Desconto em veículo para MEI pode chegar a 30% – Veja como funciona!

Saiba, neste artigo, como fazer para comprar um carro com desconto através do MEI.

- Tempo de leitura: 2 minutos -

Comprar um carro é o sonho de muitos brasileiros, mas o alto custo faz diversos cidadãos não ter condições para adquirirem um automóvel. Contudo, agora existe um desconto em veículo para MEI, que permite que os microempreendedores individuais obtenham um carro de forma mais econômica.

Dessa forma, é possível comprar um carro com desconto através do CNPJ em diversas fabricantes. Basta que o empreendedor atenda todos os requisitos necessários para ter acesso ao benefício.

Sendo assim, continue lendo esse artigo até o final para saber como ter o desconto em veículo para MEI e qual é o valor do abatimento. Confira a seguir!

Desconto em veículo para MEI: como conseguir?

Para fazer a compra do carro com desconto através do MEI, é necessário apresentar a inscrição estadual vigente e o contrato social da empresa. Além disso, outros documentos, como o E-CNPJ, também podem ser pedidos.

LEIA MAIS:

Assim, o desconto pode variar de 2,5% a 30% do valor do veículo, o que vai depender da marca do carro. Além do modelo e outras informações adicionais, que vão depender de cada fabricante.

Já em relação às condições de pagamento, o carro fica associado à empresa. Portanto, se o microempreendedor não pagar as parcelas do veículo, a pessoa jurídica pode sofrer algumas restrições, como é o caso da negativação para empréstimos.

Além disso, caso o empreendedor apresente dívidas tributárias federais ou estaduais, o carro também pode ser penhorado. Portanto, é melhor fazer a aquisição somente em boas condições financeiras para garantir o devido pagamento.

Algumas desvantagens dessa opção

Sem dúvidas, a maior desvantagem dessa transação é o prazo de entrega do carro. Isso porque, ele depende da demanda da fabricante. Logo, o veículo pode ser entregue entre de 10 a 40 dias. Mas, se o modelo escolhido estiver no pátio disponível, esse processo pode ser mais ágil.

Além disso, algumas fábricas costumam reduzir o tempo de garantia nesse tipo de venda, uma vez que, eles consideram que o carro pode rodar mais do que um automóvel de passeio. Enquanto outras usam a garantia estendida como tentativa de aumentar o valor de compra do consumidor.

Por fim, também não é possível vender o carro pelos primeiros 12 meses. Isso porque o Confaz exige que o carro fique no nome da empresa durante um ano.

Gostou deste artigo? Confira vários outros semelhantes aqui no Rotas de Viagem!

Você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->