, intrigantes. Mas, embora o país atraia viajantes de todos os estilos e orçamentos, existem coisas que nenhum turista deve fazer durante a viagem. Por isso, confira uma lista do que não fazer no Marrocos para evitar problemas e estragar o passeio. 

O Marrocos, sem dúvida, é um destino cativante! O país oferece uma extensa variedade de atrações e atividades que agradam famílias, casais, grupos de amigos e viajantes individuais. Ainda que democrático sob esse ponto de vista, devemos nos lembrar que, como qualquer outro país, Marrocos tem sua própria cultura e tradições. 

A religião, por exemplo, é o Islamismo, com sua regras e ensinamentos. A forma de governo é a monarquia, bastante respeitada, por sinal. Logo, é preciso que o turista se enquadre nos hábitos e costumes marroquinos. 

Por outro lado, uma lista do que não fazer no Marrocos também inclui experiências que não devem ser deixadas de fora do roteiro, enquanto algumas são bastante superestimadas. Vamos conferir?

Coisas para não fazer no Marrocos

1 Desrespeitar o Islã

A intolerância religiosa é algo que deveria ter sido extinto há séculos, concorda? Principalmente quando o desrespeito à crença acontece no país onde ela é praticada. Por isso, ao visitar o Marrocos, jamais desrespeite o Islã

A religião oficial do país tem mais de 90% da população como adepta, a maioria no ramo sunita. Portanto, o desrespeito à religião ofende, de maneira significativa, os moradores. 

Mesmo que o Marrocos seja uma das nações islâmicas mais liberais e descontraídas do mundo, não seja um hóspede inconveniente! Não perturbe os anfitriões com perguntas ou opiniões controversas. 

Sempre respeite as regras quanto à entrada proibida de não muçulmanos em áreas determinadas, como mesquitas e santuários. Ainda, procure vestir-se de acordo com os costumes locais.

2 Desrespeitar a Monarquia

Sabe aquelas piadinhas que os ocidentais adoram fazer com seus presidentes e demais governantes? Pois é, isso é veementemente ilegal no Marrocos! Isso significa que zombar, criticar ou falar mal do rei marroquino pode levar a uma pena de até três anos de prisão. Também é proibido desfigurar qualquer coisa que tenha a imagem do rei.

3 Comer com a mão esquerda

Um dos costumes marcantes do Marrocos é comer algumas das refeições diretamente com as mãos, isto é, sem talheres. Portanto, tenha cuidado em usar apenas a mão direita nas refeições, pois a esquerda é considerada impura. Normalmente, é a mão usada pelos marroquinos para se limpar após ir ao banheiro. Embora seja improvável que comer, inadvertidamente, com a mão esquerda cause problemas, pode haver retaliações leves.

4 Usar roupas de banho fora da praia

As normas religiosas e culturais do Marrocos são bem conservadores quanto aos padrões gerais de vestimenta. Roupas de praia, por exemplo, não são adequadas para explorar as cidades, vilas e aldeias do país, independente do “calorão” que esteja fazendo. Logo, guarde biquínis e maiôs para a praia e cubra-se ao sair para um hotel, restaurante ou qualquer outro lugar.

5 Não deixe de cobrir os ombros

Os códigos de vestimenta no Marrocos não se restringem apenas a roupas de banho. Não é recomendável que mulheres usem shorts curtos e regatas, uma vez que mostrar ombros e abaixo dos joelhos é considerado desrespeitoso. Homens também não devem usar regatas. 

6 Não perca a paciência com a barganha

Os marroquinos são conhecidos pela mania de barganhar em suas vendas, o que eles gostam de chamar de “push push”. Isso vale para qualquer coisa, desde o preço do táxi até mercadorias no mais chique dos mercados! Se é cultural, aceite com um sorriso e entre na jogada! Mas, caso perceba que a coisa está saindo dos limites, ameace chamar a polícia! A barganha logo vai pelo caminho justo. 

7 Não beba água da torneira

Evite tomar água direto da torneira, optando por comprar aquelas das garrafinhas. O mesmo conselho vale para vegetais crus, alface e gelo. E, claro, escovar os dentes!

8 Não deixe de se perder nos mercados

Marrocos é famoso por seus souks coloridos, mercados tradicionais que vendem de tudo. De roupas e calçados tradicionais a especiarias, narguilés, lâmpadas, jogos de chá, artigos de couro, ou seja, uma mina difícil resistir. 

Entre na onda dos marroquinos e pechinche! Os preços geralmente são razoáveis, mas pechinchar é a grande parte do comércio no Marrocos. Logo, os vendedores dão um preço inicial inflacionado sabendo que o valor final será menor. 

9 Não deixe de levar dinheiro

Sempre tenha dinheiro vivo em mãos porque é difícil encontrar estabelecimentos que aceitem cartões de crédito. A maioria dos postos de gasolina até o fazem, mas alguns não. O mesmo vale para albergues e restaurantes. Se você alugar um carro, também precisará de dinheiro para pagar o pedágio.

 

10 Não se esqueça de levar papel higiênico na bolsa

A maioria dos banheiros não tem papel higiênico no Marrocos, mas há um motivo – aliás, dois – para isso! O primeiro é que os mais velhos simplesmente não usam papel higiênico, mas a mão esquerda para se limpar (lembra da recomendação n.º 3?). O segundo é que, na falta do papel higiênico, as pessoas precisam comprá-lo na rua, uma forma de ganhar dinheiro, certo?  

Ah, e ainda no banheiro, não se assuste caso encontre algum sem vaso sanitário, apenas com um buraco de porcelana no chão. Por isso, sugerimos usar sapatos de bico fechado para evitar respingos.

11 Não deixe de provar os tahines e cuscuz

Tahine e cuscuz são os produtos básicos de qualquer menu marroquino, portanto, você não terá escolha senão provar! 

12 Não deixe o Marrocos sem provar o chá de menta

Se o cuscuz é o prato tradicional do Marrocos, o chá de menta é a bebida nacional. Carregada com açúcar e raminhos de hortelã fresca, a bebida refrescante é uma ótima maneira de vivenciar uma parte da vida local. Vá para um dos muitos cafés, peça uma jarra, relaxe e saboreie enquanto observa o mundo passar.

Importante saber mais sobre o país que se visita e, aqui, o que não fazer no Marrocos, com uma cultura tão diversa! Continue navegando pelo site para saber dicas sobre outros destinos no mundo! 

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.